Beercast Brasil http://beercast.com.br Um podcast onde Cerveja é o tema principal. Toda Quarta-Feira! Tue, 24 Nov 2020 23:12:24 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.5.3 http://beercast.com.br/wp-content/uploads/2017/06/logo_bc_500x500-150x150.jpg Beercast Brasil http://beercast.com.br 32 32 Um podcast semanal onde cerveja é o tema principal, degustamos as melhores e piores cervejas do mundo, contamos o que achamos e damos boas risadas. <br /> <br /> Se você adora cervejas e quer estar por dentro deste mundo, o convidamos a ouvir nossos programas. Beercast Brasil clean episodic Beercast Brasil contato@beercast.com.br contato@beercast.com.br (Beercast Brasil) BeerCast Brasil Beercast Brasil http://beercast.com.br/wp-content/uploads/2020/02/logo_beercast_1400x1400.png http://beercast.com.br TV-MA São Paulo, SP Weekly 178092575 Cerveja e Churrasco com Daniel Magri – Beercast #392 http://beercast.com.br/programas/cerveja-e-churrasco-com-daniel-magri-beercast-392/ http://beercast.com.br/programas/cerveja-e-churrasco-com-daniel-magri-beercast-392/#respond Wed, 25 Nov 2020 03:00:52 +0000 http://beercast.com.br/?p=19816 Recebemos hoje a presença do chef de cozinha Daniel Magri! Vamos falar sobre churrasco, cerveja, pão e afins... ele vai contar pra gente as dicas secretas para um bom churrasco e também sobre como harmonizar um bom churrasco com uma boa gelada.

O post Cerveja e Churrasco com Daniel Magri – Beercast #392 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Recebemos hoje a presença do chef de cozinha Daniel Magri! Vamos falar sobre churrasco, cerveja, pão e afins… ele vai contar pra gente as dicas secretas para um bom churrasco e também sobre como harmonizar um bom churrasco com uma boa gelada.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Cerveja e Churrasco com Daniel Magri – Beercast #392 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cerveja-e-churrasco-com-daniel-magri-beercast-392/feed/ 0 Recebemos hoje a presença do chef de cozinha Daniel Magri! Vamos falar sobre churrasco, cerveja, pão e afins... ele vai contar pra gente as dicas secretas para um bom churrasco e também sobre como harmonizar um bom churrasco com uma boa gelada. Recebemos hoje a presença do chef de cozinha Daniel Magri! Vamos falar sobre churrasco, cerveja, pão e afins... ele vai contar pra gente as dicas secretas para um bom churrasco e também sobre como harmonizar um bom churrasco com uma boa gelada. Beercast Brasil 59:29 19816
Boa Cerveja-Feira #351… Mad Honey http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-351-mad-honey/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-351-mad-honey/#respond Fri, 20 Nov 2020 03:45:41 +0000 http://beercast.com.br/?p=19810 Esta semana iremos invadir a colmeia mágica da Hocus Pocus e buscar uma doppelbock inventiva com a Mad Honey. Como dito acima, esta doppelbock é produzida pela Hocus Pocus. O conceito do uso do mel de flores de laranjeira é uma opção muito interessante, dado que o estilo naturalmente traz notas de tosta e leve...

O post Boa Cerveja-Feira #351… Mad Honey apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos invadir a colmeia mágica da Hocus Pocus e buscar uma doppelbock inventiva com a Mad Honey.

Como dito acima, esta doppelbock é produzida pela Hocus Pocus. O conceito do uso do mel de flores de laranjeira é uma opção muito interessante, dado que o estilo naturalmente traz notas de tosta e leve amargor o dulçor do mel deve agregar um dulçor e notas agradáveis ao estilo.

Já falamos anteriormente da Hocus Pocus com a Moonrock, Bad Trip dentre outras.

A dica desta semana foge dos quadrinhos, mas se mantem no âmbito literário, indicarei o livro 1808 de Laurentino Gomes. O livro trata do período imperial do Brasil, chegada da família real e todo o contexto histórico, econômico e político, tanto do Brasil quando de outros países que se relacionavam com o Brasil.

Vale muito a pena a leitura para entendermos como muito do que vivemos hoje é uma herança direta de decisões políticas tomadas séculos atrás.


Mad Honey

Mad HoneyDados Técnicos:

Cerveja: Mad Honey
Estilo: Doppelbock
Teor: 9,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 500 ml
Nota: 3,5

 


A Mad Honey se apresenta em tom castanho com reflexos rubros, cristalina e brilhante. A espuma tem boa formação, com duração baixa, deixando uma fina camada sobre a cerveja após alguns minutos.

No aroma encontramos notas de caramelo, leve frutado, notas condimentadas e uma percepção floral silvestre. Em segundo plano encontramos notas de biscoito integral, tosta muito suave, toffe e leve percepção licorosa.

A Mad Honey apresenta corpo médio e carbonatação médio alta. Enquanto que no paladar temos notas de caramelo, malte, pão tostado e uma percepção frutada silvestre bastante fresca. Já em segundo plano temos o complemento com notas de mel, especiarias e toffe.

O aftertaste realça ainda mais a percepção de mel e uma leve nota condimentada mais evidente, terminando seca e com um agradável aquecimento na garganta.

A Mad Honey é uma weizenbock que opta por um caminho inusitado, mesmo com seus 9% de álcool ela se mantem com uma boa drinkability e sensação de refrescancia, as notas de mel compõe a cerveja sem aproxima-la de uma Honey Beer e sim como uma adjunto que agrega no estilo.


Para a harmonização podemos imaginar que realçar ainda mais a presença do mel é uma opção interessante, dado que a cerveja equilibra muito bem o seu uso.

Minha sugestão é baseada em um restaurante que eu gosto muito, o Kawai Chef, e eles tem um brie folhado com mel trufado que pode ser perfeito para esta harmonização. A presença do mel irá destacar ainda mais o mel da cerveja, enquanto que o teor alcoólico garante que a untuosidade do brie não mascare as demais notas da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #351… Mad Honey apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-351-mad-honey/feed/ 0 19810
Pão Caseiro e Cerveja Caseira – Beercast #391 http://beercast.com.br/programas/pao-caseiro-e-cerveja-caseira-beercast-391/ http://beercast.com.br/programas/pao-caseiro-e-cerveja-caseira-beercast-391/#respond Wed, 18 Nov 2020 03:00:02 +0000 http://beercast.com.br/?p=19805 Cerveja é o Pão Líquido, e como nós já falamos muitas vezes sobre produzir cerveja, vamos falar um pouco sobre produção de pães! Trouxemos dois patronos especialistas no assunto para ajudar nas dicas: Flávio Yokooji e Guilherme Abreu.

O post Pão Caseiro e Cerveja Caseira – Beercast #391 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Cerveja é o Pão Líquido, e como nós já falamos muitas vezes sobre produzir cerveja, vamos falar um pouco sobre produção de pães! Trouxemos dois patronos especialistas no assunto para ajudar nas dicas: Flávio Yokooji e Guilherme Abreu.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Pão Caseiro e Cerveja Caseira – Beercast #391 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/pao-caseiro-e-cerveja-caseira-beercast-391/feed/ 0 Cerveja é o Pão Líquido, e como nós já falamos muitas vezes sobre produzir cerveja, vamos falar um pouco sobre produção de pães! Trouxemos dois patronos especialistas no assunto para ajudar nas dicas: Flávio Yokooji e Guilherme Abreu. Cerveja é o Pão Líquido, e como nós já falamos muitas vezes sobre produzir cerveja, vamos falar um pouco sobre produção de pães! Trouxemos dois patronos especialistas no assunto para ajudar nas dicas: Flávio Yokooji e Guilherme Abreu. Beercast Brasil 59:00 19805
Boa Cerveja-Feira #350… Coffee for mama http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-350-coffee-for-mama/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-350-coffee-for-mama/#respond Fri, 13 Nov 2020 03:45:08 +0000 http://beercast.com.br/?p=19792 Nesta semana iremos tirar o pó de nossa gaita e guitarra acústica para resgatar um blues com mais de meio século com a Coffee for mama. A Coffee for mama é produzida pela cerveja Octopus, usando maple e café maturado em barril de Bourbon. Mas um ponto interessante é que a cervejaria atuou para manter...

O post Boa Cerveja-Feira #350… Coffee for mama apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Nesta semana iremos tirar o pó de nossa gaita e guitarra acústica para resgatar um blues com mais de meio século com a Coffee for mama.

A Coffee for mama é produzida pela cerveja Octopus, usando maple e café maturado em barril de Bourbon. Mas um ponto interessante é que a cervejaria atuou para manter as características próximas as clássicas Imperial Stout, evitando o dulçor excessivo das pastries.

Como estamos referenciando uma música do século passado ao falar do rótulo da cerveja, irei trazer uma série de HQ da década de noventa chamada “Raça das Trevas”. Esta revista é uma obra de Clive Barker, o mesmo criador da série Hellraiser e Candyman.

Nesta série acompanhamos um jovem atormentado por visões de um local misterioso com criaturas a margem da sociedade por conta de sua aparência, e no decorrer do enredo vamos descobrindo as relações entre o jovem Aaron, seu psicólogo e este local misterioso.

A série lançada no Brasil traz um pequeno problema muito comum a muitas das séries lançadas na década de 90. Ela possui 10 edições enquanto que a série lançada nos EUA possui 25 edições. Por algum motivo a editora nacional resolver lançar somente parte da série. E mesmo com estas 10 edições é possível entender todo o enredo.


Coffee for mama

Coffee for mamaDados Técnicos:

Cerveja: Coffee for mama
Estilo: Imperial Stout
Teor: 10,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,75

 


A Coffee for mama é completamente negra e opaca. A espuma se forma uniforme, cremosa e marrom escura, porem com baixa persistência.

No aroma as notas de café e tosta são destacadas, seguida pela presença de madeira, bordo e um toque licoroso. Em segundo plano encontramos notas de Bourbon suaves e amadeiradas.

Ao provarmos encontramos uma cerveja de corpo alto e baixa carbonatação e uma percepção densa e aveludada singular. Enquanto que no paladar temos notas de café expresso, tosta e madeira em primeiro plano acompanhada por um amargor de tosta equilibrado. Seguidos por uma percepção agradável de alcoólico, Bourbon e bordo em segundo plano.

O aftertaste surpreende pelo crescimento do amargor de notas de tosta, que passa a ocupar todo o palato e persiste agradavelmente por algum tempo. O final traz um aquecimento agradável e uma percepção residual de café.

A Coffee for mama é uma stout que, apesar dos adjuntos, traz um conjunto sensorial muito aderente as raízes do estilo Imperial Stout, focando nas notas de café, tosta e amargor de tosta. Mas que agrega com um corpo aveludado sedutor e envolvente.


Para a harmonização esta é uma das cervejas que poderiam abrir de um acompanhamento e sentir somente suas notas, mas iremos mesmo assim trazer uma opção, mas optarei por algo simples e que trabalhe a favor da cerveja.

Minha sugestão é harmonizarmos com uma porção de carne de sol e queijo coalho chapeados. Optamos por uma porção justamente para manter o foco na cerveja, e iremos usar uma carne e um queijo mais salgados que irão contrastar com o amargor da cerveja e abrir espaço para as notas de café e madeira ganharem ainda mais espaço.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #350… Coffee for mama apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-350-coffee-for-mama/feed/ 0 19792
Eventos Cervejeiros Pós Pandemia – Beercast #390 http://beercast.com.br/programas/eventos-cervejeiros-pos-pandemia-beercast-390/ http://beercast.com.br/programas/eventos-cervejeiros-pos-pandemia-beercast-390/#respond Wed, 11 Nov 2020 03:00:14 +0000 http://beercast.com.br/?p=19788 Slow Brew, Festival Brasileiro da Cerveja, IPA Day, Dum Day, Mondial de La Bierre e muitos outros eventos cervejeiros regionais serão afetados com a pandemia. Vamos conversar hoje sobre os recentes acontecimentos e o tratamento que os clientes estão recebendo na tentativa de remarcar ou pedir a devolução do valor previamente pago.

O post Eventos Cervejeiros Pós Pandemia – Beercast #390 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Slow Brew, Festival Brasileiro da Cerveja, IPA Day, Dum Day, Mondial de La Bierre e muitos outros eventos cervejeiros regionais serão afetados com a pandemia. Vamos conversar hoje sobre os recentes acontecimentos e o tratamento que os clientes estão recebendo na tentativa de remarcar ou pedir a devolução do valor previamente pago.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Eventos Cervejeiros Pós Pandemia – Beercast #390 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/eventos-cervejeiros-pos-pandemia-beercast-390/feed/ 0 Slow Brew, Festival Brasileiro da Cerveja, IPA Day, Dum Day, Mondial de La Bierre e muitos outros eventos cervejeiros regionais serão afetados com a pandemia. Vamos conversar hoje sobre os recentes acontecimentos e o tratamento que os clientes estão re... Slow Brew, Festival Brasileiro da Cerveja, IPA Day, Dum Day, Mondial de La Bierre e muitos outros eventos cervejeiros regionais serão afetados com a pandemia. Vamos conversar hoje sobre os recentes acontecimentos e o tratamento que os clientes estão recebendo na tentativa de remarcar ou pedir a devolução do valor previamente pago. Beercast Brasil 1:11:33 19788
Boa Cerveja-Feira #349… Urucum http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-349-urucum/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-349-urucum/#respond Fri, 06 Nov 2020 03:45:31 +0000 http://beercast.com.br/?p=19781 Nesta semana iremos buscar inspiração das raízes da América Tropical para mostrar que o conceito de fruto nativo por ser bem mais amplo do que se imagina com a Urucum. Esta cerveja é produzida pela cervejaria Oca de São Paulo que nasceu ao final de 2019. A criação da cervejaria é pautada na biodiversidade e...

O post Boa Cerveja-Feira #349… Urucum apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Nesta semana iremos buscar inspiração das raízes da América Tropical para mostrar que o conceito de fruto nativo por ser bem mais amplo do que se imagina com a Urucum.

Esta cerveja é produzida pela cervejaria Oca de São Paulo que nasceu ao final de 2019. A criação da cervejaria é pautada na biodiversidade e diversidade de culturas do Brasil, e isso se expressa no uso de insumos na confecção das cervejas.

Neste mês de novembro irei apresentar mais algumas indicações de histórias. E nesta semana irei indicar “Fábulas”.

A HQ Fábulas apresenta um universo onde os personagens dos contos de fadas, conceitualmente todos eles, estão vivendo em nosso mundo, buscando se adaptar a esta vida mundana e normal. Como se houvesse dentro da cidade de Nova Iorque uma cidade de personagens fantásticos que a população normal simplesmente não consegue enxergar.

Obviamente sobre todo este conceito é construída uma trama para criar um fio condutor para a narrativa.


Urucum

UrucumDados Técnicos:

Cerveja: Urucum
Estilo: Catharina Sour
Teor: 4,8 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,00

 


A Urucum se apresenta em um vermelho vivo, translúcido e brilhante. A espuma levemente rosada tem boa formação, mas breve duração.

No aroma notamos uma mescla de notas frutadas que remetem a morango maduro, quase passando do ponto, maracujá azedo e notas florais de hibisco. Em segundo plano encontramos notas acéticas equilibradas e que criam um pano do fundo para o aroma.

Ao provarmos a Urucum encontramos uma cerveja de corpo baixo e alta carbonatação. Enquanto que no paladar o primeiro impacto fica por conta da acidez com notas acéticas bastante destacada.  Logo depois conseguimos notar a presença uma composição muito delicada de notas de morango silvestre, morangos maduros, maracujá e leve floral silvestre.

O aftertaste é bastante limpo e suave mantendo a percepção de acidez breve e notas frutadas de morango e maracujá mais discretas porem persistentes.

A Urucum tem uma apresentação belíssima graças ao uso da semente que dá o nome a cerveja, o seu conjunto de aroma e sabores é equilibrado e delicado com a acidez como único ponto mais expressivo. Graças a esta composição que cativa no aroma, choca em um primeiro momento no paladar e finaliza delicada e sutil temos um exemplar com um ótimo drinkability e personalidade.


Para a harmonização, mesmo sabendo da acidez mais destacada, a Urucum tem um paladar fino e pode ser suplantada se usarmos um prato com sabores fortes.

Minha sugestão é harmonizarmos com mousse de chocolate branco. Iremos contrastar o dulçor do mousse com a acidez da Urucum e assim deixar as notas frutadas de morango e maracujá ganhem todo o destaque.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #349… Urucum apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-349-urucum/feed/ 0 19781
Ciência na Mesa do Bar #02 – Sex, Beer and Rock’n Roll – Beercast #389 http://beercast.com.br/programas/ciencia-na-mesa-do-bar-02-sex-beer-and-rockn-roll-beercast-389/ http://beercast.com.br/programas/ciencia-na-mesa-do-bar-02-sex-beer-and-rockn-roll-beercast-389/#respond Wed, 04 Nov 2020 03:00:11 +0000 http://beercast.com.br/?p=19775 No segundo episódio da série Ciência na Mesa do Bar recebemos a visita de Marco Antonio Varella, Carola Carvalho e Luiz Almeida, para falar um pouco sobre o álcool e sua relação com os seres vivos. Ficou curioso sobre o título? Escute o episódio e descubra como chegamos até lá.

O post Ciência na Mesa do Bar #02 – Sex, Beer and Rock’n Roll – Beercast #389 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

No segundo episódio da série Ciência na Mesa do Bar recebemos a visita de Marco Antonio Varella, Carola Carvalho e Luiz Almeida, para falar um pouco sobre o álcool e sua relação com os seres vivos. Ficou curioso sobre o título? Escute o episódio e descubra como chegamos até lá.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Ciência na Mesa do Bar #02 – Sex, Beer and Rock’n Roll – Beercast #389 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/ciencia-na-mesa-do-bar-02-sex-beer-and-rockn-roll-beercast-389/feed/ 0 No segundo episódio da série Ciência na Mesa do Bar recebemos a visita de Marco Antonio Varella, Carola Carvalho e Luiz Almeida, para falar um pouco sobre o álcool e sua relação com os seres vivos. Ficou curioso sobre o título? No segundo episódio da série Ciência na Mesa do Bar recebemos a visita de Marco Antonio Varella, Carola Carvalho e Luiz Almeida, para falar um pouco sobre o álcool e sua relação com os seres vivos. Ficou curioso sobre o título? Escute o episódio e descubra como chegamos até lá. Beercast Brasil 55:17 19775
Boa Cerveja-Feira #348… Punktoberfest http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-348-punktoberfest/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-348-punktoberfest/#respond Fri, 30 Oct 2020 03:45:34 +0000 http://beercast.com.br/?p=19764 Iremos fechar o mês de outubro com um estilo que surge das cinzas, tal qual uma Fenix, todos os anos neste período, ancorado pelas festas de Halloween iremos provar a Punktoberfest. A Punktoberfest é produzida pelo Clube do Malte, e foi feita mesclando os dois temas festivos mais conhecidos do mês de outubro, a Oktoberfest...

O post Boa Cerveja-Feira #348… Punktoberfest apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Iremos fechar o mês de outubro com um estilo que surge das cinzas, tal qual uma Fenix, todos os anos neste período, ancorado pelas festas de Halloween iremos provar a Punktoberfest.

A Punktoberfest é produzida pelo Clube do Malte, e foi feita mesclando os dois temas festivos mais conhecidos do mês de outubro, a Oktoberfest e o Halloween.

Como última dica de séries deste mês irei indicar a web serie “The Gamers”. Para quem já jogou RPG irá reconhecer uma série de piadas referentes aos diversos chavões que ocorrem em qualquer mesa de jogo.

E mesmo para aqueles que não jogam, a série é bem interessante e mesmo sendo um filme feito com um orçamento menor que uma lata de Dogma, ainda é bem feito. E no caso, o link que encontrei já traz o serie em um único filme, pouco menos de uma hora de diversão.


Punktoberfest

PunktoberfestDados Técnicos:

Cerveja: Punktoberfest
Estilo: Pumpkin Ale
Teor: 5,8 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 355 ml
Nota: 3,25

 


Cerveja castanha, translucida e brilhante. Espuma bege com boa formação e média persistência.

O aroma apresenta em primeiro plano as notas de condimentos com cravo, canela e nós moscada, de maneira um pouco mais discreta as notas de abóbora adocicada. Em segundo plano encontramos suaves notas de caramelo, leve percepção de pimenta e toffe.

Ao provarmos a Punktoberfest vemos que se trata de uma cerveja de corpo e carbonatação médios. Enquanto que no paladar temos as notas condimentadas de noz moscada, canela e crava em primeiro plano, bastante evidentes. Em segundo plano podemos mapear a percepção de abobora, mais discreta que no aroma, pimenta e um suave amargor.

A percepção de abobora surge novamente no aftertaste, pautada pelas notas condimentadas. O final é persistente e carrega a percepção de condimentos por um longo tempo, finalizado seco e com resquício de pimenta, mas sem a picância, noz moscada e cravo.

A Punktoberfest apresenta uma pumpkin ale que foge um pouco do conceito de doce de abobora quanto ao dulçor, mas mantem as notas condimentadas. É uma cerveja com personalidade e a carga de condimentos a torna uma cerveja para degustar com calma.


Como temos uma presença destacada de condimentos, devemos pensar em uma harmonização que se aproveite destas características.

Minha sugestão é harmonizarmos a Punktoberfest com caldo de moqueca. A moqueca é naturalmente bem temperada e iremos agregar ainda mais aos sabores da cerveja com a inclusão do caldo na experiência.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #348… Punktoberfest apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-348-punktoberfest/feed/ 0 19764
Cervejaria Traum com Nicolas Weber – Beercast #388 http://beercast.com.br/programas/cervejaria-traum-com-nicolas-weber-beercast-388/ http://beercast.com.br/programas/cervejaria-traum-com-nicolas-weber-beercast-388/#respond Wed, 28 Oct 2020 03:00:54 +0000 http://beercast.com.br/?p=19761 O episódio de hoje leva nossos ouvintes até Nova Petrópolis, na região Sul do Brasil, para conhecer o que há de melhor na Serra Gaúcha. Quem conta tudo isso pra gente é o cervejeiro Nicolas Weber, da cervejaria Traum.

O post Cervejaria Traum com Nicolas Weber – Beercast #388 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

O episódio de hoje leva nossos ouvintes até Nova Petrópolis, na região Sul do Brasil, para conhecer o que há de melhor na Serra Gaúcha. Quem conta tudo isso pra gente é o cervejeiro Nicolas Weber, da cervejaria Traum.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Cervejaria Traum com Nicolas Weber – Beercast #388 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cervejaria-traum-com-nicolas-weber-beercast-388/feed/ 0 O episódio de hoje leva nossos ouvintes até Nova Petrópolis, na região Sul do Brasil, para conhecer o que há de melhor na Serra Gaúcha. Quem conta tudo isso pra gente é o cervejeiro Nicolas Weber, da cervejaria Traum. O episódio de hoje leva nossos ouvintes até Nova Petrópolis, na região Sul do Brasil, para conhecer o que há de melhor na Serra Gaúcha. Quem conta tudo isso pra gente é o cervejeiro Nicolas Weber, da cervejaria Traum. Beercast Brasil 49:26 19761
Boa Cerveja-Feira #347… Batarra http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-347-batarra/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-347-batarra/#respond Fri, 23 Oct 2020 03:45:16 +0000 http://beercast.com.br/?p=19752 Esta semana trazer a improvável mescla de um estilo clássico inglês com a icônica bebida nacional, provando uma Barley Wine envelhecida em barris de cachaça, com a Ybyrá Batarra. A Batarra é produzida pela Zalaz, uma cervejaria que já comentamos na coluna da Flor de Bananeira e da Perfume de Laranjeira. Mas que desta vez...

O post Boa Cerveja-Feira #347… Batarra apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana trazer a improvável mescla de um estilo clássico inglês com a icônica bebida nacional, provando uma Barley Wine envelhecida em barris de cachaça, com a Ybyrá Batarra.

A Batarra é produzida pela Zalaz, uma cervejaria que já comentamos na coluna da Flor de Bananeira e da Perfume de Laranjeira. Mas que desta vez aposta no envelhecimento da cerveja em barris de que ficaram por mais de 15 anos armazenando a mesma cachaça.

Hoje minha indicação de série irá para o lado gastronômico, com uma série que apresenta a comida mais icônica do México, “Na Rota do Taco”.

Nesta série, cada episódio aborda um tipo de preparo do taco, demonstrando que este prato pode ser muito mais complexo do que pensamos. Desde o tipo de carne, o tipo de cocção, a apresentação e ainda mais interessante em como a história do taco está diretamente ligada a própria história do México e seu povo.

Isso faz pensar em como estas comidas do dia a dia são diretamente ligadas a nossa própria história e que por mais simples que aparente ser, sempre haverá um local que irá quebrar os paradigmas e inovar o prato.


Batarra

BatarraDados Técnicos:

Cerveja: Batarra
Estilo: Barley Wine
Teor: 10,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 500 ml
Nota: 4,00

 


Ao servirmos a Batarra vemos uma cerveja castanha, cristalina e brilhante. A espuma se forma em tom bege claro e tem breve duração.

No aroma as notas amadeiradas, alcoólicas e de melaço de cana são intensas e ocupam o primeiro plano de maneira completa.  Em segundo plano conseguimos derivar a percepção alcoólica para mais próxima de cachaça, além de notas de caramelo, o melaço passa a apresentar um toque de mosto.

Ao provarmos notamos a baixa carbonatação aliada a um corpo alto e uma sensação de aveludada. Enquanto que no paladar encontramos notas de madeira, caramelo, melaço de cana, suave percepção de pão preto. Já em segundo plano temos leves notas condimentadas e picantes que surgem quase no final.

O aftertaste nasce destas notas condimentadas e agrega notas de madeira e herbal como um pico e depois desvanecem deixando um final seco e com aquecimento alcoólico.

A última coisa que podemos falar da Batarra é que este rótulo não tem personalidade, pois a identidade da cervejaria está cravada no conceito e na qualidade desta cerveja. A leitura feita do estilo agregando o toque de madeira e da cachaça são muito bem-vindos e vão de encontro as características do estilo.


Para uma cerveja potente com a Batarra devemos pensar e como não perder o prato escolhido abaixo de suas características. Pensar em como usar isto ao nosso favor e para isso pensei em uma carne forte e gordurosa.

Minha sugestão é harmonizarmos com cupim no bafo. A ideia é deixarmos a carne cozinhar em sua própria gordura por muito tempo, deixando tenra e saborosa. O papel da cerveja será contrastar a gordura com seu álcool e deixar o palco para as notas amadeiradas e de melaço de cana completarem o sabor da carne.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #347… Batarra apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-347-batarra/feed/ 0 19752
1º Concurso Patrono Cervejeiro – Beercast #387 http://beercast.com.br/programas/1o-concurso-patrono-cervejeiro-beercast-387/ http://beercast.com.br/programas/1o-concurso-patrono-cervejeiro-beercast-387/#respond Wed, 21 Oct 2020 03:00:11 +0000 http://beercast.com.br/?p=19749 Aconteceu durante o mês de Outubro o julgamento do "Primeiro Concurso Patrono Cervejeiro Beercast"! Vamos descobrir no episódio de hoje como foi essa experiência, convidamos para a conversa o ganhador Elton Tognon, o patrono Pedro Rocha e o nosso querido sommelier/amigo/patrono Jairo Pinto Neto.

O post 1º Concurso Patrono Cervejeiro – Beercast #387 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Aconteceu durante o mês de Outubro o julgamento do “Primeiro Concurso Patrono Cervejeiro Beercast”! Vamos descobrir no episódio de hoje como foi essa experiência, convidamos para a conversa o ganhador Elton Tognon, o patrono Pedro Rocha e o nosso querido sommelier/amigo/patrono Jairo Pinto Neto.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post 1º Concurso Patrono Cervejeiro – Beercast #387 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/1o-concurso-patrono-cervejeiro-beercast-387/feed/ 0 Aconteceu durante o mês de Outubro o julgamento do "Primeiro Concurso Patrono Cervejeiro Beercast"! Vamos descobrir no episódio de hoje como foi essa experiência, convidamos para a conversa o ganhador Elton Tognon, Aconteceu durante o mês de Outubro o julgamento do "Primeiro Concurso Patrono Cervejeiro Beercast"! Vamos descobrir no episódio de hoje como foi essa experiência, convidamos para a conversa o ganhador Elton Tognon, o patrono Pedro Rocha e o nosso querido sommelier/amigo/patrono Jairo Pinto Neto. Beercast Brasil 59:05 19749
Boa Cerveja-Feira #346… Berga http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-346-berga/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-346-berga/#respond Fri, 16 Oct 2020 03:45:42 +0000 http://beercast.com.br/?p=19739 Esta semana iremos combinar, mesclar e misturar o que encontrarmos para entender que a combinação inusitada de elementos pode resultar em experiências agradavelmente inesperadas. Iremos provar a Berga, da cervejaria Suricato, uma cervejaria de Porto Alegre com o conceito arraigado de trazer inovação. Uma novidade é que a Suricato era uma cervejaria cigano, mas neste...

O post Boa Cerveja-Feira #346… Berga apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos combinar, mesclar e misturar o que encontrarmos para entender que a combinação inusitada de elementos pode resultar em experiências agradavelmente inesperadas.

Iremos provar a Berga, da cervejaria Suricato, uma cervejaria de Porto Alegre com o conceito arraigado de trazer inovação. Uma novidade é que a Suricato era uma cervejaria cigano, mas neste mês de outubro 2020 ela realizou uma fusão com a Cervejaria Distrito e deixa de ser cigana. Uma boa noticia em tempos de pandemia.

Como estamos falando de evoluções e revoluções, minha indicação desta semana é a série documental da Netflix “Hip Hop Evolution”.

Eu não sou um ouvinte regular de Hip Hop, mas a qualidade documental da série é incrível. É realizado todo o resgate das origens e influências sobre o estilo musical, suas ramificações e impactos sociais. Para completar, isso não ocorre do ponto de vista de alguém alheio a este meio, pois o documentário é repleto de entrevistas com pessoas diretamente envolvidas com o movimento musical.


Berga

BergaDados Técnicos:

Cerveja: Berga
Estilo: Gose
Teor: 4,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 3,75

 


A Berga se apresenta em cor amarelo palha, límpida e cristalina. Com uma espuma branca de boa formação, bolhas pequenas e baixa persistência, que ao baixar praticamente desaparece do copo.

O aroma, como esperado, remete a Bergamota ou tangerina. Mas enganasse que acha que será somente uma percepção suave. O aroma é fresco e pungente, como se houvessem rasgado a casca de uma mexerica ao seu lado, não dando espaço para qualquer outro aroma.

Ao provarmos a Berga vemos que se trata de uma cerveja de corpo baixo e carbonatação médio alta. Enquanto que no paladar temos uma acidez alta e frutada em primeiro lugar, como um cartão de visitas.

Logo depois encontramos notas de tangerina equilibradas com uma suave presença de malte e uma persistente presença de acidez lática, e em segundo plano leve salgado.

O aftertaste traz percepções semelhantes ao paladar, mas em ordem de grandeza distintas. As notas frutadas e a acidez são mais discretas e o salgado presente no final do paladar se torna mais evidente, remente ao sabor de quem já chupou uma fatia de laranja com sal.

A Berga é a prova que uma cerveja pode surpreender pela sua concepção e construção, sem a necessidade de criar uma infinidade de camadas sensoriais. O frescor das notas frutadas aliados a acidez pungente e ao final levemente salgado são uma receita que funcionou perfeitamente.


Para a harmonização é impossível ignorar as notas de bergamota e a acidez. Mas ainda temos outros elementos na cerveja que podem nos ajudar em uma harmonização um pouco mais arriscada.

Minha sugestão é harmonizarmos com torresmo. A Berga permitirá que sua carbonatação contraste com a untuosidade do petisco para deixar o sabor da carne ser salientado pelas notas acidas e frutadas.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #346… Berga apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-346-berga/feed/ 0 19739
Conhecendo a CBCA com Gustavo Barreira – Beercast #386 http://beercast.com.br/programas/conhecendo-a-cbca-com-gustavo-barreira-beercast-386/ http://beercast.com.br/programas/conhecendo-a-cbca-com-gustavo-barreira-beercast-386/#respond Wed, 14 Oct 2020 03:00:47 +0000 http://beercast.com.br/?p=19735 Vamos conversar hoje com Gustavo Barreira, da CBCA, para saber das novidades e planos futuros da empresa. Descubra também, entre outras coisas, como você pode ser um sócio e acionista.

O post Conhecendo a CBCA com Gustavo Barreira – Beercast #386 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Vamos conversar hoje com Gustavo Barreira, da CBCA, para saber das novidades e planos futuros da empresa. Descubra também, entre outras coisas, como você pode ser um sócio e acionista.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Conhecendo a CBCA com Gustavo Barreira – Beercast #386 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/conhecendo-a-cbca-com-gustavo-barreira-beercast-386/feed/ 0 Vamos conversar hoje com Gustavo Barreira, da CBCA, para saber das novidades e planos futuros da empresa. Descubra também, entre outras coisas, como você pode ser um sócio e acionista. Vamos conversar hoje com Gustavo Barreira, da CBCA, para saber das novidades e planos futuros da empresa. Descubra também, entre outras coisas, como você pode ser um sócio e acionista. Beercast Brasil 59:04 19735
Boa Cerveja-Feira #345… Sparkling http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-345-sparkling/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-345-sparkling/#respond Fri, 09 Oct 2020 03:45:03 +0000 http://beercast.com.br/?p=19728 Esta semana iremos navegar pela versatilidade das cervejas e provar um estilo que se espelhou em outra bebida para criar sua identidade, com a Sparkling. Esta cerveja é produzida pela Cervejaria Blondine de Jundiai/SP, que está no mercado cervejeiro desde 2010 e tem nos brindado com ótimos rótulos. Na indicação desta semana irei falar do...

O post Boa Cerveja-Feira #345… Sparkling apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos navegar pela versatilidade das cervejas e provar um estilo que se espelhou em outra bebida para criar sua identidade, com a Sparkling.

Esta cerveja é produzida pela Cervejaria Blondine de Jundiai/SP, que está no mercado cervejeiro desde 2010 e tem nos brindado com ótimos rótulos.

Na indicação desta semana irei falar do seriado “Umbrella Academy” da Netflix.

Mesmo tendo um verniz de seriado de heróis, este é somente um atrativo. A real trama do seriado está na relação familiar entre os personagens, as personalidades complexas e a reconstrução de laços. A primeira temporada faz a apresentação dos personagens, construí as relações e avança na trama.

A segunda temporada me pareceu melhor amarrada, se aproveitando de tudo que foi criado na primeira temporada. Mas não esperem um seriado de ação, ele é muito mais próximo de um drama com pitadas de ação.


Sparkling

SparklingDados Técnicos:

Cerveja: Sparkling
Estilo: Brut IPA
Teor: 7,8 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 330 ml
Nota: 3,75

 


Cerveja dourada, brilhante e cristalina. E espuma se forma densa, com bolhas médias e com a presença de um leve perlage.

Os aromas são delicados e trazem notas de vinho branco, pêssegos e maça verde. Em segundo plano suaves notas de malte, cítrico e herbal.

Ao provarmos a Sparkling temos uma cerveja de corpo médio e alta carbonatação. Enquanto que no paladar encontramos notas vinificas com clara percepção de vinho branco próximas ao sauvignon, agregando notas de pêssego, maça e grapefruit com um amargor herbal bastante agradável e marcante.

No aftertaste o amargor se torna mais presente e bastante persistente, aliado a um final muito seco e composto por notas herbais e com um suave cítrico.

A Sparkling é uma Brut IPA bastante agradável. Os aromas se apresentam de forma elegante, enquanto que o paladar traz uma pujança maior e apresenta suas notas de maneira intensa e o aftertaste seco deixa somente as notas mais marcantes e pedindo um novo gole.


Para a harmonização poderíamos buscar os pratos que combinam com IPA, mas como temos uma Brut IPA que traz um perfil sensorial distinto, podemos abrir nosso leque de opções.

Minha sugestão é harmonizarmos com costelinhas de tambaqui empanadas. Apesar de termos as notas de pêssego e herbal trabalhando junto com o sabor da carne, o conceito desta harmonização é contrastarmos a untuosidade da carne com a carbonatação da cerveja e deixarmos os sabores ainda mais evidentes.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #345… Sparkling apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-345-sparkling/feed/ 0 19728
Um Papo com Fê Bressiani – Beercast #385 http://beercast.com.br/programas/beercast-convida-com-fe-bressiani-beercast-385/ http://beercast.com.br/programas/beercast-convida-com-fe-bressiani-beercast-385/#respond Wed, 07 Oct 2020 03:00:59 +0000 http://beercast.com.br/?p=19717 No episódio de hoje recebemos a ilustre presença de nossa queria patrona e amiga Fê Bressiani! Vamos conversar sobre o Concurso do Festival Brasileiro de cervejas e sobre as outras mil e uma outras habilidades dessa baita profissional do mercado cervejeiro.

O post Um Papo com Fê Bressiani – Beercast #385 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

No episódio de hoje recebemos a ilustre presença de nossa queria patrona e amiga Fê Bressiani! Vamos conversar sobre o Concurso do Festival Brasileiro da Cerveja e sobre as outras mil e uma outras habilidades dessa baita profissional do mercado cervejeiro.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Um Papo com Fê Bressiani – Beercast #385 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/beercast-convida-com-fe-bressiani-beercast-385/feed/ 0 No episódio de hoje recebemos a ilustre presença de nossa queria patrona e amiga Fê Bressiani! Vamos conversar sobre o Concurso do Festival Brasileiro de cervejas e sobre as outras mil e uma outras habilidades dessa baita profissional do mercado cervej... No episódio de hoje recebemos a ilustre presença de nossa queria patrona e amiga Fê Bressiani! Vamos conversar sobre o Concurso do Festival Brasileiro de cervejas e sobre as outras mil e uma outras habilidades dessa baita profissional do mercado cervejeiro. Beercast Brasil 46:44 19717
Boa Cerveja-Feira #344… Strenght Ink http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-344-strenght-ink/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-344-strenght-ink/#respond Fri, 02 Oct 2020 03:45:43 +0000 http://beercast.com.br/?p=19708 Esta semana iremos colocar este calor para brigar com o frescor de uma cerveja que tem força para isso, com as Strenght Ink. Esta cerveja é produzida pela Dádiva, e faz parte da linha de cervejas usando lúpulos neozelandeses e com uma arte baseada nas tatuagens maori, assim como a Fortune Ink que falamos semanas...

O post Boa Cerveja-Feira #344… Strenght Ink apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos colocar este calor para brigar com o frescor de uma cerveja que tem força para isso, com as Strenght Ink.

Esta cerveja é produzida pela Dádiva, e faz parte da linha de cervejas usando lúpulos neozelandeses e com uma arte baseada nas tatuagens maori, assim como a Fortune Ink que falamos semanas atrás.

Neste mês voltaremos com as dicas de filmes e seriados e hoje irei indicar o filme e/ou documentário “O Dilema das Redes”.

Eu imagino que todos tenham contas em redes sociais, seja o Facebook, instagram, twitter ou unttapd (sim é uma rede social) e este documentário traz o impacto que estas redes causam na sociedade.

Desde como são criados e atribuídas as indicações e sugestões até o como os algoritmos são criados com base em clicks e remuneração e como isso é diretamente ligado a velocidade com que a desinformação se espalha. E mais que elucubrações, o documentário tem o relato de programadores, desenvolvedores e pessoas diretamente ligadas a construção das redes sociais e que expressam sua preocupação com o seu atual uso.


Strenght Ink

Strenght InkDados Técnicos:

Cerveja: Strenght Ink
Estilo: Imperial IPA
Teor: 8,2 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,00

 


O líquido se apresenta amarelo clara e opaca. A espuma se forma densa e uniforme, e ao final mantem uma fina camada sobre o líquido.

No aroma as notas cítricas de maracujá e grapefruit se destacam em primeiro plano, as notas resinosas surgem logo em seguida trazendo notas de pinho e herbal. Em segundo plano temos notas de grãos, malte e uma suave percepção de especiarias.

Ao provarmos a Strenght Ink encontramos uma cerveja de corpo alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar temos notas cítricas de grapefruit, maracujá e frutas amarelas acompanhadas pelo amargor médio com notas cítricas e herbais e um suave dulçor de malte. Em segundo plano encontramos a presença de grãos, malte, suave toque especiarias e um final aveludado muito agradável, resultado do uso de aveia e trigo.

Já o aftertaste traz notas cítricas de casca de laranja e limão muito limpas e frescas, um final com suave amargor e um toque resinoso persistente.

A Strenght Ink é uma Imperial IPA que resgata muito do início do estilo, usando o lúpulo como principal protagonista trazendo equilíbrio e potência.


Iremos buscar uma harmonização que realce estas características e principalmente as notas cítricas e resinosas, mas que aproveite o conceito da cerveja.

Minha sugestão, dado que a Strenght Ink busca as raízes das Imperial IPA, é uma harmonização clássica com hambúrguer. Mas vamos usar carne de cordeiro, muito comum na Nova Zelândia, para trazer uma carne com sabor mais acentuado e que será realçado pelas notas resinosas da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #344… Strenght Ink apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-344-strenght-ink/feed/ 0 19708
Ciência na Mesa do Bar #01 – Fosfina em Vênus? Vida fora da Terra? Dá pra fazer cerveja? – Beercast #384 http://beercast.com.br/programas/ciencia-na-mesa-do-bar-01-fosfina-em-venus-vida-fora-da-terra-da-pra-fazer-cerveja-beercast-384/ http://beercast.com.br/programas/ciencia-na-mesa-do-bar-01-fosfina-em-venus-vida-fora-da-terra-da-pra-fazer-cerveja-beercast-384/#respond Wed, 30 Sep 2020 03:00:37 +0000 http://beercast.com.br/?p=19704 Nesse primeiro episódio da série especial "Ciência na mesa o bar", conversamos com Carola Carvalho, Luiz Almeida e Rene Aduan sobre a descoberta de Fosfina em Vênus e o que isso traz. Será que temos vida fora da Terra? Será que dá pra fazer cerveja lá?

O post Ciência na Mesa do Bar #01 – Fosfina em Vênus? Vida fora da Terra? Dá pra fazer cerveja? – Beercast #384 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Nesse primeiro episódio da série especial “Ciência na mesa o bar”, conversamos com Carola Carvalho, Luiz Almeida e Rene Aduan sobre a descoberta de Fosfina em Vênus e o que isso traz. Será que temos vida fora da Terra? Será que dá pra fazer cerveja lá?

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Ciência na Mesa do Bar #01 – Fosfina em Vênus? Vida fora da Terra? Dá pra fazer cerveja? – Beercast #384 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/ciencia-na-mesa-do-bar-01-fosfina-em-venus-vida-fora-da-terra-da-pra-fazer-cerveja-beercast-384/feed/ 0 Nesse primeiro episódio da série especial "Ciência na mesa o bar", conversamos com Carola Carvalho, Luiz Almeida e Rene Aduan sobre a descoberta de Fosfina em Vênus e o que isso traz. Será que temos vida fora da Terra? Será que dá pra fazer cerveja lá? Nesse primeiro episódio da série especial "Ciência na mesa o bar", conversamos com Carola Carvalho, Luiz Almeida e Rene Aduan sobre a descoberta de Fosfina em Vênus e o que isso traz. Será que temos vida fora da Terra? Será que dá pra fazer cerveja lá? Beercast Brasil 59:32 19704
Boa Cerveja-Feira #343… Perfume de Laranjeira http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-343-perfume-de-laranjeira/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-343-perfume-de-laranjeira/#comments Fri, 25 Sep 2020 03:45:10 +0000 http://beercast.com.br/?p=19695 Esta semana iremos fugir um pouco dos estilos mais presentes no mercado e correr para o meio do mato provar mais uma criação da Zalaz, com a Perfume de Laranjeira. Esta cerveja é produzida pela Zalaz, e faz parte da mesma linha que apresentamos aqui algumas semanas atrás com a Flor de Bananeira. Mas agora...

O post Boa Cerveja-Feira #343… Perfume de Laranjeira apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos fugir um pouco dos estilos mais presentes no mercado e correr para o meio do mato provar mais uma criação da Zalaz, com a Perfume de Laranjeira.

Esta cerveja é produzida pela Zalaz, e faz parte da mesma linha que apresentamos aqui algumas semanas atrás com a Flor de Bananeira. Mas agora ao invés de doce de banana, teremos uma cerveja com adição de raspas de laranja e folhas de laranjeira.

A dica de podcast desta semana é o Vira Casacas, um podcast que trata uma miríade de assuntos, mas em sua maioria focados em direito e política e tratando estes temas de forma crítica e com um humor bem dosado.

Em especial no período político que estamos vivenciando eles têm apresentado um cuidado em tratar os temas o mais breve possível para não deixar a pauta esfriar e sempre buscando convidados com conhecimento para enriquecer a discussão.


Perfume de Laranjeira

Perfume de LaranjeiraDados Técnicos:

Cerveja: Perfume de Laranjeira
Estilo: Belgian Tripel
Teor: 9,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 500 ml
Nota: 4,00

 


Cerveja dourada intensa e levemente opaca. A espuma tem boa formação com bolhas pequenas e uniformes e mesmo com uma duração breve se mantem uma camada fina sobre a cerveja por bastante tempo.

No aroma as notas de laranja, frutas amarelas, damasco, malte e suave cítrico surgem em primeiro plano, em especial as notas de laranja são bastante frescas. Em segundo plano encontramos suaves notas herbais, cardamomo, leve alcoólico que remete a cointreau.

Ao provar vemos que a Perfume de Laranjeira tem corpo alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar notamos notas cítricas de laranja equilibradas pelo dulçor do malte e de frutas amarelas secas como damasco. Em segundo plano temos suave herbal e um amargor discreto vindo o lúpulo e notas de especiarias que persistem ao final.

O aftertaste parece reforçar a complexidade da cerveja, transformando as notas de laranja em uma leve adstringência cítrica e as notas condimentadas ganham mais espaço.

A Perfume de Laranjeira reforça toda a complexidade e uso de adjuntos que marcam a escola Belga, e neste caso com um crescente de complexidade que surpreende conforme avança a degustação do rótulo. O final adstringente e com percepção de especiarias, leve amargor e fundo cítrico é fenomenal.


Neste caso a harmonização pode se valer de uma vasta opção, pois as cervejas da escola belga são versáteis neste quesito. Mas iremos respeitar a concepção da cerveja e valorizar as laranjas do sítio da ZalaZ que foram usadas.

Minha sugestão é harmonizarmos a Perfume de Laranjeira com magret de pato ao molho da laranja. A carne de pato é gordurosa e de sabor intenso, que será equilibrado pelo teor alcoólico da cerveja. Desta forma as notas de laranja da cerveja e o molho irão destacar o sabor da carne.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #343… Perfume de Laranjeira apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-343-perfume-de-laranjeira/feed/ 1 19695
Cenário Cervejeiro Pernambucano com Chiara Barros e José Jayme – Beercast #383 http://beercast.com.br/programas/cenario-cervejeiro-pernambucano-com-chiara-barros-e-jose-jayme-beercast-383/ http://beercast.com.br/programas/cenario-cervejeiro-pernambucano-com-chiara-barros-e-jose-jayme-beercast-383/#respond Wed, 23 Sep 2020 03:00:18 +0000 http://beercast.com.br/?p=19691 Nossos convidados vieram diretamente de Pernambuco para contar como anda o mercado cervejeiro por lá, recebemos os simpaticíssimos Chiara Barros e José Jayme. Não deixe de escutar para descobrir que não tem só sertão e praia por lá, como a Chiara disse.

O post Cenário Cervejeiro Pernambucano com Chiara Barros e José Jayme – Beercast #383 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Nossos convidados vieram diretamente de Pernambuco para contar como anda o mercado cervejeiro por lá, recebemos os simpaticíssimos Chiara Barros e José Jayme. Não deixe de escutar para descobrir que não tem só sertão e praia por lá, como a Chiara disse.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Cenário Cervejeiro Pernambucano com Chiara Barros e José Jayme – Beercast #383 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cenario-cervejeiro-pernambucano-com-chiara-barros-e-jose-jayme-beercast-383/feed/ 0 Nossos convidados vieram diretamente de Pernambuco para contar como anda o mercado cervejeiro por lá, recebemos os simpaticíssimos Chiara Barros e José Jayme. Não deixe de escutar para descobrir que não tem só sertão e praia por lá, como a Chiara disse. Nossos convidados vieram diretamente de Pernambuco para contar como anda o mercado cervejeiro por lá, recebemos os simpaticíssimos Chiara Barros e José Jayme. Não deixe de escutar para descobrir que não tem só sertão e praia por lá, como a Chiara disse. Beercast Brasil 53:09 19691
Boa Cerveja-Feira #342… Brasa http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-342-brasa/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-342-brasa/#respond Fri, 18 Sep 2020 03:45:21 +0000 http://beercast.com.br/?p=19685 Esta semana iremos entender como funciona uma transformação, vendo uma stout ascender a algo novo, com a Brasa. A Brasa é produzida pela Tábuas Cervejaria, de Barão Geraldo, uma cervejaria de pequeno porte que desde de seu início sempre me surpreendeu pela qualidade de duas criações. Na coluna 306 eu dei a dica de um...

O post Boa Cerveja-Feira #342… Brasa apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos entender como funciona uma transformação, vendo uma stout ascender a algo novo, com a Brasa.

A Brasa é produzida pela Tábuas Cervejaria, de Barão Geraldo, uma cervejaria de pequeno porte que desde de seu início sempre me surpreendeu pela qualidade de duas criações.

Na coluna 306 eu dei a dica de um podcast semanal de política internacional, o Xadrez Verbal.

Para aqueles que pensaram em acompanhar e se assustaram com a duração do programa, irei trazer uma opção mais curta, porem diária, de informação sobre política internacional. O Petit Journal é um podcast diário com uma duração entre 10 e 20 minutos via de regra.

O podcast é conduzido por Tanguy Baghdadi e Daniel Sousa, ambos professores com vasto conhecimento a respeito do tema, e para quem gosta indico visitar o site e se inscrever nas aulas online que eles estão ministrando gratuitamente sobre diversos temas.


Brasa

BrasaDados Técnicos:

Cerveja: Brasa
Estilo: Russian Imperial Stout
Teor: 11,3 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,00

 


Ao servimos a Brasa apresenta uma bela formação de espuma, marrom e com bolhas uniformes, densa e persistente. A cor negra brilhante da cerveja é completamente opaca.

No aroma encontramos as notas de café e tosta em primeiro plano, com uma suave presença adocicada de baunilha. Em segundo plano encontramos a percepção de cacau, avelã e um agradável toque licoroso.

Ao provarmos a Brasa encontramos uma cerveja de corpo algo e carbonatação média baixa. Já no paladar somos apresentados a uma complexidade maior, as notas são equilibradas e trazem tosta, café, avelã, suave amadeirado e baunilha e percepção de avelã acompanhados por uma textura aveludada e um final aquecido.

O aftertaste perde um pouco da presença do café e salienta as notas de chocolate amargo e avelã, aliado a um aquecimento pungente e percepção alcoólica na garganta.

A Brasa é uma stout que usa os adjuntos sem exagero, e isso nos fornece uma stout que não esconde seus atributos originais e ainda agrega novas percepções. Diferente do conceito das pastrys aqui temos uma stout que mesmo com a inclusão de avelã e baunilha ainda se mantem muito próxima ao conceito do estilo.


Nas últimas harmonizações eu tenho fugido um pouco das opções de sobremesa, mas talvez para este rótulo seja interessante pensar em uma opção como esta. Mas vamos fugir dos cremes de avelã industrializados, afinal este rótulo merece mais que isso.

Minha sugestão é harmonizarmos com torrones de avelã. Mesmo sendo um tanto trabalhoso, o resultado deve ser muito bom, afinal iremos destacar ainda mais as notas de avelã da cerveja e o mel presente na sobremesa irá conversar bem com a percepção de baunilha e amadeirado da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #342… Brasa apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-342-brasa/feed/ 0 19685
Pastry Beers com Carol Chieranda e Beto Tempel – Beercast #382 http://beercast.com.br/programas/pastry-beers-com-carol-chieranda-e-beto-tempel-beercast-382/ http://beercast.com.br/programas/pastry-beers-com-carol-chieranda-e-beto-tempel-beercast-382/#respond Wed, 16 Sep 2020 03:00:28 +0000 http://beercast.com.br/?p=19679 Batemos um papo virtual com a Carol Chieranda e com o Beto Tempel, da Cervejaria Trilha! Vamos falar sobre as Pastry Beers que eles tem produzido e também sobre o mercado desses estilo nada convencional.

O post Pastry Beers com Carol Chieranda e Beto Tempel – Beercast #382 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Batemos um papo virtual com a Carol Chieranda e com o Beto Tempel, da Cervejaria Trilha! Vamos falar sobre as Pastry Beers que eles tem produzido e também sobre o mercado desses estilo nada convencional.

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Pastry Beers com Carol Chieranda e Beto Tempel – Beercast #382 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/pastry-beers-com-carol-chieranda-e-beto-tempel-beercast-382/feed/ 0 Batemos um papo virtual com a Carol Chieranda e com o Beto Tempel, da Cervejaria Trilha! Vamos falar sobre as Pastry Beers que eles tem produzido e também sobre o mercado desses estilo nada convencional. Batemos um papo virtual com a Carol Chieranda e com o Beto Tempel, da Cervejaria Trilha! Vamos falar sobre as Pastry Beers que eles tem produzido e também sobre o mercado desses estilo nada convencional. Beercast Brasil 50:47 19679
Boa Cerveja-Feira #341… Deep Dimension http://beercast.com.br/programas/boa-cerveja-feira-341-deep-dimension/ http://beercast.com.br/programas/boa-cerveja-feira-341-deep-dimension/#respond Fri, 11 Sep 2020 03:45:45 +0000 http://beercast.com.br/?p=19668 Esta semana vamos mergulhar fundo e cruzar as dimensões das sensações com a Deep Dimension. Essa é mais uma cerveja da linha Deep da cervejaria Synergy, de Sorocaba. O outro rótulo desta linha, o Deep Darkness, foi abordado na coluna 337. Indicaremos mais um podcast esta semana, e se na semana passada indicamos um tema...

O post Boa Cerveja-Feira #341… Deep Dimension apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana vamos mergulhar fundo e cruzar as dimensões das sensações com a Deep Dimension.

Essa é mais uma cerveja da linha Deep da cervejaria Synergy, de Sorocaba. O outro rótulo desta linha, o Deep Darkness, foi abordado na coluna 337.

Indicaremos mais um podcast esta semana, e se na semana passada indicamos um tema bastante pesado, esta semana vamos bem mais leves.

Vou indicar o podcast parceiro Bobos Sem Corte, um podcast de humor produzido e frequentado por diversos humoristas, e por vezes alguns integrantes do Beercast. O conteúdo é sempre tratado com irreverencia, sarcasmo e um toque de humor negro, e nos temas mais sensíveis eles deixam claro que humor tem limites e acaba quando começa a atingir as pessoas.

Eles vários episódios muito engraçados, e também tem um com o pessoal do Beercast participa e vou indicar este, o Bobos sem Corte 256.


Deep Dimension

Deep DimensionDados Técnicos:

Cerveja: Deep Dimension
Estilo: Barley Wine
Teor: 12,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,5

 


A Deep Dimension apresenta tom castanho escuro com reflexos rubros, levemente opaca. A espuma é breve, mas com bolhas pequenas e tom creme.

No aroma as notas de caramelo, toffe e açúcar queimado se destacam em primeiro plano. Já o segundo plano abarca uma diversidade de percepções, notas de frutas vermelhas que remetem cerejas, notas de madeira e baunilha e uma suave presença de alcaçuz. Somente no final que temos o alcoólico se desprendendo e ficando como aroma residual.

A Deep Dimension apresenta um corpo alto e baixa carbonatação. Enquanto que no paladar notas de caramelo e açúcar queimado ocupam o primeiro plano, aliados a um amargor leve e persiste que remete ao caramelo que fica queimado no fundo da panela. Em segundo plano novamente as notas de cerejas surgem, mais discretas ainda, acompanhadas pelo suave amadeirado e um toque leve de alcaçuz.

O aftertaste deixa de lado as notas mais efêmeras e realça a alma deste rótulo, uma percepção intensa e persistente de caramelo, suave tosta adocicada e toffe. O final traz um aquecimento na garganta e uma percepção licorosa muito agradável e persistente.

Se a intensão da Synergy era criar uma cerveja intensa com a Deep Dimension, eles foram muito bem-sucedidos. Esta Barley Wine tem complexidade e intensidade e pede uma degustação lenta, para se aproveitar ao máximo todos os nuances sensoriais que ela tem a oferecer.


Pensar em uma harmonização para uma cerveja que já é complexa por si só demanda que saibamos quais dos elementos queremos aproveitar. As notas de cerejas, mesmo que discretas, foram o ponto que mais me chamou a atenção na degustação.

Minha sugestão será harmonizarmos com terrine de carne com chutney de cerejas. Vamos destacar o sabor da carne com as notas maltadas da cerveja e o toque será salientar ainda mais a percepção de cerejas da cerveja graças ao chutney.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #341… Deep Dimension apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/boa-cerveja-feira-341-deep-dimension/feed/ 0 19668
Cicerone Certification Program com Bia Ruiz – Beercast #381 http://beercast.com.br/programas/cicerone-certification-program-com-bia-ruiz-beercast-381/ http://beercast.com.br/programas/cicerone-certification-program-com-bia-ruiz-beercast-381/#respond Wed, 09 Sep 2020 03:00:40 +0000 http://beercast.com.br/?p=19664 Já era hora do Beercast bater um papo com a Bia Ruiz, primeira pessoa a conquistar o certificado internacional de Cicerone no Brasil. Aproveitamos também para sobre diversidade e inclusão no mercado cervejeiro.

O post Cicerone Certification Program com Bia Ruiz – Beercast #381 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Já era hora do Beercast bater um papo com a Bia Ruiz, primeira pessoa a conquistar o certificado internacional de Cicerone no Brasil. Aproveitamos também para sobre diversidade e inclusão no mercado cervejeiro.

 

Não deixe de procurar o Beercast no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Cicerone Certification Program com Bia Ruiz – Beercast #381 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cicerone-certification-program-com-bia-ruiz-beercast-381/feed/ 0 Já era hora do Beercast bater um papo com a Bia Ruiz, primeira pessoa a conquistar o certificado internacional de Cicerone no Brasil. Aproveitamos também para sobre diversidade e inclusão no mercado cervejeiro. Já era hora do Beercast bater um papo com a Bia Ruiz, primeira pessoa a conquistar o certificado internacional de Cicerone no Brasil. Aproveitamos também para sobre diversidade e inclusão no mercado cervejeiro. Beercast Brasil 1:02:28 19664
Boa Cerveja-Feira #340… Flor de Bananeira http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-340-flor-de-bananeira/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-340-flor-de-bananeira/#respond Fri, 04 Sep 2020 03:45:35 +0000 http://beercast.com.br/?p=19656 Esta semana vamos para o meio do mato nos esbaldar com a flora local e provar o resultado de uma mistura entre cerveja e uma iguaria que deveria agradar a todos com a Flor de Bananeira. Esta cerveja é produzida pela Zalaz, situada em Paraisópolis/MG. A cervejaria é situada na Fazenda Santa Teresinha, que tem...

O post Boa Cerveja-Feira #340… Flor de Bananeira apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana vamos para o meio do mato nos esbaldar com a flora local e provar o resultado de uma mistura entre cerveja e uma iguaria que deveria agradar a todos com a Flor de Bananeira.

Esta cerveja é produzida pela Zalaz, situada em Paraisópolis/MG. A cervejaria é situada na Fazenda Santa Teresinha, que tem toda sua produção focada em produtos orgânicos e se movimenta para que suas cervejas sejam produzidas somente com itens da fazenda.

A Flor de Bananeira no caso é produzida com adição de Doce de Banana orgânico direto da fazenda.

Como começamos um novo mês, vamos começar um novo ciclo de indicações de podcast e a indicação de hoje é o podcast “Projeto Humanos” que conta nesta temporada o Caso Evandro. Este projeto é desenvolvido pelo Ivan Mizanzuk que também é responsável pelo Anticast que comentamos na coluna da Huit Pattes.

Mas deixo o aviso, este podcast conta um caso de desaparecimento da década de 90 e toda investigação e julgamento que tangem o tema, e é um tema pesada. Mas o cuidado no levantamento das informações é primoroso, mesmo que você não seja da área do direito para se interessar pelo tema, vale pela maneira como a toda a história é contada e o cuidado em tentar não empurrar a opinião para um lado ou outro.


Flor de Bananeira

Flor de BananeiraDados Técnicos:

Cerveja: Flor de Bananeira
Estilo: Weizenbock
Teor: 8,5 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 500 ml
Nota: 4,25


Cerveja em tom âmbar, opaca e brilhante. A espuma se forma em bolhas pequena e uniformes, bastante consistente e persistente.

No aroma as notas de banana e o dulçor de caramelo e açúcar queimado, suaves notas de cravo e fermento. Em segundo plano encontramos suave floral e notas de casca de pão.

A Flor de Bananeira apresenta corpo alto e baixa carbonatação. Enquanto que no paladar temos notas destacadas de doce de banana, suave licoroso e caramelo. Em segundo plano encontramos notas cravo que agregam leve refrescância, um suave dulçor de açúcar queimado e um amargor muito discreto.

Já o aftertaste traz uma delicadeza inesperada, o alcoólico é muito discreto e é pautado por notas adocicadas de doce de banana e um frescor herbal de cravo. O final é seco e mantem somente uma leve presença de amargor frutado.

A Flor de Bananeira é uma Weizenbock com uma construção delicada, trazendo as notas esperadas para o estilo de forma equilibrada e agradável, com o uso de doce de banana potencializando as notas da cerveja. O final da cerveja, após deixarmos aquecer, traz notas licorosas com floral e frutada muito agradáveis.


Para a harmonização as notas que mais chamam a atenção são justamente o uso do doce de banana e o licoroso ao final.

Minha sugestão é harmonizarmos com banana assada na grelha com creme inglês. Ao assarmos a banana na grelha agregamos notas de caramelo e defumado na banana que irão destacar as notas frutadas da cerveja e o suave herbal, o creme inglês irá suavizar a percepção alcoólica da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #340… Flor de Bananeira apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-340-flor-de-bananeira/feed/ 0 19656
Cerveza Escondida com Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão – Beercast #380 http://beercast.com.br/programas/cerveza-escondida-com-gabriela-chapchap-e-gustavo-vassao-beercast-380/ http://beercast.com.br/programas/cerveza-escondida-com-gabriela-chapchap-e-gustavo-vassao-beercast-380/#respond Wed, 02 Sep 2020 03:00:35 +0000 http://beercast.com.br/?p=19640 Viajamos até o Uruguai (virtualmente) para conhecer e conversar com os simpáticos Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão, da Cervejaria Escondida. Eles contaram um pouco sobre a experiência de mudar para um novo país e empreender por lá.

O post Cerveza Escondida com Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão – Beercast #380 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Viajamos até o Uruguai (virtualmente) para conhecer e conversar com os simpáticos Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão, da Cervejaria Escondida. Eles contaram um pouco sobre a experiência de mudar para um novo país e empreender por lá.

Ah, eles também mandaram algumas fotos pra gente conhecer o local e a produção:

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Cerveza Escondida com Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão – Beercast #380 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cerveza-escondida-com-gabriela-chapchap-e-gustavo-vassao-beercast-380/feed/ 0 Viajamos até o Uruguai (virtualmente) para conhecer e conversar com os simpáticos Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão, da Cervejaria Escondida. Eles contaram um pouco sobre a experiência de mudar para um novo país e empreender por lá. Viajamos até o Uruguai (virtualmente) para conhecer e conversar com os simpáticos Gabriela Chapchap e Gustavo Vassão, da Cervejaria Escondida. Eles contaram um pouco sobre a experiência de mudar para um novo país e empreender por lá. Beercast Brasil 54:08 19640
Boa Cerveja-Feira #339… IPA Cacau http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-339-ipa-cacau/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-339-ipa-cacau/#comments Fri, 28 Aug 2020 03:45:48 +0000 http://beercast.com.br/?p=19627 Esta semana vamos buscar um estilo consolidado, mas que com o devido cuidado e com a inserção de alguns detalhes, é possível criar uma nova experiência com a IPA Cacau. Esta cerveja é uma colaboração entre a cervejaria Phare de Garopaba/SC e a Amazon Tastes, uma empresa que trabalha com cooperativas sustentáveis e entregam produtos...

O post Boa Cerveja-Feira #339… IPA Cacau apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana vamos buscar um estilo consolidado, mas que com o devido cuidado e com a inserção de alguns detalhes, é possível criar uma nova experiência com a IPA Cacau.

Esta cerveja é uma colaboração entre a cervejaria Phare de Garopaba/SC e a Amazon Tastes, uma empresa que trabalha com cooperativas sustentáveis e entregam produtos do coração da Amazônia.

E para fechar o mês com dicas de Magic The Gathering fica uma dica que permeia o jogo.

Vou indicar os livros e contos do Magic The Gathering, além de ser um jogo ele possui uma mitologia com mais de 20 anos de desenvolvimento. Foram criados reinos, heróis, criaturas e toda uma sorte de enredos e tramas que suportam as cartas e os conceitos de cada coleção.

Os livros não são algo necessário para se jogar, mas caso você considere um personagem interessante e quiser saber mais a respeito, sempre existe conteúdo.


IPA Cacau

IPA CacauDados Técnicos:

Cerveja: IPA Cacau
Estilo: IPA
Teor: 6,8 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 600 ml
Nota: 3,75


A IPA Cacau se apresenta dourada, com reflexos âmbar e opaca. A espuma se forma densa, mas com persistência breve, restando somente uma fina camada sobre a cerveja.

No aroma as notas de cacau são evidentes, seguidas por um suave herbal e notas de malte que remetem a caramelo. Em segundo plano encontramos suaves notas de pão preto, mel e um leve resinoso.

Ao provarmos a Cacau IPA encontramos uma cerveja de corpo médio alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar encontramos em primeiro plano o amargor com notas herbais bastante evidente, limpo e muito agradável. Logo temos as notas de caramelo, mel e herbal ocupando o restante do paladar.

Já no aftertaste o amargor decai em intensidade, deixando o dulçor do malte ganhar evidência. As notas de caramelo, toffe e um suave alcoólico ganham espaço e fecham o paladar de forma muito agradável.

Hoje em dia é extremamente fácil achar uma IPA no mercado, todas as cervejarias lançam vários rótulos neste estilo, algumas lançam somente este estilo. Mas neste mar de opções, é sempre bom quando encontramos uma cerveja que insere um adjunto juntamente com todo um conceito e amarra o produto final com toda uma construção conceitual. A IPA Cacau vale a experiência não só pela qualidade do produto, mas também pela colab com a Amazon Tastes.


Hoje em dia harmonizar uma IPA é relativamente simples, pois como eu disse acima é um estilo muito comum. Mas vamos nos apegar aos adjuntos usados e buscar opções para destacar justamente aquilo que torna este rótulo diferente.

Minha sugestão é harmonizarmos com panceta defumada com cacau com fio de mel. Defumar com os grãos secos de cacau irá trazer uma leve adstringência para carne e um toque do sabor do chocolate e o mel irá destacar as notas de caramelo da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #339… IPA Cacau apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-339-ipa-cacau/feed/ 1 19627
Garrett Oliver, a personalidade cervejeira – Beercast #379 http://beercast.com.br/programas/garrett-oliver-a-personalidade-cervejeira-beercast-379/ http://beercast.com.br/programas/garrett-oliver-a-personalidade-cervejeira-beercast-379/#respond Wed, 26 Aug 2020 03:00:44 +0000 http://beercast.com.br/?p=19623 O Beercast trouxe mais fatos e atualizações dos recentes ocorridos sobre racismo no meio cervejeiro. Aproveitamos para falar um pouco sobre a história de um dos mais famosos cervejeiros do mundo, Garrett Oliver.

O post Garrett Oliver, a personalidade cervejeira – Beercast #379 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

O Beercast trouxe mais fatos e atualizações dos recentes ocorridos sobre racismo no meio cervejeiro. Aproveitamos para falar um pouco sobre a história de um dos mais famosos cervejeiros do mundo, Garrett Oliver.

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Garrett Oliver, a personalidade cervejeira – Beercast #379 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/garrett-oliver-a-personalidade-cervejeira-beercast-379/feed/ 0 O Beercast trouxe mais fatos e atualizações dos recentes ocorridos sobre racismo no meio cervejeiro. Aproveitamos para falar um pouco sobre a história de um dos mais famosos cervejeiros do mundo, Garrett Oliver. O Beercast trouxe mais fatos e atualizações dos recentes ocorridos sobre racismo no meio cervejeiro. Aproveitamos para falar um pouco sobre a história de um dos mais famosos cervejeiros do mundo, Garrett Oliver. Beercast Brasil 54:35 19623
Você é capaz de encontrar nessa imagem as referências a 45 Cervejarias do Brasil e do Mundo? http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/voce-e-capaz-de-encontrar-nessa-imagem-as-referencias-a-45-cervejarias-do-brasil-e-do-mundo/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/voce-e-capaz-de-encontrar-nessa-imagem-as-referencias-a-45-cervejarias-do-brasil-e-do-mundo/#respond Fri, 21 Aug 2020 18:28:42 +0000 http://beercast.com.br/?p=19611 Você é capaz de encontrar nessa imagem a referência a 45 Cervejarias do Brasil e do Muindo? Compartilhe e jogue com seus amigos malucos por cerveja.

O post Você é capaz de encontrar nessa imagem as referências a 45 Cervejarias do Brasil e do Mundo? apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
45 Cervejarias - Beercast
Já deu seu máximo? Então pode ver as respostas aqui!

O post Você é capaz de encontrar nessa imagem as referências a 45 Cervejarias do Brasil e do Mundo? apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/voce-e-capaz-de-encontrar-nessa-imagem-as-referencias-a-45-cervejarias-do-brasil-e-do-mundo/feed/ 0 19611
Boa Cerveja-Feira #338… Chicago Blues Carvalho Americano http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-338-chicago-blues-carvalho-americano/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-338-chicago-blues-carvalho-americano/#respond Fri, 21 Aug 2020 03:45:11 +0000 http://beercast.com.br/?p=19604 Esta semana vamos mergulhar na nostalgia e relembrar do primeiro programa que gravei com o pessoal do Beercast com a Chicago Blues Carvalho Americano. Esta cerveja é produzida pela Gaudenbier de  Curitiba. E esta é uma releitura da Chigaco Blues original que levei para a gravação do Beercast 76, praticamente 6 anos atrás. E mesmo fazendo...

O post Boa Cerveja-Feira #338… Chicago Blues Carvalho Americano apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana vamos mergulhar na nostalgia e relembrar do primeiro programa que gravei com o pessoal do Beercast com a Chicago Blues Carvalho Americano.

Esta cerveja é produzida pela Gaudenbier de  Curitiba. E esta é uma releitura da Chigaco Blues original que levei para a gravação do Beercast 76, praticamente 6 anos atrás. E mesmo fazendo tempo o programa envelheceu muito bem e pode ser ouvido ainda hoje.

Continuando nosso mês de passatempos com a temática do Magic The Gathering, vou deixar mais uma dica a respeito de jogo de cartas colecionáveis.

Você pode imaginar que é complicado de jogar, ou até de entender todas as regras. Mesmo com o aplicativo do jogo que pode ajudar, ainda tem uma outra opção para ver e entender partidas.

Indico o canal UMOTIVO no youtube. O apresentador fala sobre o jogo, cartas e principalmente, ele joga. Acompanhando alguns vídeos você é apresentado para diversas estratégias de jogo, baralhos diversos e comentários a respeito do jogo, regras e dicas.


Chicago Blues Carvalho Americano

Chicago Blues Carvalho AmericanoDados Técnicos:

Cerveja: Chicago Blues Carvalho Americano
Estilo: Porter
Teor: 6,3 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 355 ml
Nota: 4,25


Ao servirmos vemos que a Chicago Blues Carvalho Americano é negra com reflexos castanhos escuros e opaca. A espuma marrom clara tem boa formação e persistência mediana.

No aroma encontramos notas de chocolate e cacau, tosta e leve amadeirado. Em segundo plano encontramos notas complementares que merecem atenção, pois mesmos sendo discretas são importantes para a construção aroma desta cerveja. Temos notas de coco caramelizado, toffe, castanhas e um suave defumado.

A Chicago Blues Carvalho Americano apresenta corpo alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar temos as notas de chocolate amargo, coco queimado e café em primeiro plano. Já em segundo plano temos novamente notas discretas que criam a identidade da cerveja, madeira, castanhas e uma suave percepção de baunilha.

O aftertaste é marcado pelas notas de café expresso, amargor de tosta e chocolate amargo, leve toque de madeira e castanhas. Estas notas são persistentes e se mantem intensas por um bom tempo, até restar somente a percepção equilibrada de madeira, tosta e chocolate.

A Chicago Blues Carvalho Americano é uma versão da Chicago Blues original que somente agrega para o rótulo. Não faz sentido buscar comparações de melhor ou pior neste caso, pois são propostas distintas e, portanto, com atributos comparáveis em intensidade ou diversidade, mas não como uma disputa.


Para a harmonização acabo sendo levado pela nostalgia de quando provei a Chicago Blues original e havia um defumado muito mais presente, e este atributo pode ser trabalhado neste rótulo também.

Minha sugestão é harmonizarmos com um mousse de chocolate amargo com crisps de bacon caramelizado no açúcar mascavo. As notas de chocolate entram por semelhança, mas o truque está em ressaltar as notas de toffe e o defumado usando o crisp de bacon.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #338… Chicago Blues Carvalho Americano apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-338-chicago-blues-carvalho-americano/feed/ 0 19604
Portuguese Grape Ales das Cervejarias Maldita e Letra – Beercast #378 http://beercast.com.br/programas/portuguese-grape-ales-das-cervejarias-maldita-e-letra-beercast-378/ http://beercast.com.br/programas/portuguese-grape-ales-das-cervejarias-maldita-e-letra-beercast-378/#respond Wed, 19 Aug 2020 03:00:00 +0000 http://beercast.com.br/?p=19601 Conversamos sobre Portuguese Grape Ales com os simpáticos Filipe Macieira e Gonçalo Faustino e, de quebra, recebemos a ilustre presença de nossa querida Cilene Saorin para descobrir um pouco sobre esse estilo curioso.

O post Portuguese Grape Ales das Cervejarias Maldita e Letra – Beercast #378 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Conversamos sobre Portuguese Grape Ales com os simpáticos Filipe Macieira e Gonçalo Faustino e, de quebra, recebemos a ilustre presença de nossa querida Cilene Saorin para descobrir um pouco sobre esse estilo curioso.

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Portuguese Grape Ales das Cervejarias Maldita e Letra – Beercast #378 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/portuguese-grape-ales-das-cervejarias-maldita-e-letra-beercast-378/feed/ 0 Conversamos sobre Portuguese Grape Ales com os simpáticos Filipe Macieira e Gonçalo Faustino e, de quebra, recebemos a ilustre presença de nossa querida Cilene Saorin para descobrir um pouco sobre esse estilo curioso. Conversamos sobre Portuguese Grape Ales com os simpáticos Filipe Macieira e Gonçalo Faustino e, de quebra, recebemos a ilustre presença de nossa querida Cilene Saorin para descobrir um pouco sobre esse estilo curioso. Beercast Brasil 1:10:52 19601
Boa Cerveja-Feira #337… Deep Darkness http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-337-deep-darkness/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-337-deep-darkness/#respond Fri, 14 Aug 2020 03:45:14 +0000 http://beercast.com.br/?p=19590 Esta semana iremos nos aprofundar no conceito de um estilo até não ver um palmo a nossa frente, com a Deep Darkness Esta bela Russian Imperial Stout é produzida pela Synergy, alocada em Sorocaba. Seguindo a dica da semana passada, vocês devem estar imaginando por que eu daria a dica de um jogo de cartas...

O post Boa Cerveja-Feira #337… Deep Darkness apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos nos aprofundar no conceito de um estilo até não ver um palmo a nossa frente, com a Deep Darkness

Esta bela Russian Imperial Stout é produzida pela Synergy, alocada em Sorocaba.

Seguindo a dica da semana passada, vocês devem estar imaginando por que eu daria a dica de um jogo de cartas em um período de isolamento social. E a resposta esta no Magic The Gathering Arena.

Tudo que eu falei das cartas físicas foi transforma em um jogo virtual, e o Magic Arena é gratuito e lhe dá todas as opções de criar baralhos e jogar campeonatos.

Obviamente, a Wizards of the Coast não é caridosa e o jogo tem inúmeras opções “Premium” que custam dinheiro de verdade, mas a boa notícia é que isso é uma opção e você pode jogar sem gastar um único dinheirinho seu. E mesmo para aqueles que gostam de competir, é possível ser um jogador de campeonatos com um baralho competitivo sem gastar dinheiro.


Deep Darkness

Deep DarknessDados Técnicos:

Cerveja: Deep Darkness
Estilo: Russian Imperial Stout
Teor: 12,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,25


A Deep Darkness é completamente negra e opaca, com praticamente nenhuma espuma ao final do serviço.

O aroma traz notas licorosas em primeiro plano, e juntamente com estas notas alcoólicas a percepção de café expresso, tosta e um suave herbal. Em segundo plano temos notas discretas de cacau e um leve amadeirado.

Ao provarmos a Deep Darkness temos uma cerveja densa e de baixa carbonatação. Enquanto que no paladar a pecepção de aquecimento alcoólico surge logo no início, acompanhada pelas notas de café expresso, tosta e chocolate amargo. Em segundo plano uma leve percepção de picância.

O aftertaste é simples e direto, café e chocolate amargo acompanhados por um aquecimento da garganta e peito que parece que você recebeu um abraço de Ninkasi. O final é prolongado, quente e com notas persistentes de chocolate.

A Deep Darkness é uma cerveja que apresenta uma simplicidade ímpar em sua construção e prova que uma Russian Imperial Stout pode ser incrível somente selecionando os maltes adequados, sem a necessidade de adjuntos ou outros insumos. A Deep Darkness não tira o mérito das receitas que usam adjuntos, pelo contrário, ela demonstra que boas cervejas podem ser encontradas em qualquer estilo.


Para a harmonização devemos pensar em algo que tenho potência o suficiente para não ser apagado pela cerveja, uma opção seria usar doces a base de chocolate, que por semelhança podem cumprir este papel, mas irei por outro caminho.

Minha sugestão é harmonizarmos com escondidinho de carne seca e coalho. Cervejas tostadas são ótimas para contrastar com comidas salgadas. Com base nisto iremos reduzir a percepção de salgado tanto da carne quanto do queijo e destacar seus sabores fortes juntamente com a tosta da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #337… Deep Darkness apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-337-deep-darkness/feed/ 0 19590
Alemania + Totenhopfen + Dádiva para os Patronos – Beercast #377 http://beercast.com.br/programas/alemania-totenhopfen-dadiva-para-os-patronos-beercast-377/ http://beercast.com.br/programas/alemania-totenhopfen-dadiva-para-os-patronos-beercast-377/#respond Wed, 12 Aug 2020 03:00:22 +0000 http://beercast.com.br/?p=19587 Atendendo ao pedido dos nossos queridos patronos as cervejarias Alemania, Totenhopfen e Dádiva trouxeram pro Brasil a Ice Cream Milshake IPA. Aproveitamos para bater um papo com o pessoal das cervejarias e entender como surgiu a ideia.

O post Alemania + Totenhopfen + Dádiva para os Patronos – Beercast #377 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Atendendo ao pedido dos nossos queridos patronos as cervejarias Alemania, Totenhopfen e Dádiva trouxeram pro Brasil a Ice Cream Milshake IPA. Aproveitamos para bater um papo com o pessoal das cervejarias e entender como surgiu a ideia.

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Alemania + Totenhopfen + Dádiva para os Patronos – Beercast #377 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/alemania-totenhopfen-dadiva-para-os-patronos-beercast-377/feed/ 0 Atendendo ao pedido dos nossos queridos patronos as cervejarias Alemania, Totenhopfen e Dádiva trouxeram pro Brasil a Ice Cream Milshake IPA. Aproveitamos para bater um papo com o pessoal das cervejarias e entender como surgiu a ideia. Atendendo ao pedido dos nossos queridos patronos as cervejarias Alemania, Totenhopfen e Dádiva trouxeram pro Brasil a Ice Cream Milshake IPA. Aproveitamos para bater um papo com o pessoal das cervejarias e entender como surgiu a ideia. Beercast Brasil 45:36 19587
Boa Cerveja-Feira #336… Corvus Pão de Mel http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-336-corvus-pao-de-mel/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-336-corvus-pao-de-mel/#respond Fri, 07 Aug 2020 03:45:08 +0000 http://beercast.com.br/?p=19578 Esta semana provar uma releitura de um rótulo já lançado, mas leves alterações, mas sem perder o vínculo com sua origem, com a Corvus Pão de Mel. Este rótulo é uma releitura da Corvus Mocha, ambos produzidos pela cervejaria Hipnose, de Lençóis Paulistas. Este mês darei algumas dicas de jogos e passatempos, e vou começar...

O post Boa Cerveja-Feira #336… Corvus Pão de Mel apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana provar uma releitura de um rótulo já lançado, mas leves alterações, mas sem perder o vínculo com sua origem, com a Corvus Pão de Mel.

Este rótulo é uma releitura da Corvus Mocha, ambos produzidos pela cervejaria Hipnose, de Lençóis Paulistas.

Este mês darei algumas dicas de jogos e passatempos, e vou começar com um jogo de cartas colecionáveis chamado Magic The Gathering. Este jogo está no mercado a mais de duas décadas, criando um universo ficcional de mundos paralelos, magos e criaturas.

A mecânica do jogo não é algo simples, mas tentando ser breve, tudo ocorre em rodadas. Você pode colocar na mesa uma carta de “terreno”, que permite você fazer magias, por turno e fazer quantas magias seus terrenos permitirem. Um dos fatores interessantes neste jogo é que tudo se baseia em cores, cinco para ser mais especifico e cada uma tem uma “personalidade”, o vermelho é agressivo e com magias de destruição enquanto o branco tem magias de cura, por exemplo.

Esta fica sendo somente uma breve introdução ao jogo, mas irei falar um pouco mais dele no decorrer do mês.


Corvus Pão de Mel

Corvus Pão de MelDados Técnicos:

Cerveja: Corvus Pão de Mel
Estilo: Outmeal Stout
Teor: 5,4 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 300 ml
Nota: 3,25


No copo a Corvus Pão de Mel se apresenta completamente negra, com uma espuma breve e em tom bege.

O aroma nos traz uma miríade de nuances, todos equilibrados. Encontramos notas de canela, café e suave tosta enquanto em segundo plano temos a percepção cacau, caramelo e um leve defumado.

Ao provarmos temos tanto o corpo quanto a carbonatação médio baixos. Enquanto que no paladar temos o café bastante presente em primeiro plano, trazendo a sensação de café expresso. Somente em segundo plano que encontramos algumas notas de cacau e condimentos, discretos.

O aftertaste se mantem fiel ao esperado de uma stout, notas de café expresso e malte torrado, mas com um amargor suave e efêmero que dura somente o necessário para ser notado. Com um final seco, levemente amargo com nuances de café e com bom drinkability.

A Corvus Pão de Mel me gerou uma expectativa no início, tanto pelo seu nome quanto pelo aroma, mas no paladar se mostrou uma stout sem a presença das notas sentidas inicialmente. Seria injusto onerar a cerveja pela escolha do seu nome, dado que o produto em si cria uma experiência agradável, então vamos ignorar o nome e teremos uma boa stout que surpreende pelo aroma.


E apesar de afirmar no parágrafo acima que iria ignorar o nome, para a harmonização irei fazer justamente o oposto e me aproveitar do nome e dos aromas tão diversos para construir a harmonização.

Minha sugestão é harmonizarmos com pão de mel caseiro. Optei pelo caseiro justamente para reduzir o volume de chocolate e focar na massa de pão e no doce de leite, desta forma iremos salientar as notas de canela do aroma e equilibrar o dulçor do doce de leite com a tosta da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #336… Corvus Pão de Mel apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-336-corvus-pao-de-mel/feed/ 0 19578
Cervejaria Implicantes com Diego Dias – Beercast #376 http://beercast.com.br/programas/cervejaria-implicantes-com-diego-dias-beercast-376/ http://beercast.com.br/programas/cervejaria-implicantes-com-diego-dias-beercast-376/#respond Wed, 05 Aug 2020 03:00:05 +0000 http://beercast.com.br/?p=19572 O Beercast recebe hoje a visita de Diego Dias, da Cervejaria Implicantes. Vamos bater um papo sobre a história da cervejaria, sobre o financiamento coletivo e também sobre o triste episódio de racismo que eles sofreram recentemente.

O post Cervejaria Implicantes com Diego Dias – Beercast #376 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

O Beercast recebe hoje a visita de Diego Dias, da Cervejaria Implicantes. Vamos bater um papo sobre a história da cervejaria, sobre o financiamento coletivo e também sobre o triste episódio de racismo que eles sofreram recentemente.

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Cervejaria Implicantes com Diego Dias – Beercast #376 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cervejaria-implicantes-com-diego-dias-beercast-376/feed/ 0 O Beercast recebe hoje a visita de Diego Dias, da Cervejaria Implicantes. Vamos bater um papo sobre a história da cervejaria, sobre o financiamento coletivo e também sobre o triste episódio de racismo que eles sofreram recentemente. O Beercast recebe hoje a visita de Diego Dias, da Cervejaria Implicantes. Vamos bater um papo sobre a história da cervejaria, sobre o financiamento coletivo e também sobre o triste episódio de racismo que eles sofreram recentemente. Beercast Brasil 1:03:52 19572
Boa Cerveja-Feira #335… Green Force #9 http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-335-green-force-9/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-335-green-force-9/#respond Fri, 31 Jul 2020 03:45:46 +0000 http://beercast.com.br/?p=19556 Esta semana iremos conhecer a nona versão de uma linhagem de cervejas, cada uma delas com uma característica diferente, com a Green Force #9. Produzida pela paulista Croma, da qual já falamos algumas semanas atrás na coluna sobre a Cross Roads. E aproveitando a temática de um grupo de cervejas com características diferentes, vou indicar...

O post Boa Cerveja-Feira #335… Green Force #9 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos conhecer a nona versão de uma linhagem de cervejas, cada uma delas com uma característica diferente, com a Green Force #9.

Produzida pela paulista Croma, da qual já falamos algumas semanas atrás na coluna sobre a Cross Roads.

E aproveitando a temática de um grupo de cervejas com características diferentes, vou indicar uma HQ bem antiga, mas que traz um tema que deveria ter ficado no passado, mas pelo visto tem sido colocado em pauta novamente.

Deus Ama, o Homem Mata” é uma história fechada dos X-Men publicada em 1982, onde um fanático religioso resolve criar uma cruzada contra os mutantes por serem “diferentes” e, segundo suas conclusões, impuros.

O enredo escrito por Chris Claremont coloca toda a discussão da intolerância que usa a religião como justificativa em um contexto de heróis, mas onde o vilão é justamente a intolerância. O uso de mutantes com aparência inumana torna a alegoria mais óbvia. Curiosamente o personagem com aparência mais ‘demoniaca’ dos x-men é o personagem mais religioso.

Mesmo sendo uma história com quase 40 anos de idade, ainda somos obrigados a encontrar discursos intolerantes como os retratados nesta HQ nos dias de hoje.


Green Force #9

Green Force #9Dados Técnicos:

Cerveja: Green Force #9
Estilo: New England IPA
Teor: 7,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 3,75


Ao ser servida a Green Force #9 vemos uma cerveja amarela clara, completamente opaca. A espuma se apresenta branca, estável e bastante persistente.

No aroma somos apresentados a notas cítricas de limão, lima e uma discreta presença de pêssego. Em segundo plano encontramos notas de malte e uma leve presença de fermento, suaves notas condimentadas surgem ao final.

Ao provarmos encontramos uma cerveja de corpo médio alto e carbonatação média. Enquanto que no paladar as notas cítricas de lima e casca de laranja são muito destacadas e frescas, uma leve presença de frutado e um amargor muito discreto, balanceado pelas notas de malte. Em segundo plano encontramos um suave condimentado de pimenta síria e uma suave nota de fermento.

O aftertaste é leve e agradável, trazendo notas frescas de lima e um amargor cítrico muito suave ao final. O mais notável no aftertaste da cerveja é a sensação de frescor que torna a Green Force #9 uma New England IPA de alta drinkability.

A Green Force #9 tem o uso do lúpulo Motueka para realizar o single hop e com isso apresentar uma NEIPA com nota pouco usuais nos demais rótulos do mercado, um frescor invejável e um drinkability encontrado em poucos cervejas com este teor alcoólico.


Para a harmonização imaginei quais pratos pudessem usar o single hop de Mouteka como chave de ligação entre a cerveja e o prato.

Minha sugestão é harmonizarmos com massa fresca ao limão siciliano. Esta é uma receita bastante simples, que usa somente a massa, azeite, parmesão e limão siciliano, e é esta simplicidade que meu atraiu. O macarrão irá trazer somente o leve salgado do parmesão e o cítrico do limão, que será destacado pelas notas do lúpulo enquanto que o leve condimentado presente na cerveja fará o complemento dos sabores.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #335… Green Force #9 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-335-green-force-9/feed/ 0 19556
Skol Beats GT, uma bebida gaseificada do tipo Gin Tônica http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/skol-beats-gt-uma-bebida-gaseificada-do-tipo-gin-tonica/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/skol-beats-gt-uma-bebida-gaseificada-do-tipo-gin-tonica/#comments Thu, 30 Jul 2020 19:40:45 +0000 http://beercast.com.br/?p=19568 Texto de Ana Castilho, quase psicóloga, militante que não cansa, chata, mãe e com crush em testar bebidas malvistas.   É ruim. Seria assim que eu definiria a Skol Beats GT, caso não quisesse que ela fosse a protagonista dessa coluna. Tão ruim assim? Perguntaria um curioso. E mesmo eu sendo eu, responderia: – Sim!...

O post Skol Beats GT, uma bebida gaseificada do tipo Gin Tônica apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Texto de Ana Castilho,
quase psicóloga, militante que
não cansa, chata, mãe e com crush
em testar bebidas malvistas.

 

Skol Beat GT

É ruim. Seria assim que eu definiria a Skol Beats GT, caso não quisesse que ela fosse a protagonista dessa coluna. Tão ruim assim? Perguntaria um curioso. E mesmo eu sendo eu, responderia:
– Sim!

Faz algum tempo que a Gin Tônica é moda em SP e, como toda moda, aconteceu a popularização. Cervejarias com torneiras de Gin Tônica, todos os bares com receitas exclusivas, e até aquela aberração cheia de mica que é o gin colorido.

Assim sendo, caça níqueis ligeira que é, a Skol colocou na linha Beats a Skol Beats GT, ou seja, uma bebida gaseificada do tipo Gin Tônica, custando mais ou menos quatro reais por 265 ml. Na real, esse produto é um relançamento, a empresa já havia soltado a GT com outra embalagem, mas para o Carnaval aconteceu essa repaginação. Vale lembrar também que essa é a segunda Beats lançada em parceria com a Anitta.

Sim, se a bebida é da época dos bloquinhos, por que falar dela agora? Explico: com o momento de isolamento social que estamos vivendo, comprovadamente o consumo de álcool aumentou. As pessoas estão bebendo mais, e com menos seletividade, diria eu. Estou aqui pra ser o Grilo Falante que avisa a vocês: não, nem tudo que está numa lata bonita vale à pena ser consumido. Guardem os créditos de álcool e o dinheiro de vocês para gastar com outras coisas mais benéficas. Uma ideia: peguem um garrafão de água, colem uma etiqueta escrita “Visita à Cantillon“, e depositem ali cada realzinho que seria gasto com bebidas duvidosas. Fico no aguardo para receber, daqui uns 10 anos, os e-mails de agradecimento.

A Skol Beats GT – Gin & Tônica não tem nada de Gin. Nem de Tônica. Ela traz em sua composição “destilado alcoólico de cereais”, que parece ser resultante do processo de fabricação das cervejas da marca. Além disso, acidulantes e aromatizantes. Na boca, sente-se muito, muito de leve o amargo da água tônica, mas o gin em si, não. Nada de zimbro. Eu definiria como uma mistura de Senses – o sabor original da Beats, com muito açúcar e um tiquinho de tônica. E mesmo tendo este sabor que imita a água tônica e que deveria contribuir para um amargor médio, pelo menos, o que aparece é o açúcar em excesso, chega a ser tão doce que dá até aquela travada na garganta. O teor alcóolico fica em 7,9%, perto das companheiras Beats originais.

A relação custo-benefício, para mim, não é válida. Sério. Eu entendo que se você quer provar uma Gin Tônica compra uma Gin Tônica, não um emulador, mesmo paralelo que eu traço com as cervejas especiais, você não compra uma Brahma achando que vai encontrar uma St. Bernardus. E se compra, tem algo errado com você.

O post Skol Beats GT, uma bebida gaseificada do tipo Gin Tônica apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/skol-beats-gt-uma-bebida-gaseificada-do-tipo-gin-tonica/feed/ 1 19568
Mike’s Hard Lemonade. It’s been a hard day’s night, Mike? http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/mikes-hard-lemonade-its-been-a-hard-days-night-mike/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/mikes-hard-lemonade-its-been-a-hard-days-night-mike/#respond Thu, 30 Jul 2020 19:23:40 +0000 http://beercast.com.br/?p=19563 Texto de Ana Castilho, quase psicóloga, militante que não cansa, chata, mãe e com crush em testar bebidas malvistas. Vamos lá. O que é uma hard lemonade? De onde elas vêm, como vivem, dão cria de dúzia (tomara que não)? Hard lemonade é um termo norte-americano que indica toda uma categoria de bebidas feita com...

O post Mike’s Hard Lemonade. It’s been a hard day’s night, Mike? apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Texto de Ana Castilho,
quase psicóloga, militante que
não cansa, chata, mãe e com crush
em testar bebidas malvistas.

Mike’s Hard Lemonade.

Vamos lá. O que é uma hard lemonade? De onde elas vêm, como vivem, dão cria de dúzia (tomara que não)? Hard lemonade é um termo norte-americano que indica toda uma categoria de bebidas feita com vodca e obviamente, limão. O “Hard” é usado ali como indicativo da bebida conter álcool, mesmo caso onde se lê “hard cider”, porque existe a sidra sem álcool e a sidra com álcool. Tem também as hard seltzer, praticamente refrigerantes alcoólicos. É o que em terras tupiniquins é chamado de ICE.

Como beber pra mim é um ato de reflexão e incentivo ao aprendizado (é sim!) fui atrás de descobrir qual era a do Mike. Infelizmente, não encontrei muitas informações a respeito da bebida em si ou mesmo da companhia que a produz. O que eu encontrei foi um verbete da Wikipedia, que diz o seguinte: a Mike’s Hard Lemonade é a bebida “ready to drink” número um nos USA, que tem uma linha extensa em relação aos sabores, que no início a base dessa bebida seria o malte e que a responsável pela marca era a Labbat, do Canadá, mas que depois foi comprada pela Ambev; o que explica até a presença dessa lata com cores berrantes na gôndola do mercado aqui perto de casa.

A minha motivação para experimentar essa bebida foi, além da curiosidade mórbida e pouco amor que eu tenho pelo meu fígado, o valor, cerca de dois reais por 350ml. A Mike’s Hard Lemonade tem 5,0% de teor alcoólico, nem tanto quanto uma daquelas bebidas parecidas que temos falado aqui, mas um pouco mais do que a mesma quantidade de uma cerveja de massa. Na composição não aponta a porcentagem dos ingredientes, mas é sempre do maior para o menor e tá assim: água gaseificada, vodka, açúcar, suco de limão siciliano, além de aromatizantes, acidulantes, ácidos e conservantes. Não encontrei a tabela nutricional na internet.

O sabor não é dos melhores. Na verdade, é bem ruim, um limão genérico tipo bala de limão, e não a fruta. Se você teve uma adolescência bem-vivida (claro que não, todo mundo aqui nasceu sommelier e só bebe La Trappe desde os 18), a Mike’s Hard Lemonade é aquele esquenta feito com refrigerante de limão duvidosamente aromatizado com vodka duvidosamente segura para consumo humano.

Não dá pra perceber o álcool muito bem, mas isso é praxe desse tipo de bebida, que mira nos xóvens. Só o que se sente é o açúcar, ele atrapalha toda e qualquer tentativa bem intencionada e esforçada de sentir algum aroma ou sabor. É bastante carbonatado, e isso dá uma sensação de bebida refrescante.

Enfim. É de todo ruim? Não. De repente, numa ocasião tipo festinha, e se o valor for mantido nessa faixa, vale à pena. E se estiver bem gelado, e só em caso da sua glicemia estar em dia. Caso contrário…

O post Mike’s Hard Lemonade. It’s been a hard day’s night, Mike? apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/mikes-hard-lemonade-its-been-a-hard-days-night-mike/feed/ 0 19563
Núcleo de Diversidade da Abracerva com Nadhine França – Beercast #375 http://beercast.com.br/programas/nucleo-de-diversidade-da-abracerva-com-nadhine-franca-beercast-375/ http://beercast.com.br/programas/nucleo-de-diversidade-da-abracerva-com-nadhine-franca-beercast-375/#respond Wed, 29 Jul 2020 03:00:41 +0000 http://beercast.com.br/?p=19553 Vocês já devem se lembrar da Nadhine, ela conversou com a gente no episódio #328 sobre o projeto Batom Vermelho. Dessa vez ela volta pra contar um pouco sobre o trabalho que está realizando no Núcleo de Diversidade da Abracerva.

O post Núcleo de Diversidade da Abracerva com Nadhine França – Beercast #375 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Vocês já devem se lembrar da Nadhine, ela conversou com a gente no episódio #328 sobre o projeto Batom Vermelho. Dessa vez ela volta pra contar um pouco sobre o trabalho que está realizando no Núcleo de Diversidade da Abracerva.

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Núcleo de Diversidade da Abracerva com Nadhine França – Beercast #375 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/nucleo-de-diversidade-da-abracerva-com-nadhine-franca-beercast-375/feed/ 0 Vocês já devem se lembrar da Nadhine, ela conversou com a gente no episódio #328 sobre o projeto Batom Vermelho. Dessa vez ela volta pra contar um pouco sobre o trabalho que está realizando no Núcleo de Diversidade da Abracerva. Vocês já devem se lembrar da Nadhine, ela conversou com a gente no episódio #328 sobre o projeto Batom Vermelho. Dessa vez ela volta pra contar um pouco sobre o trabalho que está realizando no Núcleo de Diversidade da Abracerva. Beercast Brasil 58:54 19553
Boa Cerveja-Feira #334… Fortune Ink http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-334-fortune-ink/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-334-fortune-ink/#respond Fri, 24 Jul 2020 03:45:19 +0000 http://beercast.com.br/?p=19542 Esta semana iremos nos deleitar com o conteúdo de dentro e de fora da lata, com um estilo pouco usado e com uma arte que remete uma técnica que poucos dominam, com a Fortune Ink. Esta cerveja é produzida pela Dádiva, dentro de uma linha de cervejas usando lúpulos neozelandeses e com uma arte baseada...

O post Boa Cerveja-Feira #334… Fortune Ink apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos nos deleitar com o conteúdo de dentro e de fora da lata, com um estilo pouco usado e com uma arte que remete uma técnica que poucos dominam, com a Fortune Ink.

Esta cerveja é produzida pela Dádiva, dentro de uma linha de cervejas usando lúpulos neozelandeses e com uma arte baseada nas tatuagens maori.

O termo fortune remete a afortunados e a sorte, e seguindo esta linha foi indicar uma obra que tem um toque de sorte e magia chamada “Os Livros da Magia”.

Esta revista tem enredo de Neil Gaiman, e por ter sido lançada em uma série de 4 edições temos artes de John Bolton, Scott Hampton, Charles Vess e Paul Johnson. Nesta revista um jovem é apresentado ao mundo da magia por quatro magos do universo DC/Vertigo, dentre eles John Constantine.

A revista é uma história fechada que usa a jornada do jovem Timothy conhecendo as dimensão e personagens mágicos, e isso é como se o leitor fosse guiado juntamente com ele por este mundo, sendo apresentado aos personagens, histórias e conceitos.


Fortune Ink

Fortune InkDados Técnicos:

Cerveja: Fortune Ink
Estilo: Grisette
Teor: 3,2 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 3,75


A Fortune Ink se apresenta em tom amarelo palha bastante claro, cristalino e brilhante, porem ao final da lata temos a inclusão do fermento no copo e a cerveja ganha uma opacidade clara. A espuma branca e abundante é bastante persistente.

No aroma encontramos notas frutadas de frutas brancas e um leve cítrico que remetem a uva verde, lichia e pera. Em segundo plano notas de malte e trigo, leve condimento e rústico.

Ao provarmos encontramos uma cerveja de corpo baixo e alta carbonatação. Enquanto que no paladar temos notas cítricas e frutadas suaves, que remetem a lichia, limão Haiti e leve herbal. Já em segundo plano temos notas de malte que remetem a casca de pão, leve condimentado que remete a pimenta branca e um amargor herbal discreto e persistente.

O aftertaste traz notas cítricas suaves acompanhadas por leve amargor herbal persistente e um final delicado e seco.

A Fortune Ink é uma cerveja que usa o estilo como uma tela para o uso das características do lúpulo Nelson Sauvin, se tornando um exemplar muito agradável e delicado. O drinkability da cerveja é muito alto, leve e agradável com um final seco e deixando espaço para muito mais que uma lata.


Para a harmonização devemos ter em vista as notas suaves e frutadas da cerveja e que qualquer prato mais forte pode sobrepor aos sabores da cerveja.

Minha sugestão é harmonizarmos com crostini com lemon pepper. Iremos usar este petisco informal para acompanhar a Fortune Ink, que pede este clima mais informal. Iremos destacar tanto as notas cítricas quanto o leve condimentado da cerveja com as notas do cristini.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #334… Fortune Ink apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-334-fortune-ink/feed/ 0 19542
Música e Cerveja com La Bière – Beercast #374 http://beercast.com.br/programas/musica-e-cerveja-com-la-biere-beercast-374/ http://beercast.com.br/programas/musica-e-cerveja-com-la-biere-beercast-374/#respond Wed, 22 Jul 2020 03:00:19 +0000 http://beercast.com.br/?p=19538 Vamos falar sobre cerveja e música? Recebemos a visita dos amigos Danilo e Glayson, da banda La Bière, pra fazer essa harmonização que tanto gostamos.

O post Música e Cerveja com La Bière – Beercast #374 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Vamos falar sobre cerveja e música? Recebemos a visita dos amigos Danilo e Gleison, da banda La Bière, pra fazer essa harmonização que tanto gostamos.

Não deixe de procurar os caras no Youtube, Spotify e afins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Música e Cerveja com La Bière – Beercast #374 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/musica-e-cerveja-com-la-biere-beercast-374/feed/ 0 Vamos falar sobre cerveja e música? Recebemos a visita dos amigos Danilo e Glayson, da banda La Bière, pra fazer essa harmonização que tanto gostamos. Vamos falar sobre cerveja e música? Recebemos a visita dos amigos Danilo e Glayson, da banda La Bière, pra fazer essa harmonização que tanto gostamos. Beercast Brasil 45:19 19538
Boa Cerveja-Feira #333… Lohn Red Ale http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-333-lohn-red-ale/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-333-lohn-red-ale/#respond Fri, 17 Jul 2020 06:35:46 +0000 http://beercast.com.br/?p=19528 Boa Cerveja-Feira #333… Lohn Red Ale Esta semana iremos parar para relaxar e provar uma cerveja que remonta um estilo clássico, trazendo um pouco da tradição irlandesa para nossa mesa, com a Lohn Red Ale. Esta cerveja é produzida pela catarinense Lohn, buscando trazer para o cenário nacional a tradição de um estilo clássico na...

O post Boa Cerveja-Feira #333… Lohn Red Ale apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Boa Cerveja-Feira #333… Lohn Red Ale

Esta semana iremos parar para relaxar e provar uma cerveja que remonta um estilo clássico, trazendo um pouco da tradição irlandesa para nossa mesa, com a Lohn Red Ale.

Esta cerveja é produzida pela catarinense Lohn, buscando trazer para o cenário nacional a tradição de um estilo clássico na Irlanda.

E como indicação de quadrinhos deste mês vou ficar com a obra nacional “Independência ou Mortos”. Esta HQ foi produzida pelo conglomerado Nerdcast, escrita por Fabio Yabu (sob o pseudônimo de Abu Fobiya) e ilustrada por Harald Stricker.

O enredo traz um cenário histórico da estada de Dom Pedro II no Brasil, mas com a presença de zumbis. E colocando Dom Pedro II como uma figura praticamente heroica, mas ainda assim usando algumas referências da realidade histórica.


Lohn Red Ale

Lohn Red AleDados Técnicos:

Cerveja: Lohn Red Ale
Estilo: Red Ale
Teor: 4,4 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 600 ml
Nota: 3,5


Cerveja completamente vermelha, cristalina e brilhante. Espuma consistente e duradoura, se agarrando a lateral do copo.

As primeiras impressões do aroma trazem notas de tosta suave, leve caramelo, herbal e um defumado bastante discreto. Em segundo plano encontramos notas de malte que remetem a casca de pão tostado, toffe e biscoitos.

Ao provarmos a Lohn Red Ale encontramos uma cerveja de corpo leve e carbonatação média alta. Enquanto que no paladar somos apresentados a notas de tosta, toffe, grãos e suave herbal. O segundo plano se apresenta tão rico quando o primeiro plano e agrega notas defumadas, herbais e terrosas.

O aftertaste é suave e com notas herbais mais delicadas que equilibram as notas de toffe, malte caramelizado e biscoitos, terminando seca e com um leve amargor que agrega herbal e tosta.

A Lohn Red Ale é uma cerveja que busca o cerne do estilo e o faz de maneira muito competente. Todas as notas esperadas estão presentes e com percepções claras, um final muito agradável e que abre espaço para um próximo gole. Fato que torna uma garrafa de 600ml uma medida ótima para beber.


Para a harmonização da Lohn Red Ale devemos ter em vista que apesar de apresentar notas de tosta, defumado e toffe, todas estas notas são equilibradas e suaves. Então devemos ter em vista a potência do prato que iremos escolher.

Minha sugestão é harmonizarmos com bruschetta de pão australiano com lascas de linguiça curada e tomate confit. Vamos destacar as notas de malte e toffe com base no sabor de mel do pão australiano e reduzir a intensidade salgada com da linguiça com a tosta, destacando seu sabor.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #333… Lohn Red Ale apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-333-lohn-red-ale/feed/ 0 19528
Aquecimento Global e Impactos na Cerveja com Cilene Saorin – Beercast #373 http://beercast.com.br/programas/aquecimento-global-e-impactos-na-cerveja-com-cilene-saorin-beercast-373/ http://beercast.com.br/programas/aquecimento-global-e-impactos-na-cerveja-com-cilene-saorin-beercast-373/#respond Wed, 15 Jul 2020 03:00:54 +0000 http://beercast.com.br/?p=19523 O Beercast recebe hoje uma convidada mais que especial, Cilene Saorin. Iremos tratar de um assunto muito sério, que é o aquecimento global e as mudanças climáticas, e de que maneira eles podem afetar a produção da nossa querida cerveja.

O post Aquecimento Global e Impactos na Cerveja com Cilene Saorin – Beercast #373 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

O Beercast recebe hoje uma convidada mais que especial, Cilene Saorin. Iremos tratar de um assunto muito sério, que é o aquecimento global e as mudanças climáticas, e de que maneira eles podem afetar a produção da nossa querida cerveja.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Aquecimento Global e Impactos na Cerveja com Cilene Saorin – Beercast #373 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/aquecimento-global-e-impactos-na-cerveja-com-cilene-saorin-beercast-373/feed/ 0 O Beercast recebe hoje uma convidada mais que especial, Cilene Saorin. Iremos tratar de um assunto muito sério, que é o aquecimento global e as mudanças climáticas, e de que maneira eles podem afetar a produção da nossa querida cerveja. O Beercast recebe hoje uma convidada mais que especial, Cilene Saorin. Iremos tratar de um assunto muito sério, que é o aquecimento global e as mudanças climáticas, e de que maneira eles podem afetar a produção da nossa querida cerveja. Beercast Brasil 1:02:18 19523
Boa Cerveja-Feira #332… Orange Cake http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-332-orange-cake/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-332-orange-cake/#respond Fri, 10 Jul 2020 03:45:17 +0000 http://beercast.com.br/?p=19515 Esta semana iremos nos aventurar em terras desconhecidas e buscar estilos inusitados, tanto na cerveja quanto no traço, com a Orange Cake. Este cerveja é produzida pela Hocus Pocus, que por sinal estava aqui na coluna algumas poucas semanas atrás com a Moonrock. Observando a arte da lata, vemos um grupo de aventureiros de fantasia...

O post Boa Cerveja-Feira #332… Orange Cake apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos nos aventurar em terras desconhecidas e buscar estilos inusitados, tanto na cerveja quanto no traço, com a Orange Cake.

Este cerveja é produzida pela Hocus Pocus, que por sinal estava aqui na coluna algumas poucas semanas atrás com a Moonrock.

Observando a arte da lata, vemos um grupo de aventureiros de fantasia medieval estilizados em 8 bits, e isso me remeteu a um quadrinho que aventureiros de fantasia medieval que também foge do traço padrão.

Estou falando da Order of the Stick, uma HQ digital viva. Já são mais de 1200 páginas publicadas e o estilo é uma versão mais elaborada dos bonecos de palitos. O mais interessante é que esta HQ é baseada em sistemas de RPG e usa isso de forma muito competente, colocando inúmeras referências, chavões, situações clássicas e humor, muitas vezes quebrando a quarta parede.


Orange Cake

Orange CakeDados Técnicos:

Cerveja: Orange Cake
Estilo: Sour
Teor: 4,5 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 269 ml
Nota: 3,50


A cerveja se apresenta em tom amarelo palha, cristalina e brilhante. A espuma é bastante breve, a ponto de sumir instantes após terminar o serviço.

No aroma a percepção de baunilha e laranja é extremamente presente, de forma equilibrada e deixando claro o conceito da cerveja. Em segundo plano as notas láticas completam a percepção remetendo a creme belga e casca de laranja.

Ao provarmos a Orange Cake encontramos uma cerveja de corpo baixo e média carbonatação. Enquanto que no paladar a acidez surge de forma suave, trazendo notas láticas e cítricas. A percepção de laranjas e baunilha é menos presente do que no aroma, mas ainda assim equilibrada e muito agradável.

Já no aftertaste temos a continuidade das percepções anteriores, notas de laranja e baunilha acompanhadas por uma leve acidez lática, mas tudo sendo apresentado de forma muito elegante e suave.

A Orange Cake é uma cerveja que apresenta um aroma marcante, mas que no paladar e no aftertaste se apresentam de forma muito elegante e equilibrada, todos adjuntos são usados de forma a agregar notas e percepções para a cerveja que definitivamente tiram ela da média e a colocam acima.


Quando pensamos em harmonização devemos levar em conta todos os adjuntos usados e ainda lembrar que a cerveja apresenta uma construção delicada.

Minha sugestão é harmonizarmos a cerveja com profiteroles com creme belga. A massa leve não irá afetar a degustação, enquanto que as notas láticas do creme serão usadas para destacar o lático da cerveja, enquanto as notas de laranja irão agregar ao sabor da sobremesa.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #332… Orange Cake apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-332-orange-cake/feed/ 0 19515
Viagens Cervejeiras com Malte na Mala – Beercast #372 http://beercast.com.br/programas/viagens-cervejeiras-com-malte-na-mala-beercast-372/ http://beercast.com.br/programas/viagens-cervejeiras-com-malte-na-mala-beercast-372/#comments Wed, 08 Jul 2020 03:00:04 +0000 http://beercast.com.br/?p=19510 Para relembrar os bons tempos em que a gente podia viajar e beber umas boas cervejas por ai, convidamos para o papo de hoje o simpático casal Camila e Renato, do perfil Instagram Malte na Mala.

O post Viagens Cervejeiras com Malte na Mala – Beercast #372 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Para relembrar os bons tempos em que a gente podia viajar e beber umas boas cervejas por ai, convidamos para o papo de hoje o simpático casal Camila e Renato, do perfil Instagram Malte na Mala.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Viagens Cervejeiras com Malte na Mala – Beercast #372 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/viagens-cervejeiras-com-malte-na-mala-beercast-372/feed/ 1 Para relembrar os bons tempos em que a gente podia viajar e beber umas boas cervejas por ai, convidamos para o papo de hoje o simpático casal Camila e Renato, do perfil Instagram Malte na Mala. Para relembrar os bons tempos em que a gente podia viajar e beber umas boas cervejas por ai, convidamos para o papo de hoje o simpático casal Camila e Renato, do perfil Instagram Malte na Mala. Beercast Brasil 53:41 19510
Boa Cerveja-Feira #331… Holy Amburana http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-331-holy-amburana/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-331-holy-amburana/#respond Fri, 03 Jul 2020 04:30:33 +0000 http://beercast.com.br/?p=19502 Na primeira sexta feira da segunda metade deste ano cheio de surpresas, vamos aproveitar uma cerveja que brinca com os sentidos, a Holy Amburana. Produzida pela Way Beer em parceira com o Clube do Malte esta Imperial Brown Ale tem em sua receita a adição de sementes de amburana. Enquanto o uso de barris de...

O post Boa Cerveja-Feira #331… Holy Amburana apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Na primeira sexta feira da segunda metade deste ano cheio de surpresas, vamos aproveitar uma cerveja que brinca com os sentidos, a Holy Amburana.

Produzida pela Way Beer em parceira com o Clube do Malte esta Imperial Brown Ale tem em sua receita a adição de sementes de amburana. Enquanto o uso de barris de amburana tem se tornado mais comum, aqui vemos o uso da árvore de uma maneira inusitada.

Este mês irei retornar as indicações de quadrinhos, e como estou um pouco atrasado nas minhas leituras irei pegar uma série mais velha. Para quem não conhece, indico a série Poder Supremo do selo Marvel Max, lançado em setembro de 2003 no Brasil.

A série foi roteirizada por J. Michael Straczynski e ilustrada por Gary Frank. Esta série é uma releitura da liga da Justiça, mas com uma visão muito mais pragmática é menos romântica de como pessoas com habilidades extraordinárias existiriam em um mundo como o nosso.

Particularmente, gosto dos dois primeiros arcos, onde é realizada toda a construção dos personagens e das relações entre eles. Quando o enredo começa a pender para mais uma super equipe a novidade acaba.


Holy Amburana

Holy AmburanaDados Técnicos:

Cerveja: Holy Amburana
Estilo: Imperial Brown Ale
Teor: 9,6 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 355 ml
Nota: 3,75


Cerveja em tom castanho intenso, vivo e brilhante. A espuma se forma densa, porem com persistência mediana.

Assim que sentimos o aroma podemos notar a complexidade da cerveja, notas florais silvestres, madeira, baunilha e caramelo ocupam o primeiro plano se revezando na percepção. Em segundo plano notas de casca de pão tostado, notas herbais suaves e toffe.

Ao provarmos a Holy Amburana encontramos uma cerveja de corpo médio alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar encontramos a complementação do aroma.

Notas de tosta, leve amadeirado, herbal e suave percepção de condimentada ocupam o primeiro plano. Já no segundo plano encontramos as notas de toffe, baunilha e um leve toque terroso.

O aftertaste intensifica a percepção de tosta e toffe, secando o paladar e deixando as notas quase que etéreas. Um suave amargor herbal agora ganha espaço e se mantem em intensidade baixa, mas muito persistente.

Temos na Holy Amburana o emprego da madeira com o uso de sementes, fato que agrega novas características a receita. Desta vez sem uma característica de madeira tão distintas, mas ainda agregando com outras percepções tão ricas quanto.


Temos neste caso uma cerveja intensa e com muita personalidade, e uma das receitas que testei nesta quarentena me parece ser muito apropriada para harmonizar com esta cerveja.

Minha sugestão é harmonizarmos com pulled pork, ou porco desfiado. Na receita que testei, deixei o lombo suíno marinando em stout, páprica, molho de tomate caseiro, pimenta branca e reino por quatro horas, depois cozinhei no forno a 120º por mais 3 a 4 horas. E servi no pão com queijo gratinado por cima. O principal da harmonização é agregar as notas de madeira e o herbal aos sabores ricos da carne de porco.

Holy Amburana Harmoniza

Pulled Pork com catupiry gratinado e coleslaw

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #331… Holy Amburana apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-331-holy-amburana/feed/ 0 19502
Bebendo no Japão com Koiti Kossiki – Beercast #371 http://beercast.com.br/programas/cervejas-japonesas-com-koiti-kossiki-beercast-371/ http://beercast.com.br/programas/cervejas-japonesas-com-koiti-kossiki-beercast-371/#respond Wed, 01 Jul 2020 03:00:55 +0000 http://beercast.com.br/?p=19500 O Beercast viaja até a terra do sol nascente para bater um papo com nosso patrono oriental Koiti Kossiki. Vamos descobrir o que há de novo por lá e também conversar sobre algumas curiosidades da cultura japonesa.

O post Bebendo no Japão com Koiti Kossiki – Beercast #371 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

O Beercast viaja até a terra do sol nascente para bater um papo com nosso patrono oriental Koiti Kossiki. Vamos descobrir o que há de novo por lá e também conversar sobre algumas curiosidades da cultura japonesa.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Bebendo no Japão com Koiti Kossiki – Beercast #371 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/cervejas-japonesas-com-koiti-kossiki-beercast-371/feed/ 0 O Beercast viaja até a terra do sol nascente para bater um papo com nosso patrono oriental Koiti Kossiki. Vamos descobrir o que há de novo por lá e também conversar sobre algumas curiosidades da cultura japonesa. O Beercast viaja até a terra do sol nascente para bater um papo com nosso patrono oriental Koiti Kossiki. Vamos descobrir o que há de novo por lá e também conversar sobre algumas curiosidades da cultura japonesa. Beercast Brasil 50:07 19500
Boa Cerveja-Feira #330… Cross Roads http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-330-cross-roads/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-330-cross-roads/#respond Fri, 26 Jun 2020 03:55:20 +0000 http://beercast.com.br/?p=19491 Esta semana iremos cruzar os caminhos das eras e idades e relembrar de nossa tenra juventude com a Cross Roads. A Cross Roads é produzida pela cervejaria Croma da capital de São Paulo, que além de produzir conta com um brewpub para atender seus clientes, pelo menos voltará a contar com isso ao final do...

O post Boa Cerveja-Feira #330… Cross Roads apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana iremos cruzar os caminhos das eras e idades e relembrar de nossa tenra juventude com a Cross Roads.

A Cross Roads é produzida pela cervejaria Croma da capital de São Paulo, que além de produzir conta com um brewpub para atender seus clientes, pelo menos voltará a contar com isso ao final do isolamento.

Como indicação desta semana fica a série “Brinquedos da Nossa Infância”, disponível na Netflix

Para aqueles que estavam em sua infância na década de 80 devem se lembrar de brinquedos como Comandos em Ação, Thundercats, He-Man, Lego dentre outros.

Porém, mais do que simplesmente mostrar os brinquedos a série vai a fundo e explora toda a história da criação da linha, a situação do mercado, os concorrentes e as estratégias usadas. E faz isso trazendo as pessoas diretamente envolvidas na elaboração dos brinquedos, seja na produção, marketing ou distribuição.


Cross Roads

Cross RoadsDados Técnicos:

Cerveja: Cross Roads
Estilo: New England IPA
Teor: 7,2 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 3,75


A Cross Roads se apresenta em um tom amarelo claro, completamente opaca e uniforme. A espuma branca apresenta ótima formação e persistência.

No aroma as notas frutadas e tropicais são evidentes, trazendo notas de manga, nectarina, casca de laranja e maracujá. Em segundo plano ainda encontramos notas de malte discretas e um suave resinoso.

Ao provarmos a Cross Roads encontramos uma cerveja com corpo médio alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar somos apresentados a um amargor médio alto pautado por notas frutadas de casca de laranja e manga. Em segundo plano encontramos uma presença resinosa que persiste por bastante tempo e uma leve nota herbal.

O aftertaste se inicia com o frutado de manga e a suave presença resinosa, mas estas notas começam a perder força e somos apresentados ao amargor cítrico de casca de laranja que surge com notas frescas e muito duradouras.

A Cross Roads apresenta uma rampa sensorial agradável com aromas frescos e evidentes, um paladar complexo e rico e um aftertaste inesperado. Uma New England IPA que conquista pela qualidade e frescor de suas notas.


Para a harmonização temos notas frutadas destacadas e frescas, tanto no paladar quanto no aftertaste, que podem ser usadas.

Minha sugestão é harmonizarmos com paillard de filé mignon com chutney de manga. Usamos um corte que apresenta um sabor com mais personalidade, mas o protagonista é o chutney que irá destacar ainda mais as notas da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #330… Cross Roads apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-330-cross-roads/feed/ 0 19491
Série Irmãos Cerveiejros do Netflix – Beercast #370 http://beercast.com.br/programas/serie-irmaos-cerveiejros-do-netflix-beercast-370/ http://beercast.com.br/programas/serie-irmaos-cerveiejros-do-netflix-beercast-370/#respond Wed, 24 Jun 2020 03:00:21 +0000 http://beercast.com.br/?p=19488 Falaremos no episódio de hoje do Beercast sobre a controversa série Irmãos Cervejeiros (Brew Brothers), será que vale a pena mesmo assistir? Felipe Silva e Renato Martins assistiram pra poder contar pra vocês as impressões. Já fica aqui o alerta de spoiler!

O post Série Irmãos Cerveiejros do Netflix – Beercast #370 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Falaremos no episódio de hoje do Beercast sobre a controversa série Irmãos Cervejeiros (Brew Brothers), será que vale a pena mesmo assistir? Felipe Silva e Renato Martins assistiram pra poder contar pra vocês as impressões. Já fica aqui o alerta de spoiler!

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Série Irmãos Cerveiejros do Netflix – Beercast #370 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/serie-irmaos-cerveiejros-do-netflix-beercast-370/feed/ 0 Falaremos no episódio de hoje do Beercast sobre a controversa série Irmãos Cervejeiros (Brew Brothers), será que vale a pena mesmo assistir? Felipe Silva e Renato Martins assistiram pra poder contar pra vocês as impressões. Falaremos no episódio de hoje do Beercast sobre a controversa série Irmãos Cervejeiros (Brew Brothers), será que vale a pena mesmo assistir? Felipe Silva e Renato Martins assistiram pra poder contar pra vocês as impressões. Já fica aqui o alerta de spoiler! Beercast Brasil 51:20 19488
Boa Cerveja-Feira #329… Moonrock http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-329-moonrock/ http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-329-moonrock/#comments Fri, 19 Jun 2020 03:45:05 +0000 http://beercast.com.br/?p=19476 Esta semana viajaremos para muito, muito longe para conhecer a Moonrock e curtir um bom lugar. A cerveja é uma criação da Hocus Pocus, da qual já falamos anteriormente com a Red Potion ainda este ano e no ano anterior a Bad Trip e a Derealization. A Moonrock segue a cartilha da Hocus Pocus, com...

O post Boa Cerveja-Feira #329… Moonrock apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
Esta semana viajaremos para muito, muito longe para conhecer a Moonrock e curtir um bom lugar.

A cerveja é uma criação da Hocus Pocus, da qual já falamos anteriormente com a Red Potion ainda este ano e no ano anterior a Bad Trip e a Derealization. A Moonrock segue a cartilha da Hocus Pocus, com um rótulo com uma bela arte psicodélica, que segundo eles, idealiza a experiência de provar uma cerveja que usar três formas de lúpulo, extrato, flores e pó de lupulina.

E nesta linha mais imaginativa, vamos indicar uma série mais leve esta semana, disponível no Amazon Prime: The Good Place.

O conceito é série que uma pessoa que após morrer e ir para o “céu” descobre que está ali por engano, e para garantir seu lugar ali começa a ter que aprender a ser uma boa pessoa. Apesar de ser um enredo bastante simples, a série é agradável, tem momentos engraçados e mantem um clima leve.

Está sendo minha série para assistir com a família neste período de isolamento.


Moonrock

MoonrockDados Técnicos:

Cerveja: Moonrock
Estilo: Imperial New England IPA
Teor: 8,4 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 3,75


Ao servirmos a Moonrock vemos uma cerveja com um belo tom amarelo opaco. A espuma se forma abundante e muito persistente.

No aroma temos claras as notas cítricas que remetem a casca de laranja, limão rosa e pinho. Além disto vale salientar que estas notas se apresentam de forma muito fresca, como se espremêssemos a casca. Em segundo plano identificamos a presença do malte e um leve toque resinoso.

Ao provarmos a Moonrock encontramos uma cerveja de corpo alto e média carbonatação. Enquanto que no paladar encontramos notas frescas e cítricas, que remetem a casca de laranja e grapefruit, pinho e frutas amarelas. Já em segundo plano encontramos a suave presença do malte que ajuda a construção da cerveja e um amargor resinoso agradável e equilibrado.

No aftertaste as notas frutadas superam as notas cítricas, mas as notas de pinho e resinoso ganham ainda mais destaque juntamente com um amargor médio e bastante persistente.

A Moonrock apresenta uma leitura da NEIPA que muito me agradou, trazendo um visual opaco, mas sem ter aparência de suco, com aromas frutados e cítricos marcantes e ainda com a presença de notas resinosas marcantes deixando claro que estamos tratando de uma Imperial.


Para a harmonização temos a gama de opções que cobrem tanto as notas cítricas quanto frutadas quando a potência alcoólica. Mas talvez uma opção seja usar justamente esta potência alcoolica tão bem inserida.

Minha sugestão é harmonizarmos com uma ciabatta com costela desfiada e queijo gruyére fundido. O gruyére irá agregar notas frutadas e oleaginosas que irão ser completadas pela cerveja, enquanto que a potência alcoólica irá lidar com a untuosidade do prato.

Prost!

Fabrizio Guzzon

O post Boa Cerveja-Feira #329… Moonrock apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/colunistas/fabrizio-guzzon/boa-cerveja-feira-329-moonrock/feed/ 1 19476
Lúpulos Tropicais com Renan Furlan – Beercast #369 http://beercast.com.br/programas/lupulos-tropicais-com-renan-furlan-beercast-369/ http://beercast.com.br/programas/lupulos-tropicais-com-renan-furlan-beercast-369/#comments Wed, 17 Jun 2020 03:00:27 +0000 http://beercast.com.br/?p=19472 Renan Furlan, que é engenheiro agrônomo, vai contar mais detalhes pra gente sobre o projeto que ele está desenvolvendo de cultivo de Lúpulos aqui em terras tupiniquins.

O post Lúpulos Tropicais com Renan Furlan – Beercast #369 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>

Renan Furlan, que é engenheiro agrônomo, vai contar mais detalhes pra gente sobre o projeto que ele está desenvolvendo de cultivo de Lúpulos aqui em terras tupiniquins.

Entre em contato com o Beercast ecompanhe nossas mídias sociais:

O post Lúpulos Tropicais com Renan Furlan – Beercast #369 apareceu primeiro em Beercast Brasil.

]]>
http://beercast.com.br/programas/lupulos-tropicais-com-renan-furlan-beercast-369/feed/ 2 Renan Furlan, que é engenheiro agrônomo, vai contar mais detalhes pra gente sobre o projeto que ele está desenvolvendo de cultivo de Lúpulos aqui em terras tupiniquins. Renan Furlan, que é engenheiro agrônomo, vai contar mais detalhes pra gente sobre o projeto que ele está desenvolvendo de cultivo de Lúpulos aqui em terras tupiniquins. Beercast Brasil 54:18 19472