Boa Cerveja-Feira #272… Tropical Blood

By | 17 de maio de 2019

Esta semana vamos descobrir como elevar o nível de complexidade de uma cerveja com uma sequência de técnicas, com a Tropical Blood.

A cerveja foi desenvolvida pela Infected Brewing de Santos em São Paulo. A base desta receita é uma Berliner Weisse, mas a Infected Brewing não parou por aí.

Para começar vamos fermentar está cerveja com Brettanomyces, afinal não queremos simplesmente uma Berliner.

Como se isso não fosse o suficiente, vamos adicionar amoras, framboesas, goiabas e cascas de laranja para trazer novas notas frutadas a experiência.

E para fechar, vamos envelhecer esta cerveja por seis meses em barris de Carbenet Merlot. Acho que é o suficiente para agregar complexidade a uma cerveja.

Tropical Blood

Tropical BloodDados Técnicos:

Cerveja: Tropical Blood
Estilo: Berliner Weisse
Teor: 6,0%
País de origem: Brasil
Embalagem: 375 ml
Nota: 4,25

A Tropical Blood se apresenta em tom vermelho intenso, quase rubi e brilhante. A espuma boa formação, bolhas pequenas, porem baixa duração.

No aroma a acidez cítrica é bastante evidente, porém não identifiquei qualquer traço rústico. Logo encontramos notas de frutas vermelhas em segundo plano com acidez de amora silvestre, framboesa e frutado de goiaba.

Ao provarmos encontramos uma cerveja de corpo baixo, alta carbonatação, gerando muita salivação pela acidez. Enquanto que no paladar somos apresentados a um conjunto bastante ácido, inicialmente chegando a sobrepor as demais notas. Mas logo encontramos a presença cítrica e acético, notas de vinagre de maça, toque de laranja curaçau. Em segundo plano temos a presença de frutas vermelhas como framboesa e amora.

Após a cerveja aquecer um pouco ainda temos a adição da percepção de vinagre de vinho e vinificação ao final do paladar.

No aftertaste a Tropical Blood mantém suculência, acompanhada de notas de frutas vermelhas em destaque, vinificado de vinho tinto, vinagre, amora, framboesa. A acidez reduz com certa rapidez, restando a percepção vinificada e de frutas vermelhas.

A Tropical Blood esta muito distante de uma Berliner clássica, mas essa distância é esperada. E com todas as modificações feitas na receita temos uma experiência muito distante de qualquer estilo conhecido. Por vezes podemos achar que estamos mais próximo a uma Oud Bruin, por vezes próximos a uma American Sour. Mas no fundo a Tropical Blood é uma experiência por si só.

Para a harmonização, diferente da última semana, serei mais conversador. Neste caso a cerveja é bastante complexa e, portanto, quero manter o prato simples, para não disputar espaço com a cerveja.

Minha sugestão é harmonizar com trufas de chocolate branco. Mesmo sendo uma sobremesa naturalmente doce e gordurosa a cerveja irá nos dar os elementos ideais para contrastar estas características. Enquanto que a acidez e notas vinificadas contrastam com o dulçor, a carbonatação irá dar conta da untuosidade.

Prost!

Fabrizio Guzzon

One thought on “Boa Cerveja-Feira #272… Tropical Blood

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*