Boa Cerveja-Feira…. com Smashbomb Atomic IPA

By | 13 de fevereiro de 2015

Hoje teremos uma coluna bombástica, falaremos de uma cerveja que é praticamente um experimento cientifico, a Smashbomb Atomic IPA.

Esta cerveja é produzida pela Flying Monkeys, e falamos da cervejaria na coluna da Hoptical Illusion algumas semanas atrás.

A Smashbomb Atomic como eu havia dito no inicio é experimento do Peter, o cervejeiro da Flying Monkeys, que buscava entender quais etapas do processo de produção da cerveja poderiam ser usados para inserção do lúpulo e podemos afirmar que ele não economizou lúpulo nos testes.

A cerveja recebe adição de lúpulo em vários momento diferentes, uma vez enquanto se prepara o mosto, em quatro momento distintos da fervura, em dois momento do whirlpool com lúpulos diferentes e mais um dry hopping de dois lúpulos. Ao total são oito momentos de adição de lúpulo, usando os lúpulos Citra e o Centennial.

O resultado, como esperado, é uma cerveja que lhe dá o máximo de espectros que o lúpulo poderia trazer!

Smashbomb Atomic IPA

2015.02.13 Smashbomb Atomic IPADados Técnicos:

Cerveja: Smashbomb Atomic IPA
Estilo: India Pale Ale
Teor: 6,0 %
País de origem: Canadá
Embalagem: 355 ml

Ao vermos o líquido servido temos uma cerveja dourada escura, cristalina com espuma branca e duradoura.

No aroma temos o primeiro impacto do lúpulo, temos notas florais suaves, malte e uma forte presença da percepção de frutas amarelas e cítricas, como manga, maracujá, abacaxi e grapefruit.

Quando provamos encontramos um líquido de corpo médio baixo e boa carbonatação, enquanto que no sabor o destaque é para as notas de frutas amarelas como manga, maracujá e grapefruit se mantém e encontramos um amargor bastante marcante.

No aftertaste as notas de malte e frutas amarelas se mantêm enquanto o amargor ganha mais destaque junto com as notas cítricas e continua presente e constante até o final, mas sem mascarar os demais sabores.

Temos na Smashbomb Atomic IPA uma cerveja fora da média com notas frutadas e cítricas que surpreendem pela sua complexidade, com um amargor crescente e limpo e um final seco que abre espaço para mais um gole.

Para a harmonização vamos trabalhar com aquilo que a cerveja mais se destaca, as notas de lúpulo frutado e cítrico, e vamos manter tudo em um ambiente descontraído como a cerveja.

Então eu proponho iscas de peito de frango gratinadas com queijo grana padano. Aqui o frango esta muito mais como um coadjuvante, pois não terá força para acompanhar a cerveja, então o nosso foco esta em usar as notas frutadas que o grana padano possui justamente para salientar as notas frutadas da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

7 thoughts on “Boa Cerveja-Feira…. com Smashbomb Atomic IPA

  1. Anselmo Mendo

    Nunca provei a Smashbomb. Sabe quantos IBUs, Guzzon? De qualquer forma a harmonização parece muito boa. Se descobrir algo da Queijos Pomerode aqui por São Paulo avise. Concordo com o Daniel, as coisas com relação a queijos estão mudando. A Queijaria na Vila Madalena (apesar dos preços caros) é um lugar novo e bem bacana.

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Anselmo!
      A Smashbomb tem uns 70 IBU segundo o fabricante, mas para mim, a percepção é de mais que isso…
      A Queijos Pomerode tem um atendimento on line… tinha uma galera do sul que trabalhava comigo que pedia tudo e entregavam em casa, os queijos e os embutidos.
      E eu conheço a queijaria… o preço salgado, mas em compensação eles tem uns queijos que vc não acha em outro lugar… já comprei algumas peças com eles, nunca me decepcionei.
      Abç
      Guzzon

      Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Lucas, achei a breja extrema, mas me agradou. Acho que ela entra naquele grupo de cerveja que não tem meio termo, ou a gente gosta ou não gosta.
      Abç
      Guzzon

      Reply
  2. Daniel Córdova

    Fala Guzzon!
    Essa cerveja é mais uma que preciso revisitar, pois acho que na época meu paladar não estava pronto pra ela.
    E show de bola a harmonização. Quem faz um bom Grana Padano é a Gran Mestri, aqui de SC. De vez em quando compro um pedaço pra usar no lugar do Parmesão. Bom demais!
    Abraço e bom carnaval!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Daniel,
      Essa é uma cerveja que poderia chamar de extrema… O Luquita pelo que me lembro não curtiu essa breja.
      Eu particularmente gostei da breja, essa pegada da complexidade dos aromas é muito bacana.
      E ainda não conheço esse fabricante de queijos… por sinal, tem uns bons fabricantes ai em SC, o pessoal que era dono da Eisenbahn abriu a Queijos Pomerode se não me engano e só recebo elogios deles. Vou dar uma procurada para ver se acho esse queijo por aqui.

      Abç
      Guzzon

      Reply
      1. Daniel Córdova

        A Laticínios Pomerode já existia antes com essas bisnagas de queijo fundido.
        Os antigos donos da Eisenbahn compraram essa empresa e estão expandindo, distribuindo para mais lugares também. Quero é experimentar o creme de gorgonzola deles, to bem curioso.
        Esse mercado de queijos está crescendo no Brasil, o que é muito bom!
        A Gran Mestri é especializada em queijos especiais, principalmente o Grana… recomendo se encontrares por aí.

        Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*