Cerveja Caseira para Iniciados: Leveduras – Beercast #201

By | 15 de março de 2017
Cerveja Caseira para Iniciados: Leveduras – Beercast #201

Cerveja Caseira para Iniciados: Leveduras – Beercast #201

Para o episódio de hoje, convidamos nosso amigo Daniel Córdova para falar sobre Leveduras (Starter, Inoculação, Propagação e Armazenamento) direto de Floripa.

Confira como foi esse bate-papo.

Cerveja Pink Lemonade Berliner Weisse

Cervejaria: 2Cabeças e Dádiva
Estilo: Berliner Weisse
Álcool (%): 4.4% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Copo Ideal: Pint Shaker

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Truckfighters – Desert Cruiser
  • Truckfighters – Atomic
  • Truckfighters – Last Curfew
  • Truckfighters – Mind Control
  • Truckfighters – Gargarisma
  • Truckfighters – Convention
  • Truckfighters – Get Lifted
  • Truckfighters – Monster
  • Truckfighters – Prophet

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (48:35 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

14 thoughts on “Cerveja Caseira para Iniciados: Leveduras – Beercast #201

  1. Andre F

    Fala pessoal,

    Comentário atrasado após colocar os Beercasts em dia…

    Muito bom o programa. Ouvir o Daniel falando da produção, das traquitanas e do agitador magnético feito em casa foi bem legal.

    Conhecer mais sobre o processo e a mágica que é a transformação que ocorre durante a produção me dá ainda mais vontade de começar a fazer. Mas em apartamento com criança pequena não tá dando. Fica nos planos por enquanto.

    No mais continuem com a série que é muito interessante.

    Abs

    Reply
    1. Daniel Córdova

      Valeu pelo comentário, André!

      Que pena que não dá pra fazer na tua casa por enquanto, mas quem sabe se vc se juntar com um amigo que tem espaço dá pra fazer na casa dele. Só uma sugestão =)

      Abraço!

      Reply
  2. Mauro Prates

    Fala galera. Outro bom programa.

    Anselmo você deu parabéns pessoalmente pelo Skype? Kkkk sei lá viu kkk

    Sobre starter de levedura, acho que não foi falado, se não comi mosca, qual o tempo antes de inocular. Já estudei que geralmente com 24 horas de antecedência. Está certo? Ainda quero aprimorar mais a minha mão pra depois pensar nisto… Quero urgentemente esquematizar uma geladeira com termostato… Só esconder o balde debaixo da escada não tá rolando kkk

    Floripa é muito bom. Assisti Avaí x Marcílio Dias na Ressacada pelo Catarinense ¬¬ tenso kkkk na época não tinha entrado nessa vida de brejas especiais e tomei bastante litrao de Antártica. Sem falar que eu era um mero estudante kkk

    Uma dica, seria um programa sobre BeerSmith

    Até mais…

    Reply
    1. Daniel Córdova

      Fala Mauro!
      É isso aí mesmo, 24h geralmente já é o suficiente pras leveduras terem se reproduzido. Depois disso vc pode decantar por algumas horas na geladeira e inocular só a parte do fundo, descartando a parte cristalina.
      Avaí x Marcílio Dias é dose! Hahahaha
      Valeu pelo comentário.
      Abraço

      Reply
  3. Luquita do BeerCast

    Fala galera, outro programa sensacional.

    Engraçado que demorou muito para vocês beberem uma fruit ou sour e ultimamente o estilo vem aparecendo mais vezes heim.

    Estão que nem o Viny, fzd intensivão na Bélgica pra aprender a gostar de Sour e Queijo rs.

    O programa dispensa comentário, caseiro medalhista, precisa falar nd… só ter um dia a sorte de tomar uma com ele.

    Ainda não tive…rs

    Abraços

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Fala Luquita!
      Verdade. As azedinhas têm aparecido bastante. Acho que o calor acaba contribuindo para gente pegar essas cervejas. É verdade tb que precisamos aprender a gostar do estilo. Mas eu já aprendi, quanto ao Vini eu não tenho certeza… haha..
      O Daniel é muito gente boa! Tb espero poder beber outras com ele.

      Abração!

      Reply
    2. Daniel Córdova

      Como assim Luquita, a gente bebeu no FBC! Acho até que a tu tomou alguma minha na 6a feira o estande da Mea Culpa, não? Hahaha
      Valeu pelo comentário 🙂
      Abraço

      Reply
  4. Daniel Córdova

    Fala pessoal!
    Muito obrigado por terem me convidado para falar um pouco sobre cerveja caseira. Espero ter ajudado outras pessoas a fazerem cervejas ainda melhores!
    Só uma garrafada: na hora em que eu falei sobre pitch rate, são 750 MILHÕES de células/L para Ale e o dobro para Lagers e não BILHÕES, como eu falei no programa.

    Ah! a calculadora para starters que eu uso é essa aqui:
    https://www.brewunited.com/yeast_calculator.php

    Abraço!

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Imagina Daniel!
      Super prazer ter tido sua presença no Beercast!

      Quanto ao pitch rate, fica a correção. Mas ainda bem q a gente tá falando de cerveja e levedura e não da construção de uma hidrelétrica e de quantidade de cimento…. hahaha…

      Abração.

      Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Boa Giovanni!

      O nome da calculadora que o Daniel comentou era algo parecido, não era?
      De qualquer jeito, é bacana que vocês digam qual preferem para que, quem está começando a fazer a propagação, possa escolher qual àquele que melhor se adapta.

      Abs!

      Reply
    2. Daniel Córdova

      Valeu, Giovanni, obrigado pelo comentário!
      Essa calculadora aí também é muito legal.
      A que eu me referia está no meu outro comentário aqui.
      Abraço!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*