Melhores da Cerveja em 2017 pelo BC – Beercast #236

Por | 29 de novembro de 2017
Melhores da Cerveja em 2017 pelo BC - Beercast #236

Melhores da Cerveja em 2017 pelo BC – Beercast #236

Para o episódio de hoje, trouxemos a opinião de nossos amigos do BC para falar das melhores cervejas de 2017.

Confira como foi esse bate-papo.

Links Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Bruno e Marrone – É Você Que Eu Amo
  • Bruno e Marrone – Não Tem Outro Jeito
  • Bruno e Marrone – Se não tivesse ido
  • Bruno e Marrone – Tentativas em vão
  • Bruno e Marrone – Detalhes
  • Bruno e Marrone – Cuida do nosso amor
  • Bruno e Marrone – Ja nao sei mais nada
  • Bruno e Marrone – Menina
  • Bruno e Marrone – Passou da conta
  • Bruno e Marrone – Por um Minuto
  • Bruno e Marrone – Te Amar Foi Ilusão
  • Bruno e Marrone – Tenho ciume de tudo – A dama de vermelho – Brigas
  • Bruno e Marrone – Vivendo de passado

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (46:39 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

7 comentários para “Melhores da Cerveja em 2017 pelo BC – Beercast #236

  1. Luis Henrique Camargo

    Muito interessante o episodio e só com gente fera. Todos os anos devem fazer similar.
    Como tenho ido muito para o Sul e sempre busco cervejas locais, minha melhores cervejas este ano foram sem duvida a Manjar Negro da Tupiniquim e a Caturripa (no estilo).
    Agora como mico cervejeiro do ano, sem duvida a escolha de Bruno Marrone para trilha sonora de um Beercast! kkk

    Voltando a falar sério, concordo que ano que vem a Ambev e a Heineken virão fortes no segmento das especiais. A Ambev busca medalhas em concursos, para marketing, e cervejas especiais formam o caminho mais curto e barato para eles juntarem medalhas e colocarem nas revistas!
    Semana que vem eu vou ficar alguns dias no Rio, instalando e acompanhando um medidor de densidade online, da empresa que trabalho, em um tanque de fermentação no Centro Tecnologico de uma destas cervejarias.
    Neste Centro é simplesmente fantástico os recursos que eles montaram para testes de receitas. Logico que não estão montando este centro para as lagers comercias!

    Responder
    1. Ricardo Shimoishi

      Ow, Luis!
      Que bom que vc apareceu por aqui! Vou aproveitar para reclamar que o Renato Martins NÃO NOS DEU sua cerveja pra gente experimentar…. kkkkkkk
      Eu tb curti o bate papo. É legal porque às vezes vc tomou tanta cerveja bacana e ela acaba ficando somente no fundo da memória. Aí quando vc puxa o Untappd, vem toda aquela sensação da cerveja inundando seu cérebro e sua boca, te fazendo salivar…. hahaha… Muito bom!
      Manjar Negro é uma baita cerveja mesmo. Agora caturripa eu não conheço. Quem faz?
      Ao mesmo tempo que tenho medo as grandes (podem inibir o aparecimento de pequenos que fazem coisas maravilhosas), é legal que podemos ter a esperança de ótimas cervejas bem distribuídas.
      Abração!!

      Responder
  2. Fabrizio Guzzon

    Salve Galera!
    Muito legal ouvir o programa! Eu acho que foi um bom aquecimento para a enquete do Bob…. e vamos ver daqui umas semanas… onde teremos um programa “complementar”…. rsrs

    Abç
    Guzzon

    Responder
  3. Daniel Córdova

    Fala pessoal!
    Muito boa a ideia do programa, um aquecimento pra enquete do Bob.
    Várias ótimas cervejas comentadas.
    Gostaria de ter participado ou de ter pelo menos enviado meus votos, mas esqueci de tirar a minha relação do Unttapd.
    De cabeça fica difícil lembrar o que eu tomei no ano, mas Orval e Rodenbach provavelmente estão entre as melhores.
    Teve uma RIS da Perro Libre que tomei a pouco tempo que foi maturada com madeira Palo Santo e mais alguma coisas, acho que foi a melhor RIS nacional do ano.
    Bebi muita coisa local e comprei pouca cerveja online esse ano. Estamos indo muito a bares com amigos e bebendo menos em casa.
    O melhor fato cervejeiro acho que foi a consolidação das Catharina Sours no mercado, principalmente por força da Lohn, que ganhou diversos prêmios com as cervejas deles e estão botando bastante coisa legal no mercado.
    Pra mim o estilo substituiu a IPA no quesito “beber a noite toda”.
    O pior fato cervejeiro são os muitos festivais de cerveja organizados por gente que quer $$$ e não se importa com a cerveja em si. Eventos marcados na mesma data, mal organizados, com sistemas horríveis de cobrança que geravam muitas filas.
    Eventos são ótimos, mas o público e a cerveja tem que ser o foco e não a grana, ela é consequência.

    E obrigado pela lembrança nos votos de cervejeiro caseiro 😀

    Abraço!

    Responder
    1. Ricardo Shimoishi

      Aê Daniel!

      É divertido falar das cervejas legais que bebemos e é boa ideia essa de vc mandar a lista das suas melhores!
      Acho que no Ano que vem a gente poderia fazer um esquenta incluindo a lista de alguns ouvintes de fora de SP City. Pode dar certo!
      E vc tem razão! Era legal ter mencionado as Catharina sours! E, por falar nisso, eu tomei a Carvoeira Nitro da Lohn depois de gravar esse episódio, que pelamordedeus! Só de lembrar dela estou salivando.
      Uma cerveja excelente! Tomei algumas Imperial Stouts importadas esse ano. Mas a melhor foi essa catarinense.
      Abração!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*