Mercado Cervejeiro na Argentina – Beercast #299

By | 13 de fevereiro de 2019
Mercado Cervejeiro na Argentina – Beercast #299

Mercado Cervejeiro na Argentina – Beercast #299

Neste episódio o nosso correspondente “hermano” Felipe Vasconcelos traz novidades do mercado cervejeiro na Argentina.

Confira como foi esse bate-papo.

Links Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (59:51 de duração)

8 thoughts on “Mercado Cervejeiro na Argentina – Beercast #299

  1. claudio

    Gente do beercast!! Edson e Felipe!!! Acho que ja falei uma veis com Anselmo ou Gustavo pelo Instagram e TMB con com o “SR” EDSON, quem conheci obrigado a beercast. Sou Claudio da Argentina e adorei ouvir o programa falar de nos, de Nosso mercado, de nossas cervejas e TMB dizer que tem muito de verdade que nos gostamos do povo brasileiro. So é essa brincadeira de futebol. Más pronto, se gostarem, eu moro na ciudades do La Plata, Buenos Aires, bem pertinho da capilal, acho que debe ser uma cidade tipo assim Riverao Preto, muita cervejas, muita fábrica, muitas pessoas fazendo na sua casa e tal, é una cidade com una cultura cervejeira que ainda ta saindo do Ovo, o marketing que ces tem, aquí ainda nem existe. É ainda ta todo muito chato haha. Se Edson Quer Passar pela cidade é muito interesante, conheço pessoas do mundo cervejeiro para fazer as reportagem, a mesma Coisa para o hermano Felipe e vcs do beercast. GENTE ADOREI DO EPISODIO!!! ABRAÇO FORTE DA ARGENTINA MESMO!

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Olá Claudio, muito obrigado por escrever e ouvir o nosso podcast. Nós percebemos aqui que o movimento artesanal na Argentina vem crescendo como no Brasil, talvez em um ritmo mais lento. Mas também, vocês têm uma forte competição do vinho, não é mesmo? Vou repassar o seu convite ao Edson e ao Felipe para visitarem La Plata. Um grande abraço!

      Reply
  2. Edson

    Salve, galera. Gosto demais desses programas que mostram a cena fora que a gente não tem muita informação. Quero muito fazer um roteiro cervejeiro pela América do Sul. Provavelmente será meu próximo projeto de uma viagem longa. Busquem mais essa galera para que mora fora e trabalha ou conhece os mercados cervejeiros para entrevistá-los. 🙂
    Valeuu

    Reply
  3. Felipe Vasconcelos

    Fabrizio Guzzon, há cinco anos a coisa tava muito embrionária por aqui, então por isso realmente você não encontrou nada além de Quilmes. Hoje uma breve caminhada por bairros turísticos já te vai render pelo menos uns dez bares de cerveja artesanal. Só precisa ter cuidado para escolher um que não vá te decepcionar rs. Por isso, quando vier, me chame pra beber

    Reply
  4. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!

    Gostei da abordagem de como anda o mercado nos paises vizinhos.. o mercado cervejeiro tem crescido ao nosso redor, Agentina, Peru, Equador etc… e é legal tem um informante infiltrado em outro pais para passar essas percepções ‘de dentro’

    A última vez que viajei para a Argentina faz mais de 5 anos, e não achei nada diferente de Quilmes para beber.

    Abç
    Guzzon

    Reply
  5. Felipe Vasconcelos

    Haifang, a verdade é que tem bastante gente fazendo cerveja em casa e jogando pro mercado de forma ilegal, produzindo cem litrinhos na panela e achando que já entrou no mercado. Não tem nada de tão extraordinário. Já sobre os insumos, algo sai mais barato sim, porém os maltes não são de tão boa qualidade, e não existem muitas variedades de lúpulo por aqui (basicamente cascade e victoria). No final das contas o que quero dizer é que tem bastante gente fazendo, mas também não tem nenhuma mágica acontecendo não rs

    Reply
  6. Haifang Nehls

    Bom dia.
    Gostei do programa. Mas um assunto q nao foi comentado e pode ser tema de um novo programa é como está o cenario de cervejeiros caseiros aí na Argentina. Acredito q é mais barato pela questao dos insumos nacionais acessíveis, etc..

    Valeeu

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*