Boa Cerveja-Feira #378… Aventinus Eisbock

Na busca por uma cerveja que aquecesse o meu dia, coloquei de lado desta vez as opções mais novas e parti para uma Eisbock clássica, um estilo criado a partir do congelamento de uma weizenbock, permitindo a retirada da água e assim concentrando os aromas e sabores e incrementando o teor alcoólico. A Aventinus Eisbock é um exemplo para quem busca conhecer a base de uma Eisbock, as notas de frutas passas, o condimento e a percepção alcoólica inseridos perfeitamente na experiência sensorial.


Aventinus Eisbock

Aventinus EisbockDados Técnicos:

Cerveja: Aventinus Eisbock
Estilo: Eisbock
Teor: 12,0%
País de origem: Alemanha
Embalagem: 330 ml
Nota: 4,00

 


Aparência: Líquido castanho escuro, levemente opaco. A espuma apresenta boa formação, mas com breve duração deixando somente uma fina camada presa as laterais do copo.

Aroma: Encontramos frutas passas, ameixas e caramelo em primeiro plano, em segundo plano notas de pão preto, especiarias e um toque licoroso que remete a licor de jabuticaba.

Paladar: Corpo alto e média carbonatação. Enquanto que o paladar é marcado por notas de ameixas, banana passa, caramelo e um leve toque de especiarias que remete a cravo e alcaçuz. Em segundo plano notas de pão australiano, toffe e grãos tostados.

Aftertaste: O aftertaste apresenta uma versão suavizada das notas frutadas e condimentadas, mas ganha no aquecimento alcoólico e percepção licorosa e sedosa no paladar.

Harmonização: Para uma cerveja forte e complexa como esta, minha sugestão é harmonizarmos com um prato típico alemão, o joelho de porco. O prato tem a potência necessária para não ser ofuscado pela cerveja e seu sabor será enriquecido pelas notas frutadas e condimentadas da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon