Viajante Cervejeiro com Edson Carvalho – Beercast 102

Por | 22 de abril de 2015
Viajante Cervejeiro com Edson Carvalho – Beercast 102

Viajante Cervejeiro com Edson Carvalho – Beercast 102

O papo hoje é com o Edson, mais conhecido como Viajante Cervejeiro. Ele vai contar pra gente como é levar a vida viajando e bebendo sem gastar nada!

Confira o que rolou e descubra como programar sua próxima viagem cervejeira.

Links comentados durante o episódio:

Links comentados BeerNews e leitura de e-mails:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Ed Motta – Vamos Dançar
  • Ed Motta – Minha Vida toda com Você
  • Ed Motta – Manuel
  • Ed Motta – Mensalidade
  • Ed Motta – Pé na Jaca
  • Ed Motta – Lady
  • Ed Motta – Carência no Frio
  • Ed Motta – Seis da Tarde
  • Ed Motta – A Turma da Pilantragem
  • Ed Motta – Um Love
  • Ed Motta – Piquenique
  • Ed Motta – Baixo Rio
  • Ed Motta – Nefertiti
  • Ed Motta – Parada de Lucas
  • Ed Motta – Compromisso
  • Ed Motta – Tanto Faz

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (56:06 de duração)

Avalie abaixo quantas tampinhas este episódio merece.

29 comentários para “Viajante Cervejeiro com Edson Carvalho – Beercast 102

  1. Pingback: Um papo com Carlos Ferrari – Beercast #114 - Beercast Brasil

  2. Bruno Mateus

    Olá beercasteiros,
    muito bom esse beercast mesmo sem uma degustação. Papo muito bom, conheci o viajante cervejeiro um há pouco tempo atrás antes de viajar para Floripa. Cheguei ao site dele procurando locais para fazer um turismo cervejeiro lá.
    Fui em diversos bares que ele foi e recomendou.

    Nessa mesma viagem segui para Blumenau, queria conhecer a Bierland e a Eisenbahn. Segui também a dica do Renato Martins, e estiquei até Pomerode.Valeu muito a pena Renato, a IPA tinha esgotado, mas lá tomei o melhor chopp de Weiss da minha vida até o momento.

    Mando uma foto por email e conto mais detalhes por email.

    Valeu!

    Responder
  3. Luis Henrique

    Excelente episódio, nem precisava escolher uma cerveja.
    Acho que minha experiência mais interessante de viagens (que indico a quem puder conhecer) foi conhecer um município de 4 mil habitantes próximo à Belo Horizonte.
    Catas Altas tem um momento cervejeiro interessante. Um dos melhores restaurantes o garçon lhe oferece cerveja feita pelo próprio proprietário do restaurante.

    http://www.serradocaraca.tur.br/atrativos_catas_altas

    Mas o melhor é conhecer o “La Viola”. Alguém espera um bar com mais de 350 rótulos em uma cidade de 4 mil habitantes? Ahh, e o proprietário Vinicius, super gente boa, ainda produz um chopp (PUB) puro malte, que ele com orgulho informa que tem a participação de Paulo Schiavetto.
    Ahh, este município de 4 mil habitantes sediou ultimo Sábado um evento cervejeiro, com varias cervejarias mineiras, que chegou a receber 8 mil visitantes…

    pt-br.facebook.com/bierfestserradocaraca

    Se o Edson desejar contatar o Vinicius, entre em contato pelo meu email, a viagem vale a pena…

    Responder
  4. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!
    Ótimo programa, achei muito bacana a iniciativa e principalmente a coragem do Edson em seguir esse sonho!
    E as histórias devem ter sido somente uma parte de tudo que ele vivenciou, em um ano dá para passar por muito perrengue… rsrsrs
    Agora que ele esta em São Paulo, vai ter um monte de lugar bacana para conhecer!

    Abç
    Guzzon

    Responder
    1. Renato Martins Autor

      E ai Guzzon! Os causos são os mais legais de tudo. Pena ter só uns 40 minutos pra gravar… dava pra ficar a noite inteira batendo um bom papo.

      Abs.
      Renato

      Responder
  5. Carlos Amorim (Cervas no Ceará)

    Muito show este episódio!!! Excelentes histórias do Edison Carvalho e ótima condução do pessoal do BeerCast!! Gostei inclusive da trilha, pois apesar de ser um babaca (Cazuza também era, nem por isso eu deixo de considera-lo genial) o Ed Motta é phoda!! Se o viajante cervejeiro quiser um abrigo quando passar aqui pela terrinha, estamos aí!!!

    Abraços!!!

    PlayStation: Não deixem de conferir nosso último episódio: https://youtu.be/j8mIXCQQrgk (Jabex malandro!!)

    Responder
    1. Luis Henrique

      Carlos Amorim,

      Ceará é uma excelente opção.
      Não conhecia Fortaleza e estive aí há 3 semanas, a serviço. Conheci um ótimo bar, o Scherlock!
      Um Italiano sommelier muito gente boa e ótimas opções de cerveja, boa musica.

      Responder
  6. Flavio Yokooji

    Fala pessoal do Beercast, blz? Gostei bastante do papo! Acompanho o Edson no Instagram das vezes entro em seu site, mas não conhecia essas estórias curiosas.
    Não senti falta de falarem de uma cerveja específica, pois os “causos” chamaram mais minha atenção…. Rs.
    Boa viagem ao Viajante Cervejeiro! Menos perrengue e mais causos! Rs

    Responder
  7. Vinicius Rodrigues

    Sensacional a história do Edson. Inveja infinita.
    Eu adoro meu trabalho, mas queria demais ter coragem pra largar e trabalhar de garçom num bar de cerveja especial.
    Quem sabe num futuro…

    Parabéns pelo programa galera, toda a sorte do mundo pro Edson nos projetos dele.
    Grande abraço.

    Responder
  8. Allan

    Cara, bom demais esse beercast! Ri muito em vários momentos com o papo de vocês e as histórias do Edson é de dar inveja em todo mundo! parabéns! Cheers!

    Responder
  9. Willian Duarte Ferreira

    Mais um ótimo episódio. O Edson já está se tornando um mito, cara super gente fina que tive a honra de beber junto no Festival em Blumenau, e a cerveja foi uma das Dum Petroleum envelhecida, eu tomei no copo, já o Edson foi no Teku…rsrsrs, Teku da Beertone. Sucesso a todos. #TeamGRCE

    Responder
  10. Luquita da Cerveja

    Fala galera, ficou muito bom o programa.

    O Edson é sem dúvida uma das figuras que causa mais inveja a todos rs… um estilo de vida bem diferente e muito interessante, tomara que ele sempre continue conseguindo seguir o objetivo dele.

    Foi bem interessante saber como começou tudo isso, apesar de eu acompanhar ele nas redes sociais, eu não sabia da história toda.

    Sobre o fato de pegar carona e o medo envolvido nisto tenho uma história interessante, que envolve cerveja.

    Uma certa vez eu estava no EAP e perdi um pouco a noção do tempo e álcool na cabeça. Quando sai de pinheiros, sentido cotia, consegui com sorte pegar o último ônibus mas infelizmente cheguei tarde no centro da cidade para pegar o próximo ônibus para minha casa. O único jeito que consegui pensar em continuar a viagem foi de pedir carona, isto +- a 1h da manhã. Havia alguns agravantes nessa história, primeiro eu tava levemente alegre, fedendo a cerveja pq tinha estourado uma garrafa na minha mochila com muambas e eu estava em um ponto que normalmente ninguém passa sentido para minha casa rs.

    Enfim, depois de outro perdido ter duvidado de eu conseguir pegar carona, consegui finalmente seguir meu caminho para minha casa e é exatamente ai que começa o fato mais engraçado. No mesmo ônibus que eu cheguei estava uma turma de jovens que desceu no mesmo ponto e que tinham ido comer um cachorro quente enquanto eu tentava minha carona. Passado uns 30min essa galera voltou ao ponto onde eu estava e começou a entrar em um carro, a carona deles que tinha chegado. Na maior cara de pau bêbada eu gritei por uma carona pra eles, detalhe que o carro já estava cheio. Inicialmente achei que fui ignorado, pois um rapaz olhou pra mim e depois olhou pra dentro do carro e pra minha surpresa, logo na sequência, este mesmo rapaz me chamou para dar a carona.

    Eu fiquei mega feliz, mesmo nem imaginando pra onde eles iriam mas qualquer lugar um pouco mais pra frente de onde eu estava iria já ajudar. Por coincidência a mãe do garoto, vide motorista, disse que ira para perto da minha casa e inclusive passar pelo caminho onde eu ficaria apenas a 3 quadras de casa. Maravilha, minha noite foi salva e o olho gordo do cara que disse que eu não conseguiria não funcionou.

    Durante a “viagem” me perguntaram de onde eu estava vindo, provavelmente por causa do cheiro de cerveja… e contei minha odisseia do bar até onde encontrei com eles e quando perguntei de onde aqueles jovens vinham me responderam que foi do “culto”… rs.

    Ai vocês imaginam minha cara ao descobri que eu estava em um carro cheio de jovens, crentes, que estavam rezando até aquela hora que eu estava bebendo rs.

    Resumindo o resto da viagem, a mãe e os jovens tentavam me tirar desta vida de bêbado e seguir um caminho reto e eu tentava explicar para eles as maravilhas da cerveja artesanal… sério o papo era este hahaha.

    Bom, só pra finalizar, em relação ao assunto de vocês quererem faturar com “assinaturas” poderiam usar o serviço do Patreon, onde as pessoas podem colaborar em troca de benefícios. Isso vale até como dica para o Edson que precisa disto ainda muito mais rs.

    Enfim, em breve volto a publicar… abraços

    Responder
    1. Edson - Viajante Cervejeiro

      Fala, Luquita.
      Demais essa tua história. É bem isso. Quando a gente relaxa e as coisas fluem naturalmente.
      Sobre esse Patreon, já me falaram, mas fico na dúvida do que oferecer em troca que valha a pena.
      Valeu, Abraço.

      Responder
      1. Luquita da Cerveja

        Agora com sua loja chegando pode trabalhar bastante coisa com isso, inclusive negociar com os bares e lojas que acabam indo conhecer para ganhar ajuda do pessoal da cidade onde vc está.

        Por exemplo, colaborar a partir de R$5 no Patreon da desconto de 5% em uma loja X.

        Abraços

        Responder
    2. Daniel Córdova

      hahahahaha
      Que história hein, Luquita.
      Duelo de gigantes!
      Deve ter sido engraçado o debate entre “pare de beber, meu filho” e “beba menos beba melhor”… mas pensando bem eu tenho uma discussão dessas com a minha mãe umas 2x por semana hehe
      Abraço

      Responder
  11. Daniel Córdova

    Fala galera e que massa o convidado de hoje!
    Sou fã do Edson e tive o prazer de conversar com ele no festival em Blumenau graças ao Alexander que trouxe o Viajante e mais um pessoal pro estande do Beertone (inclusive nosso ilustre Renato!).
    Super gente boa e foi uma pena não ter tomado umas com ele aqui em Floripa quanto passou por cá.
    Ainda não ouvi o episódio mas tenho certeza que vai estar animal. Já estou baixando e se tiver algo a acrescentar dou um pulo aqui novamente =)
    Abraço!

    Responder
  12. Luis Loureiro

    Aeeeeeeee!! Depois de esperar aparecer finalmente chegou! E estou na esperança de voltar a ser sempre o primeiro a comentar!
    Acho que esse é o primeiro episódio que ouço que vocês não estão bebendo uma cerveja específica! ahahahha
    Mas pra mim o que importa mais mesmo é o papo, as informações e a diversão, apesar da cerveja ser o papo principal, ela sempre fica em segundo plano pra mim!
    Ps.: O link pro blog do Edson tá errado
    Ps2.: Renato, paga o chopp do Anselmo

    Responder
    1. Renato Martins Autor

      Po Luis, quanto tempo meu brother!

      Verdade, esse é o primeiro que não falamos de uma cerveja… mas é tanto assunto pra conversar que não ia dar pra fazer nem uma coisa, nem outra…. hehehe resolvemos só conversar com o Edson.

      Vou pagar o chope sim, o bom é que poderei escolher qual vou pagar!!! hahaha

      Abração!
      Renato

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*