Um papo com Cláudia Fusco do Canal Tô Lendo – Beercast #120

By | 26 de agosto de 2015
Um papo com Cláudia Fusco do Canal Tô Lendo – Beercast #120

Um papo com Cláudia Fusco do Canal Tô Lendo – Beercast #120

Para o episódio de hoje, Cláudia Fusco do Canal Tô Lendo e a cerveja Branca de Brett da cervejaria Dogma.

Confira o bate-papo regado a cerveja e boas histórias.

Cerveja Branca de Brett

Cervejaria: Cervejaria Dogma
Estilo: American Wild Ale
Álcool (%): 5.5% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Copo Ideal: Tulipa
Preço Varejo: R$19,90 (310 ml)

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Links comentados durante o episódio:

banner-sorteio-cerveja-store
BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • The Lord Of The Rings – Flaming Red Hair
  • Blind Guardian – Into The Storm
  • Blind Guardian – Nightfall
  • Blind Guardian – The Curse Of Feanor
  • Blind Guardian – Blood Tears
  • Blind Guardian – Mirror Mirror
  • Blind Guardian – Noldor (Dead Winter Reigns)
  • Blind Guardian – Time Stands Still (At The Iron Hill)
  • Blind Guardian – Thorn
  • Blind Guardian – The Eldar
  • Blind Guardian – When Sorrow Sang
  • Branca de Neve – Eu vou pra Casa, agora Eu vou
  • Oswaldo Montenegro – Fado Tropical – Pororocas – Caçada

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (56:12 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

32 thoughts on “Um papo com Cláudia Fusco do Canal Tô Lendo – Beercast #120

  1. Pingback: Cerveja Dogma Rizoma – Beercast #166 - Beercast Brasil

  2. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!
    Estou atrasado nos comentários… mas só ouvi hoje.
    Ainda não provei a Branca de Brett, vou colocar na lista.

    Quanto a livros… eu gosto muito de ler… mas diria que sou um leitor mainstream… srsrs…
    Gosto de Senhor dos Anéis e correlatos, Cronicas de Gelo e Fogo, Avalon, e no momento estou lendo Wild Cards e 1808 .

    E eu não consigo me ver lendo 2 livros por semana como a Claudia… nem se eu ficar sem dormir… rsrsrs

    Abç
    Guzzon

    Reply
  3. Fellipy Silva

    fala pessoal!

    Adorei o episódio dessa semana. A cerveja e o tema harmonizaram perfeitamente. 😀
    E adorei a moça entrevistada. Será que tem como passar o contato dela? Achei a voz dela fofinha demais.

    Abraço!

    Reply
  4. Carlos (Cervas no Ceará)

    Ah! Como o “assunto satélite” do programa de hoje é literatura, indico algumas obras que li (e gostei muito!).

    As Crônicas Saxônicas – Bernard Cornwell
    Neuromancer – Wilian Gibson
    A revolução dos bichos – George Orwell
    A revolta de atlas – Ayn Rand
    1984 – Geprge Orwell
    Eu sou a lenda – Richard Matheson

    Sem contar hors concours (Senhor dos Anéis, Etc…)

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Fala Carlos!

      Eu gosto de George Orwell. Acho que Revolução dos Bichos foi o único livro que li em uma única tarde.
      Um livro bem legal tb é Metamorfose do Kafka. Até o Gustavo ia curtir… hahaha.

      Abração!

      Reply
    2. Cláudia

      Oi Carlos! Oba! Valeu pelo comentário! 😀 quanto livro bom! preciso ler o Cornwell… todo mundo me fala dele 🙂 beijo!

      Reply
  5. Carlos (Cervas no Ceará)

    Mais um episódio RÉPETACULAR!! rsrs

    Vocês estão conseguindo introduzir diversos assuntos no cast sem tirar a cerveja do seu lugar de honra. Acho que isso torna o programa mais “palatável” ao “publico civil” (by MDM). É um ótimo episódio para aquele seu amigo “não iniciado”.

    Abraços galerinha!!

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Carlos,

      Bom te ver por aqui novamente, você tinha dado uma sumida!

      A repercussão o tema esta sendo bem legal, o povo gosta mesmo de ler e beber! rs

      Um forte abraço,

      Reply
  6. Daniel Córdova

    Fala pessoal!
    Consegui terminar de ouvir o episódio agora de manhã e achei bem legal e informativo, a Cláudia é muito simpática.
    Agora, o melhor foi o sotaque “paulistês” do Anselmo (paulista + português), que que foi aquilo hahahaha
    A trilha sonora também merece destaque. Me amarro em Blind Guardian!
    Miolo de boi já é um pouco “no limite” pra mim. Daqui a pouco vcs vão harmonizar os pratos com grilo, olho de bode, formiga assada, escorpião… Negócio e arroz com feijão e bife! hahaha
    Valeu

    Reply
  7. Alexandre Ratinho

    Parabéns Rapaziada !

    Nunca fui fã de ler mas os assuntos sobre cerveja me fazem despertar mais a leitura.
    Quanto aos livros, gosto daqueles que acrescentam experiências na minha carreira profissional, os de branding, de marketing, administração, vendas, publicidade e outros…. Acho que durante o colégio, os professores de literatura me fizeram ter “traumas” com livros do Dom Casmurro e tantos outros similares e sonolentos … rs
    Sabe, eu consigo beber quando estou em movimento, mas ler nesta condição é realmente muito difícil e a “sensação de estar com ressaca”. rs

    Saúde e um brinde !
    Abraço Ratificado diretamente da ratolândia.

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Saudações meu amigo Ratinho.

      Recomendo a leitura do “Quem Mexeu no Meu Queijo?”, este seria ótimo para você! rs

      Abração,

      Reply
  8. Thiago Martins

    Fala galera,

    Ótimo programa (mais um vez)! Para ser sincero, uma de meus favoritos até agora…

    Vem muito de encontro ao que fazemos em nosso canal Bebedores em Série: misturar cerveja com mundo pop (séries no nosso caso). É incrível como o papo flui e as coisas se combinam, né? Uma boa cerveja sempre acompanha um bom papo e vice-versa. Bem bacana mesmo!

    Sempre à disposição caso queiram um bate-papo! Abraço!

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Thiago,

      Os encontros da confraria sempre “provocam” essas discussões, o único problema é quando o pessoal fica “alterado” com as IPA’s da vida.

      Abração,

      Reply
  9. Carlos

    Fica a dica
    Crônicas Saxônicas do Bernard Cornwell, livros muito bons.
    Eu harmonizava com uma Strong Bitter direto do barril.

    Abraços

    Reply
  10. Vinicius Rodrigues

    Primeiro que a Claudia é um ser humano horrível. Ela me recomendou um livro que eu amei de paixão, mas o raio da história é uma trilogia cujo último livro ainda não saiu. Agora eu tô aqui desesperado esperando.

    O programa foi lindo, a Clau manja muito.

    Sobre o “politicamente correto” no Senhor dos Anéis… num sei não.
    Na versão extendida, bem no começo quando o Bilbo está apresentando os hobbits, ele cita alguns hobbies do povo. Entre eles a produção de cerveja (com uma imagem de hobbit carregando um barril no ombro e servindo direto dele – https://www.youtube.com/watch?v=KLBQTsRGLJQ – 56 segundos)
    Também na versão extendida, na festa de aniversário o Sam já está ficando bêbado em dado momento dizendo que precisa de outra cerveja, que ele só não pega porque o Frodo o empurra pra dançar com a Rosinha.
    No Pônei Saltitante o Merry aparece com um “quartilho” de cerveja, que é uma caneca de respeito, o Pippin então levanta pra pegar um pra ele.
    No início do O Retorno do Rei, o Merry e o Pippin estão bebendo (e fumando!! eles fumam um monte) nos escombros de Orthanc. Logo depois, na comemoração da vitória no Abismo de Helm, eles estão dançando e cantando sobre uma mesa e virando cerveja. Destaque nessa cena para a competição de bebedeira entre o Gimli e o Legolas (só na extendida) https://www.youtube.com/watch?v=xDSFTugAlf4

    Dito isso acho que o Peter Jackson não chegou exatamente a economizar nas referências rsrs

    No dia 05 de Setembro (sim, tem o feriado na segunda, mas quem não for viajar está convidado) teremos o Encontro de 2 anos da Confraria da Cerveja Skynerd. Vai ser excelente, com filas de no máximo 5 pessoas, quem quiser ir só entrar no grupo e a gente passa todas as infos:
    https://www.facebook.com/groups/skybeer/?fref=ts

    Parabéns pelo programa galera, grande abraço.

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Vinicius,

      Peter Jackson soube”provocar” bem com o assunto em pontos “escondidos” que só quem bebe vai reparar. (tipo você).

      Sobre o encontro, eu estava louco pra ir, principalmente pq o Villas é top!

      Abração,

      Reply
  11. Flavio Yokooji

    Bem legal que estão diversificando os convidados. Prova que dá para falar sobre cerveja em todos os âmbitos! Rs.
    Gostei demais da Branca de Brett. Talvez, não tenham curtido tanto, pois estavam esperando alguma característica de uma weissbier. A questão é que, por incrível que pareça, o responsável pelas características mais marcantes de uma cerveja de trigo tradicional não é o malte de trigo, mas sim a levedura.
    Sobre o IPA Day, já comentei em outras redes. Principalmente, do pessoal que é formador de opinião no meio que estavam defendendo os organizadores. Para mim, não foi uma falha de carácter. Foi falha de planejamento.

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Flávio,

      Concordo contigo, faltou planejamento e eles vão ter que ralar bastante para a edição 2016 e a “mancha” ficará por um bom tempo!

      Abração,

      Reply
  12. Bruno Pontalti

    Demais o programa hoje! meu autores preferidos são bem próximos dos que o Anselmo citou no programa, somando John Fante.
    Ainda não tomei essa cerveja, mas já foi pra lista.
    E parabéns pela forma como trataram do assunto IPA DAY, vi muita ”personalidade” e ”imprensa” tentando defender o indefensável, claro que eu não acho que teve má fé nem nada disso, os caras tentam fazer um evento bacana, nem sempre da certo, mas o erros devem ser apontados, e não dá pra ficar chamando de mimimi quem gastou uma boa grana para ir até lá e não conseguiu aproveitar nada, né?

    Abraço

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Bruno,

      Acho que a maturidade vem com o reconhecimento do erro, já diz o ditado que a voz do povo é a voz de Deus.

      Estarei no próximo para ver de perto as melhorias.

      Abração,

      Reply
    2. Anselmo Mendo

      Dos bêbados, Pedro Juan Gutiérrez é meu preferido Bruno, apesar que agora acho que ele parou com o rum. John Fante ainda não li, mas dizem que é ótimo.

      Reply
  13. Luquita da Cerveja

    Fala galera, episódio fantástico… misturar literatura e cerveja é algo que poucos pensam ser possível, pq ler bêbado é impossível rs.

    A Claudia com o Felippy formam um casal bastante genioso, imagina o filho deles. O canal dela é muito legal mas confesso não acompanhar mto pq é impossível acompanhar tantos livros como ela hahahaha

    Cara acho a área de estudos dela a coisa mais fantástica do mundo, literalmente… qto trocadilho né!

    Sobre os irmãos Grimm, as histórias eram muito mais violentas e serviam como lição de moral praticamente mas a vdd é que eles chupinharam muitas histórias contadas já a muito mais tempo do que eles escrevem.

    Sobre o episódio, esse deve ser o 2º sem o Renato, certo? Já deu pra perceber que ele faz uma diferença pois a Branca de Brett é uma American Wheat e que tem muito pouco a ver com uma Weiss alemã.

    Lembra do último programa com Mário Coppini? Ele explica a diferença das American Wheat para os outros estilos de cerveja com trigo, alias o mestre Jaime sempre diz… Trigo traz nada de bom para a cerveja, o trabalho é da levedura.

    Enfim, acho que esse episódio eu harmonizo com um livro sobre cerveja… pq sempre da vontade de beber qdo estou nesse tipo de literatura rs mas ficando no assunto qualquer um do Dan Brown tb serve.

    Abraços!

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Luquita,

      Nosso estranhamento foi justamente este, se ela é uma american wheat, pq lembra tanto uma weiss? rs

      Vou ouvir novamente o papo com o Coppini, bela lembrança!

      Abraçãooooooooo e não defenda o Renato, ele não faz falta! rs

      Reply
  14. Vitor Hugo Meirelles

    Só mais um adendo: vocês tocaram o álbum “Nightfall in Middle-Earth” do Blind Guardian quase na íntegra! Faltou só uma música (sem contar os interlúdios) chamada “A Dark Passage”.

    Comentário de quem é bem fã dessa banda, rs. Inclusive eles estarão em turnê no Brasil em Outubro desse ano. Vale muito a pena o show dos caras. Recomendo uma música chamada “The Bard’s Song (in the forest)”! Sensacional! Harmonizaria ela com uma Pagan’s Dragon Blood!

    Reply
  15. Vitor Hugo Meirelles

    Faaaaaala galera!

    Os nerds piram nesse episódio ein….rs

    O tema é maravilhoso! E a trilha sonora mais uma vez matou a pau!

    Um adendo: vi que ficou uma dúvida com relação ao significado de pub. Segundo a Larrouse da Cerveja, pub é a abreviação de public house, que seria um local onde os ingleses iam beber. Como uma taverna, só que sem a parte da hospedaria… ou, mais próximo da nossa realidade brasileira, um boteco inglês, só que com cerveja boa! Hehehe

    Abraço à todos! E se vierem no Mondial de la Bière no Rio no dia 21, gostaria de tomar uma com vocês! Ouço vocês desde o piloto da Duff e vocês me ajudaram muito a me enamorar por esse líquido tão incrível!

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Vitor,

      Eu sabia que tinha lido isso em algum lugar, valeu por esclarecer a origem da palavra Pub, porém confesso que não uso, pois quem chama boteco de pub, entra na piscina pela escadinha.

      Abração!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*