Cerveja Vedett Extra Ordinary IPA – Beercast #134

By | 2 de dezembro de 2015
Cerveja Vedett Extra Ordinary IPA – Beercast #134

Cerveja Vedett Extra Ordinary IPA – Beercast #134

Para o episódio de hoje, Rica Shimoishi trouxe a cerveja Vedett Extra Ordinaty IPA para falar de inovação e estilo híbrido.

Confira como foi esse bate-papo.

Cerveja Vedett Extra Ordinary IPA

Cervejaria: Brouwerij Moortgat
Estilo: Belgian IPA
Álcool (%): 6% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Copo Ideal: Pint

botao-comprar-cerveja

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Links comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Jacques Offenbach – Can-Can From Orpheus in the Underworld
  • Andrea Bocelli – O Sole Mio
  • Andrea Bocelli & Katharine Mcphee – Cant Help Falling In Love
  • Andrea Bocelli & Sarah Brightman – Time To Say Goodbye
  • Andrea Bocelli & Laura Pausini – Vivo Per Lei
  • Jacques Offenbach – Barcarolle
  • Jacques Offenbach – Gaite Parisienne
  • Jacques Offenbach – La belle Hélène Overture
  • Jules Massenet – Thais
  • Pietro Mascagni – Cavalleria Rusticana

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (48:00 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

18 thoughts on “Cerveja Vedett Extra Ordinary IPA – Beercast #134

    1. Renato Martins

      Fala Rubens! Ainda não temos nada programado com ela… já provei, e achei legal. Harmonizei com uma música… lógico, o próprio tema do Queen. E você, já provou?

      Reply
  1. Luquita da Cerveja

    Fala seus Tranqueira… não pera, podcast errado!

    Fala pessoal, ótimo programa rs.

    Não tive vontade de tomar essa cerveja ainda, principalmente depois de ouvir muitas pessoas reclamando dela. De fato para ser um Belgian IPA (Nome que não faz sentido… Belgian India) não se usa qualquer estilo e mete se lúpulo, apesar de ocorrer muito, mas sim segue se a receita padrão de uma IPA só que utilizando leveduras belgas que darão um toque muito mais frutado.

    A proposito, BIPA é um dos meus estilos favoritos quando muito bem feita.

    O fato dela chamar Extra Ordinary pelo visto não significa nada porque todas são Extra alguma coisa mas poderia talvez se referir ao estilo Ordinary Ale ou Common Ale que são as Ale mais simplezonas que tem por ai, sendo talvez essa a base dela. Outro fato que chama atenção é que no rótulo diz: not really from India and not really a Pale Ale. Então ela de fato não é uma IPA, o que aumenta a suspeita de poder ser uma Blond ou Common.

    Um exemplo legal de cerveja belga lupulada é a Leffe Royale, que tem uma base Triple (se não me engano) e leva 3 variedades de lúpulo e tem edições especiais com 1 lúpulo em destaque igual a concorrente rs.

    O Anselmo comentou sobre querer uma foto dele na garrafa da Vedett , de fato qualquer um pode ter sua foto na garrafa, achar uma garrafa com a foto que é difícil. Basta entrar no site da cervejaria, que é bem legal e ta com estilo retro de Windows, que você já será direcionado para o local de onde enviar a fotografia, ah sim ela passa por uma aprovação somente ai vc terá chance de ir pra garrafa mas pode mandar quantas quiser.

    https://drive.google.com/file/d/0B-gVk9sTBFakdUpVdGVnWVNqQ1E/view?usp=sharing

    Enfim, ano que vem acho que rola um Dossiê IPA parte 4 heim… o que mais poderá vir por ai?

    Abraços pessoal!

    Reply
    1. Renato Martins

      Hehehe acho que já temos pauta para a parte 4!!! O Anselmo mandou uma mensagem falando que estava provando uma Leffe Royale direto da Bélgica… é mole?

      Reply
  2. Fabrizio Guzzon

    Salve galera,
    Ótimo programa, e tenho vários comentários…
    Quando vocês falaram sobre o amargor da cerveja não ser alto, inclusive o Jaime disse que deveria ser uns 30 no máximo, vale lembrar que as notas frutadas tendem a reduzir a percepção de amargor. A maracujipa e Baden Ipa são bons exemplos de cervejas que informam seus IBU e aparentam ter menos.

    Por outro lado, uma Belgian IPA deveria ter entre 50 e 100 IBU pelo BJCP, então pode ser sim o caso de usar o termo IPA para chamar atenção…

    Sobre a Brewdog, acho que é uma cervejaria de renome e muita gente procura suas cervejas, mas o preço impede que elas sejam cervejas do “dia a dia”, sendo muito mais aquelas cervejas para se tomar uma única vez. E a título de curiosidade, a Nanny State da Brewdog eu paguei apenas R$ 5,00.

    Para finalizar…. eu não sou de ficar pedindo as coisas…. mas se houver uma gravação da Schlenkerla e ainda mais acompanhada de charutos, quero ser avisado para participar!

    Abç
    Guzzon

    Reply
  3. Daniel Córdova

    Dae pessoal, voltei!

    Ouvi duas vezes o programa porque deu ruim lá em Blumenau e tive que voltar pra Floripa, aí ouvi de novo na volta hehe.

    Sobre a cerveja, tenho a seguinte opinião sobre o que pode ter acontecido com vocês e vou expressar ela com um exemplo que já aconteceu comigo: No festival da cerveja, a Tai tinha terminado de beber uma IPA, então fui lá buscar outra pra ela. Trouxe uma English IPA, que geralmente tem aromas menos carregados de lúpulo e ela não curtiu, porque IPA já se tornou sinônimo de American IPA pra ela e qualquer coisa menos aromática que isso acaba decepcionando.

    Acho que foi isso pode ter acontecido com vocês. Vejo as Belgian IPAs como uma versão belga das English IPA e não como uma cerveja belga qualquer de base socada de lúpulo americano. Até porque, se socar muito lúpulo, acho que a característica da levedura belga pode ficar mascarada demais.

    Ou não e posso ter falado um monte de besteira hehe

    Piadinha: acho que o Rica poderia mudar o apelido dele para RiPa.

    Off topic:
    Comentário técnico sobre o programa: uma coisa que me incomoda às vezes em outros podcasts como, por exemplo, o nerdcast, é a dinâmica de volume. Você tá ali de boa ouvindo o programa e daqui a pouco BAAAMMM um barulho estridente te deixa surto (tipo: CANELADA!!! ou uma música de transição). Já vocês conseguem manter o volume equilibrado e agradável. As garrafadas, por exemplo, aparecem mas não deixam surdo. Isso pra mim mostra a qualidade do podcast, além de ter sempre uma trilha sonora foda. Já disse antes, prefiro vocês ao nerdcast, parabéns!

    É isso aí, bem divertido o programa como sempre e abraços!

    Reply
    1. Renato Martins

      Hahahaha po, escuto o Alo Tenica direto pra pegar uns toques com ele… o Leo manja muito.

      Daniel, sobre o que voce comentou das IPAs, concordo… acho que isso já ficou meio que enraizado e ligado como se fosse um estilo americano, citrico… mas não deveria, né?

      Reply
  4. Flavio Yokooji

    Fala pessoal, tudo bem?
    Não curti muito a Vedett Extra Ordinary IPA . Na verdade, acho que foi a questão da expectativa como alguns de vocês também comentaram.
    Para mim, a versão desse ano da Duvel Tripel Hop (com Equinox) foi uma das melhores. Tenho ainda 3 garrafas em casa de tanto que gostei! Rs.
    Sobre a BrewDog não estar tanto no hype, eu discordo um pouco. Acho que ainda está. Tomo como base o que vejo nos grupos cervejeiros do facebook. O problema é o preço. Houve um aumento absurdo. Tanto nos supermercados quanto no bar deles. Aí a galera tem comprado menos mesmo. Como tenho ação da BrewDog, tenho 10% de desconto no bar. Mesmo assim, fica muito caro. Tenho feito cada vez mais cerveja em casa, pois os preços em geral estão altos.
    Vocês falaram sobre alguns estilos difíceis de encontrar e que a galera tem focado muito nas IPAs… Então, farei um churrasco com amigos e já encomendamos um barril de 20L de Rauchbier da Bamberg! Quase compramos a American IPA da Dama (que acho ótima e pouca gente comenta sobre ela), mas quisemos sair das IPAs.
    Cada vez que comentam sobre o evento, dá uma pontada de tristeza. Como comentei em post anterior, irei ao show do David Gilmour no mesmo dia. Espero que façam ano que vem.

    Reply
    1. Renato Martins

      Que pena Flavio, espero que no próximo consiga aparecer pra bebermos umas.

      Sobre a Bredog: também acho que o preço afasta os consumidores, mas sera que isso não faz parte da estratégia deles? Não se popularizar, manter um padrão mais alto… pode ser isso.

      Acho que esse churras vai ser um sucesso com a Rauch da Bamberg, os caras mandam muito bem.

      Reply
  5. Daniel Córdova

    Fala galera!

    To saindo daqui a pouco pra viajar a trabalho pra Blumenau e vcs vão comigo, vou ouvindo o programa de hoje.

    Essa cerveja é boa e aposto que foi o Rica quem sugeriu ela, não? =)

    Depois volto aqui pra mais pitacos.

    Valeu!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*