Cerveja Tupiniquim Red Ale & Churrasco – Beercast #171

By | 17 de agosto de 2016
Cerveja Tupiniquim Red Ale & Churrasco – Beercast #171

Cerveja Tupiniquim Red Ale & Churrasco – Beercast #171

Para o episódio de hoje, cerveja de litrão e um bom churrasco de final de semana.

Confira como foi esse bate-papo.

Cerveja Tupiniquim Red Ale

Cervejaria: Cervejaria Tupiniquim
Estilo: Irish Red Ale
Álcool (%): 4.5% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Copo Ideal: Pint

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Gaúcho da Fronteira – Churasco bom chimarrão Gaúcho da Fronteira
  • Gaúcho da Fronteira – NA BASE DO VARIFUN
  • Gaúcho da Fronteira – POR BAIXO DOS PANOS
  • Gaúcho da Fronteira – ISTO QUE É GAITEIRO BOM
  • Gaúcho da Fronteira – CORDEONA DE BOTÃO
  • Gaúcho da Fronteira – DEDO
  • Gaúcho da Fronteira – NA MINHA TERRA TEM QUEM QUEIRA
  • Gaúcho da Fronteira – NHECO VARI, NHECO FUM
  • Gaúcho da Fronteira – DANDO BOCA PRO GATIADO
  • Gaúcho da Fronteira – AINDA MORRO DISSO
  • Gaúcho da Fronteira – FRUTA MADURA
  • Gaúcho da Fronteira – MUDANÇA PRA CAPITAL
  • Gaúcho da Fronteira – PARA PEDRO
  • Gaúcho da Fronteira – RICK BAGUAL
  • Gaúcho da Fronteira – FANDANGO DA ESPERANÇA
  • Gaúcho da Fronteira – SAUDADE LOUCA

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (47:58 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

14 thoughts on “Cerveja Tupiniquim Red Ale & Churrasco – Beercast #171

  1. Tchê Velho churrasco sem barbecue

    Vazio e fraldinha são os mesmos cortes. Vide livro: Carnes e churrasco Marcos Bassi

    Reply
  2. AndreF

    Fala pessoal,

    Muito bom o programa. Legal ver o Gustavo devorando o assunto…

    Não tomei a tupiniquim red mas churrasco realmente combina com amber e red. Esses dias fizemos um só com goose island (honkers e algumas ipa). Calma, não foi ostentação, foi a promo do atacadista e pagamos 1,99 cada garrafa.

    Vazio é a fraldinha e é conhecido por esse nome no sul e na argentina/uruguai (vacio).

    Sobre o “churrasco” tailandês, em Cotia tem um restaurante que faz e é bom (Tantra). Vale a visita ainda mais com cupons comprados por aí.

    Abraços

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Olá André.
      Comida é com o Gustavo mesmo!
      O Tantra é caro, mas bom, tem em São Paulo também.
      Experimenta o churrasco Coreano, tem muitos restaurantes aqui com ele no cardápio.
      Valeu pelo contato. Abração.

      Reply
  3. Luis Henrique Camargo

    Ótimo episodio, e ainda mais especial é que este foi muito importante para mostrar que vocês merecem parabéns especial … Parabéns pela decisão há 3 anos em fazerem podcast onde o tema é cerveja, e não um sobre churrasco kkkkk.
    Bom, para paulistanos até que não foi tão mal. Mas churrasco com alcatra, valorizando tanto a picanha e amaciante (abacaxi então, please!)! E comprar 6 latinhas para um churrasco com 10 pessoas? kkkk
    Convido vocês a um churrasco aqui na Grande Batatais, então vocês poderão experimentar uma costela assada (e não cozida enrolada em saco plástico e defumada na churrasqueira a bafo kkk), cupim casqueado, uma ponta de peito, linguiça de porco caipira ou cuiabense (esquece toscana), etc.
    Fiquem tranquilos que não oferecerei bago de boi assado, pois este eu passo longe, apesar de famoso em muitas regiões aqui próximas.
    A sim, ainda tenho algumas poucas garrafas de minha famosa Crispy IPA (nome dado pois abriu o saco do dry hopping durante a maturação, fica uma maravilha ver os sedimentos de lúpulo e casca de limão cravo se misturando com as bolhas kkk).
    Quanto à Tupiniquim, eles são fantásticos. Se não me engano os litrões vem ainda da época antes das parcerias com a EVil Twin.
    Os gaúchos sabem muito fazer cerveja. Season, Tupiniquim, Alenda, e até a pequena Ruladelica que faz uma das melhores IPAs que já tomei. E tudo começou com o pessoal da Dado, certo?
    Teremos em Setembro em Rebs um Slow Brew especial com cervejas gaúchas. Vale a pena!

    Alias, Domingo estou indo para o Rio Grande, 10 dias trabalhando e deliciando boas cervejas e ótima culinária. E para quem pensa em Rio Grande apenas no churrasco, precisa conhecer as galeterias e as comidas da serra!
    E alerte o Rica, que pouquíssimos ouvintes devem saber o que é calota!
    Um abraço

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Luis, “técnicas” paulistas, aqui não nos comparamos com ninguém :). Meu deus, essa sua crisp deve estar de doer. E dentro do Beba Menos Beba Melhor, 6 cervejas boas pra cada dão pra um bom churrasco. E calota, sério que ninguém conhece em Batatais?
      Um dia passamos por aí pra experimentar essa costela. Abs.

      Reply
    2. Ricardo Shimoishi

      Fala Luis!

      Ok, Ok. Já deu pra perceber q vc entende da matéria… hahahaha…

      Mas diz aí: Se as pessoas não sabem o que é calota, como devo me referir às… calotas?

      Abração!

      Reply
  4. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!!
    Ótimo programa!!

    E eu acho sinceramente que vocês deveriam ter gravado enquanto faziam um churrasco… rsrsrs

    A ideia do litrão é muito boa, tem um emporio em SRoque que tem o litrão da Tupiniquim, mas não lembro o valor… por outro lado temos a fábrica da Bamberg aqui perto que vende chopp (com todo o equipamento incluso) a menos de 15 reais o litro… e com barris de 20l, 30l e 50l…. então se temos uma quantidade boa de gente até vale a pena comprar chopp.

    E carne para churrasco, se bem feita, quase todas ficam boas. Mas algumas que eu gosto muito são a fraldinha feita inteira e tirando as lascas e panceta.

    Abç
    Guzzon

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Chope pra Churrasco e Fraldinha inteira, de acordo 100%, Guzzon! Esse chope da Bamberg é pra retirar na fábrica? Aqui perto tem um Bamberg Express, bem útil, mas pra falar a verdade só comprei uma vez. É que precisa de uma quantidade de interessados pra valer a pena, se não acaba sendo mais prático as garrafas ou os Growlers (adoraria que isso desse certo).

      Reply
  5. Luquita da Cerveja

    Fala galera, olha só quem diria que algum dia haveria um programa onde o Gustavo iria comandar tudo e mandou muito bem, precisa fazer o BarbecueCast Brasil para ele rs.

    Impressão minha ou o programa no final das contas entrou na ordem errada, pois vcs falam do dia dos pais que vai chegar mas que já passou rs.

    Não me lembro se tomei essa cerveja da Tupiniquim pois só tomeis as garrafas pequenas e não sei se a Red foi uma delas. Mas acho bem legal eles colocarem essa linha básica em garrafas grandes, pena que por aqui não vale tanto a pena.

    Bom e sobre fazer um churras com breja boa, a duas semanas atrás eu fui em um churrasco onde, praticamente, a pior era Heineken. Ok, tinha Eisenbahn Pilsen tb e alguém trouxe Bud mas praticamente ngm bebeu.

    Além de muita Heineken, tinha Goose Island IPA e Amber Ale, que foi as quais me concentrei em tomar. Além do pré churrasco ter ido uma garrafa de Geuze Mariage Parfait, Lindemans Cuvee Kriek e Birra Baladin Leön.

    Segue foto da ostentação:
    https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13886250_1324133847615222_5350657314771561826_n.jpg?oh=c0bcf0d154f95f2f4a477ad2f6a19fa2&oe=58484C33

    Mas foi graças a uma promoção no Zaffari, onde as Goose estavam por R$3 e pouco.

    Ai no dia dos Pais, rolou um churras no condomínio:
    https://scontent.fudi1-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13938437_1330046700357270_5695904095650539216_n.jpg?oh=5fc2975f289b14590fdc58df5eca3750&oe=584C8F91

    Mas a cerveja era Germânia…rs

    Os sacos para assar carne normalmente ficam ou juntos de onde está o papel alumínio e etc ou então onde estão os temperos para arroz, feijão e etc. Nada de difícil de achar.

    A rotesserie que o Renato falou é a Nipon, é sensacional a asinha de frango e o lugar tem muitas cervejas e um preço muito bom também. Foi lá que fiz o trabalho do curso de Sommelier, um dia difícil e teve direito a Fantôme por R$50.

    Também já comi “churrasco” Tailandes e achei mto bom mas me fez um mal danado rs.

    Amber e Red são na verdade os melhores estilos para um churrasco, levemente malte tostado com um caramelizado junto, fica ótimo.

    E só pra pontuar, mostarda de verdade é a Dijon… esse líquido amarelo que temos aqui no Brasil nem poderia ser chamado de mostarda. A Dijon é melhor ainda quando em pasta, feito as mostardas alemãs, ai toda verdadeira força de uma mostarda se faz presente.

    E um abraço rs.

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      É verdade, o episódio saiu fora de ordem porque mudamos os planos em cima da hora 🙂
      Que churrasco mais ostentação esse aí, mas pelo jeito faltou quantidade, certo? Acho que a questão é conseguir juntar amigos com o mesmo interesse em cerveja, aí a coisa rola.
      Experimenta o Churrasco Coreano, eu acho ótimo.
      Concordo, Red e Amber são perfeitas pra assados e grelhados.
      E essa mostarda, cheia de corante, que tem nas lanchonetes por aí não merece o nome mesmo. Alemão, holandês e todo aquele povo ali de cima é que manja dessas coisas.
      PS. Você logou com o e-mail do cervejonalista e o comentário ficou aguardando aprovação 😀

      Reply
  6. Daniel Córdova

    Fala pessoal!
    O programa hj me deu mais fome que a coluna do Guzzon na 6a de manhã.
    Esses litrões da Tupiniquim ainda não me animei a comprar. Não quanto está para encher growler por aí, mas aqui em Floripa tem um movimento dos cervejeiros locaos que oferecem aqueles growler s de 1L (tipo garrafa da Coruja) a 10 reais e o litro de cerveja (de algum produtor local) vai de 16 a 25, algo assim. Vale bastante a pena pra levar no churrasco.

    Sobre as carnes, sabem qual o corte preferido do filósofo existencialista? O vazio. Tudumpssss!!!
    E lá no Uruguai o pessoal dizia que e o entrecot é o nosso contra filé. Agora fiquei na dúvida.

    Abraço!

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      E aí Daniel! Growler, torço muito pra que dê certo. Aqui perto de casa tem o Dona Matilde (não sei se entrou na edição do programa) e que vende chope artesanal há muitos anos. Já fez parte dos meus churrascos, mas como não é dos melhores (o Pale Ale até que é razoável) deixei de comprar.
      Esse final de semana teve churrasco de dia dos pais e comprei as carnes no Zaffari. Cheguei a pegar uma peça de vazio na mão (um paradoxo?), mas acabei levando o Entrecôte, mesmo sem ter certeza qual é o corte
      Abs!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*