Cerveja Miller Genuine Draft – Beercast #160

By | 1 de junho de 2016
Cerveja Miller – Beercast #160

Cerveja Miller – Beercast #160

Hoje vamos recordar o ano de 1986, você se lembra de tudo o que nasceu há 30 anos?

Confira como foi esse bate-papo.

Cerveja Miller Genuine Draft

Cervejaria: Miller Brewing Company
Estilo: Premium American Lager
Álcool (%): 4.7% ABV
Temperatura: 0-4 °C
Copo Ideal: Pilsner

botao-comprar-cerveja

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Iron Maiden – Alexander The Great
  • Iron Maiden – Caught Somewhere In Time
  • Iron Maiden – Déjà Vu
  • Iron Maiden – Heaven Can Wait
  • Iron Maiden – Sea Of Madness
  • Iron Maiden – Stranger In a Strange Land
  • Iron Maiden – The Loneliness of The Long Distance Runner
  • Iron Maiden – Wasted Years

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (49:04 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

26 thoughts on “Cerveja Miller Genuine Draft – Beercast #160

  1. Renato Schiavinato Lopez

    Salve Beercasteiros,

    É sempre muito bom ouvir vocês falando de um assunto que não entendem muito bem, tipo cerveja… Pq qdo vocês falam de filmes, pelamordasenhoraminhamãezinha, vocês não manjam porcaria nenhuma!!! akakakaka… Não adivinhar Alien e Highlander com as dicas que foram dadas foi de doer…. akakakaka

    Quero aproveitar pra deixar uma dica: tomem umas 2 ou 3 cervejas ANTES de começarem a gravar… Os programas em que vocês estão bêbados são muito mais soltos e engraçados que os “primeiros” programas do dia das gravações… Fica muito mais com cara de “papo de boteque”, uma das melhores características do Beercast pra mim.

    Abraço,

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Renato,

      Essa dica pode ser um risco, vai ter casos de não conseguir terminar o episódio. rs

      Abração e bom te ver de volta nos comentários!

      Reply
  2. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!
    Tinha visto o post do Will ontem e quando vi o podcast sobre o mesmo tema hoje ouvi na mesma hora..

    Muito bacana o tema, a cerveja nem tanto… rsrs… alguns destes filmes eu vi quando lançou… outros mais tarde, quando apareceram na locadora, e de fato a década de 80 como um todo foi recheada de filmes ‘incriveis’ uma explosão de criatividade dos roteiristas e uma explosão de falta de controle por parte dos estudios.

    Felizmente existem filmes que são referências até hoje, usados como exemplo de atuação e direção e citados em cursos de cinema e atuação… como o Aventureiros do Bairro Proibido, por exemplo.

    Abç
    Guzzon

    Reply
    1. Will Nolting

      Fala Guzzon!
      Essa Miller me deu muita dor de cabeça nos tempos de Morrison…RS
      Todos esses filmes eu assisti na sessão da tarde ou na tela quente, aquele tempo era tão tenso que ainda não tinha vídeo cassete em casa e refrigerante só no almoço de domingo…hahahaha
      Abs

      Reply
  3. Mauro Prates

    Fala Will. Fiz o comentário abaixo no instagram e o Rica – eu acho – pediu pra botar a questão aqui. Lá vai: “Fala galera. O som saiu meio zuado nesse programa, mas que se lasque porque foi ótimo o programa. Mesmo pra quem é depois de 86 (87 meu caso) da pra lembrar de muitos filmes assistidos na seção da tarde hein?! E aqui no Brasil, não foi feito nada em 86 nem que meia boca? Ou eu passei batido? Kkkk Nem Os Trapalhões?! Kkk Abraços! #cheers”
    Abraços

    Reply
    1. Will Nolting

      Mauro, que bom que vc gostou do programa! Sei que parte do áudio ruim é pela minha dicção horrível então me desculpe…RS
      O Brasil não era o maior produtor de filmes para a sessão da tarde, a maioria dos títulos lançados na década de 80 eram de pornochanchada, mas vc tem razão os Trapalhões lançaram um filme em 86 “Os Trapalhões é o Rei do Futebol”, esse é aquele filme que o Didi cobra escanteio e vai cabecear a bola?hahahah
      Abs

      Reply
      1. André Novgorodcev

        Verdade.

        Os filmes Brasileiros da época passavam no cine prive da Band nos anos 90. Kkkkk

        Reply
  4. Lucas F. Zurwellen

    Fala galera, que pauta muito boa essa do Will.

    Eu tava com 2 anos mas nos anos 90 assisti a todas essas maravilhas, bom falta um ou outro mas podem apostar que tenho baixado para um dia ver.

    Agora, vergonha mesmo é ter deixado o Viny na gravação né… eu deveria ter levado ele embora ou eu ter ficado, tsc tsc tsc… que nerd nada.

    Enfim, a Miller tomei faz um bom tempo atrás qdo ainda era importada e já achei uma bosta rs, então não mudo minha opinião.

    É isso, um abraço.

    Reply
    1. Will Nolting

      E ae Luquita, tudo certo?
      O Viny foi uma desgraça com nerdices dos anos 80, vc deveria ter ficado para aumentar a bancada nerd….hahaha
      Abs

      Reply
    1. Anselmo Mendo

      Bons tempos os de hoje. Antigamente a gente amarrava o ouvinte na cadeira e prendia os fones com silver tape nas orelhas do cara. Ninguém escapava.

      Reply
      1. Afonso

        Eae Anselmo blz?
        Nesse podcast ate entendo por terem falado bem pouco da cerveja rs, mas ate pareceu que falou mais da cerveja comparado aos recentes podcasts…
        Acho que foi o Ricardo que me falou em algum comentário, que vcs preferem quando tem convidados… preferem foca menos nas cervejas..
        Eu acho que vcs não deveria deixa de lado a cerveja, sinto falta quando vcs passava um bom tempo falando da cerveja..
        Acho que seria interessante fazer um enquete para sabe se o publico esta sentindo falta também de falar mais das cervejas.

        Esse pod cast pensei antes de escuta, que seria estilo ao podcast brahma seleção aEUHeaUhEAUHEA

        Reply
        1. Anselmo Mendo

          E aí Afonso?
          Obrigado pelo feedback. Tentamos produzir conteúdo para atender o interesse de todos os ouvintes. Cada um tem um gosto e vê o mundo da cerveja de um jeito diferente. Por causa do Dia da Toalha e outros programas que já havíamos gravado, calhou de termos uma sequência em que o tema secundário ganhou bastante destaque. Muita gente gostou disso. Mas não deixamos nada de lado. Na sequência teremos programas falando só das cervejas, outros técnicos sobre produção de cerveja caseira, mais entrevistas com gente do mercado cervejeiro, e também um monte de baboseiras que não estão diretamente ligadas as brejas :D. Guenta aí que teremos programas mais interessantes pra você.

          Reply
        2. Gustavo Passi Post author

          Afonso,

          Estamos em fase de encontrar a dosagem correta, eu fico apreensivo quando mergulhamos em assuntos que não sejam a cerveja.

          Muito bom seu feedback, prometo continuar na procura pra atender a todos.

          Abração,

          Reply
  5. Vinicius Rodrigues

    Queria mandar um abraço pro meu advogado Guilherme da Confraria da Cerveja porque, enquanto todo mundo da confraria me condenava, ele fez uma pergunta pertinente:
    “Vini, você estudava a tarde?”

    LÓGICO que eu não ia ver nada disso. Eu sempre estudei a tarde poxa.

    E faltou a lista dos filmes no post pra eu procurar e assistir todos.

    Valeu a oportunidade de participar galera, foi muito bom.
    Grande Abraço,

    Reply
    1. Daniel Córdova

      Vinicius, muita coisa não passa na regra dos 15 anos, lembre-se disso 😛

      Reply
    2. Will Nolting

      Falaaaaa Vinyl, tudo certo?
      Acho que vc deveria fazer uma maratona anos 80 e 90 p discutirmos no bar com o Anselmo e Líquida. Topa?RS
      Abs

      Reply
  6. Daniel Córdova

    Fala pessoal!

    1986 foi um ano muito bom pra mim particularmente, porque foi quando eu passei a existir. Curto bastante as coisas dessa época também, como Iron Maiden, os filmes… Aliás, o pessoal aí tava fraco pra pegar as referências e adivinhar os filmes, hein!

    A Miller eu comprei na Argentina em 2014 se não me engano. Não lembro se era importada dos EUA ou produzida localmente. Na época a Taíse morava a uns 180 km da divisa SC-Argentina e fomos 2 vezes lá comprar bebidas e doce de leite. Fiquei horrorizado com as Millers transparentes pegando sol quente na frente das lojas. Comprei uma que estava estocada lá dentro pra garantir.

    Estava reparando que o marketing da Miller foca muito na cor dourada dela contrastando com o rótulo preto. E realmente, acho uma das cervejas mainstream mais bonitas na prateleira do mercado. Só não comprei ainda a nacional porque tem Eisenbahn Pilsen mais barata por aqui.

    Ah, sentiram lightstruck nela?

    Engraçado ela ser produzida pela Petrópolis, ainda mais agora que a SAB Miller foi engolida pela nossa querida AB-InBev. Vai ver eles “alugaram” a marca antes disso, mas por aqui é razoavelmente recente que ela chegou nas prateleiras.

    Valeu!

    Reply
    1. André Novgorodcev

      Daniel.

      Acho que têm que ter Lúpulo pra ter lightstruck. E não é o caso.

      Reply
  7. Andre Novgorodcev

    A crise financeira realmente pegou o pessoal do Beercast. Depois do milagre da divisão de uma Wäls 42 partiram pra beber Miller! kkkk
    Pior que tomo essa porcaria direto. Alguns amigos e parentes tem mania de trazer ela e a Bud quando vão lá em casa e sempre sobra alguma na geladeira.
    Apesar da cerveja, esse foi um dos melhores episódios que vocês já fizeram. somewhere in time é um dos meus discos preferidos e tenho ele em Vinil! Ri feito bobo no metro com os comentários dos filmes. Chegando em casa vou direto pro Netflix assistir a alguns desses filmes.

    Abraço

    Reply
    1. Lucas F. Zurwellen

      Eu sempre digo para o pessoal, se for comprar Miller ou Bud deem preferencia de comprar Skol ou Brahma mesmo que é a mesma bosta e sai mais barato.

      Reply
    2. Will Nolting

      E ae André, tudo bem?
      Repartir a wäls foi um processo no mínimo triste, mas foi bem melhor que tomar a Miller.RS
      Musicalmente estávamos bem servidos nos anos 80, muitas das bandas de metal que eu gosto lançaram os melhores álbuns nessa década. Tem alguns filmes, não só os de 86 mas de todo os anos 80, que todo ano eu acabo assistindo, Clube dos Cinco, Curtindo a vida, Te pego la fora, Goonies….
      Abs

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*