Cerveja Fuller’s Wild River com Flavia Lacour – Beercast #50

By | 23 de Abril de 2014
Cerveja Fuller’s Wild River com Flavia Lacour

Cerveja Fuller’s Wild River com Flavia Lacour

Neste programa o Beercast recebe a primeira mulher na mesa para falar de cerveja de verdade, Flavia Lacour! Além de proprietária do Tchê Café, em São Paulo, ela é Beer Sommelier e também ministra cursos mensais de produção de cerveja artesanal.

Claro que todos os paradigmas já estão quebrados e a mulherada domina o assunto tanto quanto nós, mas é claro que teve piadinhas pra deixar o papo ainda mais legal.

Cerveja Fuller’s Wild River

Cervejaria: Fuller’s
Estilo: American Pale Ale
Álcool (%): 4.5% ABV
Copo Ideal: Pint, Caldereta
Preço Varejo: R$26,90

Links comentados durante o episódio:

Contatos, Garrafadas e BeerNews

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja Fuller’s Wild River:

Flavia Lacour (4 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_ok

Anselmo Mendo (3 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_ok

Gustavo Passi (4 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_ok

Renato Martins (4,5 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_ok


Download

Trilha Sonora

  • Blondie – Call me
  • Evanescence – Anywhere
  • Iron Maiden – Childhood’s End
  • L7 – pretend that we’re dead
  • Nightwish – Nemo
  • Primal Scream – Movin’ On Up
  • Shocking Blue – Love Buzz
  • The Charlatans – The Only One I Know
  • The Cranberries – Kiss Me
  • The Runaways – Rock-N-Roll
  • The Verve – Bittersweet Symphony

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (42:42 de duração)

Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

38 thoughts on “Cerveja Fuller’s Wild River com Flavia Lacour – Beercast #50

  1. Adriana Jardim

    Excelente participação da Flávia Lacour. Fazer minha primeira cerveja no Tche café já faz parte da minha wish list. E obrigada Beercast Brasil pelo carinho retribuido.
    Um forte abraço e até amanhã.

    Reply
    1. Flavia

      Adriana, obrigada pelo elogio. E vem sim fazer sua primeira breja aqui com a gente…estamos te esperando!!!
      Todas as terças fazemos uma brassagem coletiva, é só chegar e participar.
      Abs
      Flavia

      Reply
  2. Guzzon

    Salve galera!!
    Ótimo programa, e a Flávia mandou muito bem.
    Em particular gostei muito dos comentários dela a respeito das harmonizações e saber que no Tche tem um curso para isso, o conceito de harmonização por semelhança e contraste é muito legal, e é onde reside uma das maiores sacadas das harmonizações, quando você pega uma cerveja e um prato que são aparentemente antagônicos, mas que quando colocados juntos criam um terceiro sabor.
    Sobre o tema da presença dos cervochatos… é um tema reincidente… rsrs… eles existem, são como mosquitos que ficam zunindo perto da orelha… as vezes só se resolve quando acertamos um tapa.. rsrsrs
    E sobre a WBC, sim, essa é a “competição” de maior reconhecimento que temos no mundo cervejeiro. As regras são rígidas, os jurados são muito bem formados e a organização e impecável. Por sinal, alguns dos sommeliers nacionais são jurados nesta copa.
    Abç
    Guzzon

    Reply
  3. Katsumi

    Ahhh Anselmo!!! E esse preconceito de chamar as Lambics de cerveja de menininha, hahaha! Põ, como eu falo, ofereço uma IPA para muito macho e eles fazem caretinha, tá! 😀
    E eu sei que todo mundo aí gosta das cervejas de trigo!

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Nãooo Kat, as Lambics clássicas são pra macho tipo Chuck Norris. Fruit beer é que é coisa de menininha, hahaha. E eu sei que você gosta de uma IPA muito mais que vários amigos meus :D.

      Reply
    2. Flavia

      Aqui no bar um monte de macho que gosta das lambics frutadas. Ai pede e fala que é pra namorada… vou te contar viu… tudo desculpinha esfarrapada kkkk

      Reply
  4. Lucas Zurwellen

    Ae um programa com Mulher, finalmente rs.

    Foi muito bom, bela escolha de cerveja (apesar de não ter tomado essa ainda) e a Flavia parece ser muito gente boa!

    Preciso ir conhecer o Tchê Café…rs.

    Avisa pro Gustavo que vou fzr um guia de pronunciação rs.

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Luquita,

      Eu sou um asno mesmo, precisamos de um cara inteligente na bancada do Beercast rs.

      A Flávia é super gente boa e as brassagens no Tchê são sempre muito divertidas.

      Cheers!

      Reply
  5. Vinicius Rodrigues

    Excelente programa, muito divertido.
    Anselmo vai arrumar muita confusão com feministas.

    Experimentei várias da Fullers, mas essa nem sabia que existia, parece excelente.

    E bora começar a agitar a festa de um ano. Irei certamente.

    Grande abraço

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Fala Vini,

      Quando é que você vai devolver o chaveiro que pegou pra olhar só? rs

      Estamos de olho!

      Save the date pra nossa festa em, vamos fazer algo pra juntar essa galeria gente boa.

      Cheers!

      Reply
      1. Vinicius Rodrigues

        Hahaha

        Eu já terminei de olhar Gustavo, agora tô sendo pró ativo e fazendo testes de qualidade no produto. Sabe que eu sou formado em iso 9001 e tal, portanto sou a pessoa mais adequada pra isso.

        E nem estou cobrando, vc devia agradecer kk

        Reply
  6. Luís Loureiro

    Cade o Luís que ainda não comentou? Vocês devem estar se perguntando! Ou não!
    Como já abdiquei do meu posto de primeiro comentário, vim aqui mais tarde comentar, dessa vez depois de ouvir o episódio!
    As cervejas inglesas sempre me fascinaram, talvez pelo fato de ser as que eu mais encontro por aqui, e dos mais diferentes estilos, seja as da Fuller`s, ou as Bishops Finger, entre outras que encontro aqui aos montes. E cada vez mais me aparece mais e mais, essa de hoje é uma que nunca tinha visto, e a Honey Dew que o Renato comentou no episódio também acabou de aparecer na prateleira do supermercado aqui perto! E já tá na lista pra ser comprada assim que sair o salário! hehehehe
    E dizer que assim que for pra São Paulo(nunca fui depois de velho, só quando criança, então é o mesmo que nada!) irei dar uma passada certamente no Tché Café! Já que ouço falar dele desde os primórdios do Beercast!
    Mais um ótimo episódio, como sempre!
    Abraços etílicos meus caros!

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      E aí Luís, perdeu o prêmio “FIRST”, mas vai levar o troféu “ASSIDUIDADE”! O meu preferido da Fuller’s é o London Pride‎ na pressão. Tô torcendo pra eles colocarem uma torneira dele no Tchê. Avisa quando você for aparecer por aqui, heim?

      Reply
    2. Flavia

      Tchê Café parada obrigatória hein Luís… estamos te aguardando. Cerveja boa é o que nao falta por aqui.
      Abs

      Reply
  7. Derly de Lana Cordeiro

    Salve galera do BeerCast.

    Como sempre um ótimo episodio.
    A entrevistada, o que falar desta mulher? simplesmente fantástica. Minha digníssima esposa que me perdoe, mas a Flavia é F*da. Infelizmente não gosta de videogame, mas nem tudo é perfeito. huahuahuahuah
    Excelente entrevista, nunca fui no Tchê Café, mas agora me deu uma vontade de ir, não só pela dona, mas principalmente pelas cervejas.

    Galera do beercast continue assim trazendo ótimas entrevista.

    Já aguardando o próximo programa.

    Reply
    1. Renato Martins

      É isso ai Derly! Só não vai arranjar encrenca com a esposa hein… hehehe

      Quando for até o Tche nos avise pra gente marcar e provar umas cervejas por la.

      Abração.

      Reply
    2. Flavia

      Obrigada pelos coments… que bom que gostou do programa.. Esses meninos são divertidos, difícil não ficar bom o resultado. Vem conhecer o Tchê… com sua digníssima é claro

      Abs

      Reply
  8. Flávio Yokooji

    E aí pessoal do Beercast, beleza? Cadê o japa? Sumiu dos episódios…
    Semana passada não consegui vir comentar, mas escutei o episódio. Pretendo conhecer o bar da Karavelle em São Paulo.
    Falando sobre esse programa, demorou para aparecer uma mulher mesmo, mas a Flávia estreiou e representou muito bem as mulheres cervejeiras. Aliás, como comentado no programa, as mulheres só estão voltando ao posto que outrora elas dominavam. Um ponto interessante que já percebi é o fato das mulheres serem muito melhores em harmonização que os homens.
    Sobre a cerveja, já tomei e aprovei a Fuller’s Wild River. Gosto muito das cervejas americanas, mas acho que ultimamente tem se dado muito glamour as brejas extremas quando o equilíbrio das inglesas e alemãs são muito difíceis de alcançar.
    Escrevi demais dessa vez! Rs

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Fala Flávio!

      Ah! Coincidiu da moçada gravar em dias em que eu não podia estar presente por vezes seguidas.
      Mas logo estarei de volta aos episódios.
      Eu tb acho q a mulheres fazem trabalhos excelentes ligados à Cerveja. Tanto em harmonizações quanto em outros trabalhos.
      Tb achei legal o q vc disse. É preciso valorizar as cervejas equilibradas, embora como vc, eu goste de cervejas extremas. Porque no fundo, fazer uma cerveja equilibrada deve ser muito mais difícil.

      Abração!

      Reply
    2. Gustavo Passi Post author

      Grande Flávio!

      O Japa anda sumido, já cortamos o mindinho dele como penalidade, mas ele já volta no próximo episódio rs.

      Cheers!

      Reply
  9. Marcus Santos

    Putz! Mulher inteligente, dona de bar cervejeiro, com bom gosto musical, com uma geladeira pessoal abastecida de boas cervejas e engraçada. Apaixonante! Cinco tampinhas pra ela! Nem precisa de gostar playstation. =]

    Mais um ótimo episódio moçada!

    Parabéns!

    Reply
  10. Charles

    Se minha mãe ouve a Flavia dizendo que podemos utilizar várias coisas do Breaking Bad na fabricação de cerveja, pronto… Ela ja vai pensar que todo aquele equipamento que eu tenho pra fazer cerveja em casa eu to usando pra fazer Metanfetamina.
    hauhauhauahuahauhauhauahuah.

    Outro episódio foda.

    Abraços galera.

    Reply
  11. Guilherme

    Salve Galera!

    Como sempre, mais um ótimo episódio!

    Quanto a cerveja, nem preciso dizer!

    Abraço

    Guilherme

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*