Cerveja Eisenbahn Orgânica – Beercast 128

By | 21 de outubro de 2015
Cerveja Eisenbahn Orgânica – Beercast 128

Cerveja Eisenbahn Orgânica – Beercast 128

Para o episódio de hoje, Anselmo Mendo trouxe uma cerveja tão natureba que talvez Bela Gil dissesse: “E a harmonização com torresmo você pode substituir por proteína de soja salpicada com serragem!”

Confira como foi esse bate-papo.

Cerveja Eisenbahn Orgânica

Cervejaria: Eisenbahn
Estilo: Standard American Lager
Álcool (%): 4.8% ABV
Temperatura: 0-4 °C
Copo Ideal: Lager
Preço Varejo: R$8,99 (355 ml)
Preço com nosso cupom 15%: R$7,65 (355 ml)

botao-comprar-cerveja

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Links comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – FREVO MULHER
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – PAIS TROPICAL
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – FUNKY REGGAE
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – TUPINAMBA
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – SKA AROUND THE NATION
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – VIVA EL TORO
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – DUB MANIFESTO
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – TREM DAS ONZE
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – AQUARELA
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – SITIO DO PICAPAU AMARELO
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – MEU LIMAO MEU LIMOEIRO
  • Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – DANCING DAYS

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (44:51 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

21 thoughts on “Cerveja Eisenbahn Orgânica – Beercast 128

  1. André Frank

    Fala pessoal,

    Muito bom o episódio. Sabe o cara que ouve desde o primeiro mas sempre atrasado e aí não comenta. Então, eis que consigo ouvir em tempo.
    Alguns comentários:
    A La Trappe puur é feita com ingredientes orgânicos, não sei se pode ser chamada de orgânica pelos entendedores, mas pra mim é afinal é uma La Trappe.
    O fermento utilizado para fazer pão é o fermento biológico e pode ser seco ou não. O Fleischmann não é seco.
    Anselmo, no ceasa tem algumas poucas barracas que vendem algumas coisas orgânicas, mas é muito pouco.
    Grande abraço e continuem com o ótimo trabalho.

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Verdade André, a Puur é feita com ingredientes orgânicos, mas também não sei se pode ser chamada de orgânica. Lá no Ceasa me deram a dica do Box 144, da Luciana. Disseram que vende orgânicos também no varejo. Abração!

      Reply
      1. Andre Frank

        Opa Anselmo,

        Não sei se ela vai no sábado ou no domingo, mas vou dar uma passada no box 144 pra ver. Valeu!

        Abração

        Reply
  2. Alessandro Ferreira Mateus

    Obrigado pelo abraço pessoal!

    Como disse, depois de 90 dias, graças a vocês tenho uma visão totalmente diferente correlação a cerveja. Impressionante como mudei o pensamento de que é melhor pagar o mesmo preço por uma cerveja boa do que um fardo de lata da cerveja da “Boa”.

    Aliado a isso, estou investindo em conhecimentos para conhecer tudo sobre cerveja, desde o plantio do malte até o efetivo gole para degustação.

    Dentre todos os episódios ouvidos, acho um que merece destaque é o de #72, que contou com a participação do Gustavo Renha, pois chama a atenção pelo fato de que independentemente do seu nível cultura, se você tiver curiosidade de conhecer o mundo cervejeiro, você consegue.

    Por derradeiro, deixo aqui a informação de quem for de BH e tiver interesse em aprofundar os conhecimentos cervejeiros, irá acontecer no dia 22/11, o curso de como fazer cerveja, ministrado pelo José Bento. Quem quiser maiores informações pode acessar http://loja.lamasbrewshop.com.br/cursos/como-fazer-cerveja-o-curso-belo-horizonte-mg.html (não é jaba, hahaha).

    Grande abraço a todos!!

    Alessandro Ferreira Mateus – Belo Horizonte
    @alessandroafm

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Alessandro,

      Ficamos felizes em receber mensagens deste tipo, além de conhecer, você esta buscando conhecimento!!!

      Agora vamos ficar no aguardo para provar suas cervejas…rs

      Abração,

      Gustavo Passi

      Reply
  3. Flavio Yokooji

    Legal a variação dos temas!
    Gosto bastante dessa orgânica da Eisenbahn. Acho mais “fresca” do que as pilsens não-orgânicas. Não sei é algo do meu psicológico por ser uma cerveja orgânica ou se realmente há diferença.

    Reply
  4. Mauro

    Fala pessoal!
    ainda tô ouvindo o podcast, mas já estou gostando muito! Rolava um certo desinteresse com essa cerveja na prateleira do mercado mas irei degustá-la em breve…
    Aproveitando que o tema foi tocado: vocês tem receita de pão de bagaço malte que recomendem?? Vou fazer uma brassagem no fds e já venho pensando em fazer um pão com o bagaço há tempos. (conheço essa http://www.grabenwasser.com.br/como-fazer-cerveja/apendice/pao-de-malte-malzbrot- mas recomendações de quem já comeu seria ótimo)

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Mauro,

      Vou pedir ao pessoal do Tchê a receita deles, vamos ver se eles soltam o segredo!

      Volto a postar assim que eu conseguir, o Anselmo também deve ter descobrimentos dele, vou avisar ele também.

      Abração,

      Reply
  5. Daniel Córdova

    Fala pessoal!
    Legal o programa orgânico. Já tivemos programa sem glúten e agora orgânico.
    Acho que já tomei essa Eisenbahn e curti. A Tap 4 também é bem boa, aliás, acho que não tem Schneider ruim.

    O fermento biológico usado para fazer pão nada mais é que levedura/fungo. A mesma usada para fazer cervejas ale (Saccharomyces cerevisiae). Até dá para fazer pão com levedura de cerveja e cerveja com fermento de pão, mas por serem cepas diferentes acho que não é o ideal.

    Também tenho feito pão em casa de vez em quando. É muito bom comer um pão de malte fresquinho e a casa fica com aquele aroma absurdo.

    Um dos motivos para o lúpulo só conseguir crescer entre as latitudes 35 e 55 é que ele precisa de pelo menos 16h de sol por dia na fase de crescimento. Claro que existem outros motivos (neve, frio, chuvas, etc), mas esse é um dos fatores mais importantes.

    Andei me decepcionando também com a Wals esses tempos. Provei a Hop Corn e quando vi o rótulo percebi os conservantes e estabilizantes presentes. Não sabia que na Session também tinha.
    Se eu tenho 2 cervejas na mão para comprar, só posso levar uma e uma delas tem esses aditivos químicos, sempre vou escolher a com menos “veneno”.

    Abraço!

    Reply
  6. Luquita da Cerveja

    Fala galera, mais um ótimo programa. Foi bem interessante saber ou melhor prestar atenção nesses rótulos de cerveja orgânica. Acredito que poucas pessoas param para observar tal detalhe.

    Nunca tomei essa Eisenbahn mas sem dúvida na próxima ida ao mercado irei comprar, até pq é de fácil acesso.

    A Honeydew pelo visto sempre foi orgânica mas como eu falei, nunca a gente prestou atenção neste detalhe.

    Enfim, este programa foi bem interessante, de fato diferente.

    Abraços

    Reply
  7. Fabrizio Guzzon

    Salve Galera!
    Ótimo programa, e ótima cerveja.
    Das vezes que provei a Eisenbahn orgânica eu sempre percebi um aroma um pouco mais rústico e fresco junto com o aroma de casca de pão… algo no estlo daquele “cheiro de chuva”… ou grama recem cortada…. algo levemente herbal e fresco.

    Um fato interessante é que a Eisenabhn orgânica saiu de linha por quase um ano…. em 2012 se não me engano, justamente para ajustar todos os seus fornecedores de insumos e continuar com o selo de qualidade de produto orgânico.

    E alem das cervejas que vocês citaram, nos EUA ainda temos a Bison Brewing que produz somente cervejas orgânicas, e a inglesa Scarecrow da carvejaria Wuchwood, como o site esta preparado para dar aquele suporte maroto a todos os leitores mais curiosos, seguem os links das degustações destas cervejas organicas:

    http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/boa-cerveja-feira-com-biologique/

    http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/boa-cerveja-feira-com-organic-ginger-bread/

    http://beercast.com.br/leia-o-rotulo/boa-cerveja-feira-com-scarecrow/

    Abç
    Guzzon

    Reply
    1. Gustavo Passi Post author

      Guzzon,

      Esse 1 ano que ficou fora de circulação, você sabe dizer se foi nesse período que ela trocou o rótulo de Natural por Orgânica?

      Lembro que no Tchê chegaram algumas unidades e no rótulo estava os dizeres Natural.

      Abração,

      Reply
      1. Fabrizio Guzzon

        Gustavo, se não me engano foi neste periodo mesmo.
        Antes a cerveja era chamada “Natural”, e eles optaram por partir para o “Organico” de vez para não ficar em cima do muro.

        Abç
        Guzzon

        Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*