Cerveja Eisenbahn Lust Especial de Ano Novo 2015 – Beercast 86

By | 31 de dezembro de 2014

Mais um ano novo chegando no Beercast, e neste episódio vamos brindar com uma cerveja 100% brasileira e também pioneira.

Confira o que achamos desta luxúria que desafiou até a Deus e receba nossos votos de feliz ano novo.

Cerveja Eisenbahn Lust

Cervejaria: Cervejaria Sudbrack / Eisenbahn
Estilo: Bière de Champagne / Bière Brut
Álcool (%): 11.5% ABV
Temperatura: 0-4 °C
Copo Ideal: Flauta
Preço Varejo: R$45,50 (375 ml)

botao-comprar-cerveja (utilize o cupom: BEERCAST para 15% de desconto!)

Links comentados durante o episódio:

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Download

Trilha Sonora

  • Pink Floyd – Young Lust
  • Pink Floyd – Another Brick in the Wall, Pt. 2
  • Pink Floyd – Comfortably Numb
  • Pink Floyd – Hey You
  • Pink Floyd – In The Flesh
  • Pink Floyd – Mother
  • Pink Floyd – One Of My Turns
  • Pink Floyd – The Show Must Go On
  • Pink Floyd – The Thin Ice

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (32:59 de duração) Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

18 thoughts on “Cerveja Eisenbahn Lust Especial de Ano Novo 2015 – Beercast 86

  1. Bruno Mateus

    Continuando minha longa maratona para alcançar os episódios mais recentes, uma parada estratégica para comentar esse episódio.

    Como foi citado no episódio, as Eisenbahn subiram bastante. Quando comecei a tomar cervas especiais, eu comecei por elas e não faz muito tempo não. Lembro que a weiss era menos de 4 reais e que depois passou a ser a única acima de 4 reais, acredito que era por vender mais. O preço era tão bom que mesmo quando eu ia caçar coisas diferentes sempre trazia uma dela, afinal para mim é a melhor deles.

    Só que os preços subiram bastante, hoje compro apenas quando aparece algumas promoções, porque 7 reais já é quase a metade do preço de algumas cervas que ainda não bebi.

    Enfim, semana santa agora estou indo para Floripa/Blumenau/Pomarode, espero tomar ótimas cervas lá e se der trazer uma Lust para mim.

    Abraços e parabéns pelo trabalho de vocês.

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Tem razão Bruno. E o preço continua subindo aqui em SP. É uma pena, pq a Eisenbahn sempre tiveram um ótimo custo benefício. Boa viagem e conta depois pra gente o que achou da Lust.

      Reply
  2. dri matsuda

    E ae pessoal do Beercast!
    Pra que esperar um ano para tomar a Prestige? O Ano Novo chinês já tá aí! 😛
    Parabéns pelo podcast e um ótimo 2015!

    Reply
  3. Daniel Córdova

    Fala pessoal! Feliz ano novo!! Muita saúde e cerveja pra todo mundo.
    Ouvi agora os dois últimos programas, agora to em dia novamente.
    Sobre a cerveja, ganhei de natal do meu irmão em 2013 e gostei dela.
    Não sabia que essa era feita em Rodeio. A fábrica da Eisenbahn mesmo fica em Blumenau e tem um pub com um janelão que dá pra ver o pessoal lá dentro trabalhando, bem legal.
    Valeu!
    Ah! E um abraço pro Renato! hahaha Quando vier pra SC avisa pra eu tentar aparecer lá na Festa Pomerana também!

    Reply
  4. Mário Coppini - Bier Hoff

    Fala Galera, como estão?!

    Mais um belo episódio.

    Fiquei confuso numa coisa, apenas. Eu sempre tive para mim (e seguindo o institucional da cervejaria) que a Eisenbahn Lust se pronuncia lUst e não lãst. Com isso, me leva a crer (baseado na grande tradição germanica da cervejaria) que se trata de Lust “Prazer” em alemão e não de luxúria o inglês. Vale uma pesquisa nesse sentido.
    Quanto ao estilo (Biere Brut) o Luquita já abordou. E quanto as outras cervejas do mesmo método, idem.

    Rica, questão de pronúncia:
    “Degorgeman” (De gor je mã). Eu aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaacho que é assim. Precisa dar uma olhada também.

    Um grande abraço a todos vcs e espero que o ano novo tenha sido incrível!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon

      Mario,

      É isso mesmo, a pronuncia é exatamente como se escreve “lust” e vem do alemão (prazer)
      Abç
      Guzzon

      Reply
  5. Luiz Felipe Maia

    Salve galera. Passando para desejar boas entradas para vcs que foram uma grata surpresa para mim em 2014.

    Que 2015 traga bons ventos, sucesso e muita cerveja.

    Escolhi uma tripel karmeliet (750ml) para brindar o ano novo. Além de ser uma das minhas favoritas ainda tiro uma onda com a rolha. Só não vou cometer o pecado desperdiçar. E vcs vão de que?

    Reply
    1. Renato Martins

      Brindou em alto estilo hein Luiz! Excelente cerveja!

      Eu fui mais singelo, fui de Eisenbahn 5. Boa representante das Amber…

      Desejo muita comemoração e cervejas boas pra você em 2015!!!

      Abração!

      Reply
  6. Luquita da Cerveja

    Fala pessoal, ótimo programa e boa sintonia com os colunistas heim rs.

    Teve coisas ditas no programa que eu acabei não falando e ficou bem diferente em termos gerais, completando realmente.

    Mas canelada a parta não é Cálice mas sim Flute. Rs…

    Concordo com o Renato em relação da Lust parecer mais com cerveja e eu gosto mais da normal do que a Perstige, isso eu já disse antes mas não foi com a mesma referência que o Rica citou.

    A questão do nome de estilo, que o Anselmo me perguntou na coluna, um amigo meu me esclareceu de forma lógica. A cerveja não pode chamar Bière de Champagne se não for feito na região de Champagne, assim como acontece com o espumante.

    Já diz a famosa frase: “Todo champagne é espumante, mas nem todo espumante é champagne.”

    http://bloginvinoveritas.com.br/2011/12/champangne-prosecco-cava-ou-espumante/

    http://www.adegadovinho.com.br/artigo.php?recordID=53&artigo=Diferen%C3%A7a%20entre%20Champanhe,%20Espumante%20e%20Prosecco

    Ainda acredito que a base seja diferente entre a Lust e a Deus, foi comentado em aula no ICB mas não me lembro qual foi o veredito ou se é uma questão de levedura.

    As Cidras boas são as Irlandesas ou as Espanholas (Cidra Asturiana) que realmente são fermentados de maças descentes.

    Faltou falar da Brut da Morada Etílica que fez com uma base inédita. A cerveja da Weihenstephaner com a Sam Adams é a Infinium e não Infinito. Rs…

    A questão de preço necessita ser analisado, pois a Brahma e Skol custavam em torno de R$1,25 algum tempo atrás e agora custam R$2,50, se comparar é a mesma questão da Eisenbahn.

    Bom é isso, tenham uma boa virada de ano e não desperdicem cerveja!

    Reply
  7. Flávio Yokooji

    Pessoal, feliz 2015! Que venham muitos episódios de beercast pela frente.
    Comentei que abriria a Double Vienna Brut no Natal, mas acabei postergando para a virada do ano. Uma cerveja que também é produzida pelo método de champnoise, mas acabaram não comentando. Creio que devido à novidade.
    A trilha sonora deste cast estava demais!

    Reply
  8. David Redmerski Júnior

    Tem mais uma cerveja brasileira no estilo brut. Feita pela Morada Cia Etílica, do André Junqueira.
    Uilizaram a Double Vienna como cerveja base, então pela primeira vez no mundo, é lançada uma cerveja brut que tem como base uma cerveja lupulada. O resultado? Ficou muito boa, eu curti, não sei se vcs conseguem encontrar nos empórios por aí, mas aqui não é tão difícil.

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Valeu pela dica David. Bem interessante, vamos procurar por aqui! Não é muito fácil achar as cervejas da Morada. Uma ótima passagem de ano para você!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*