Cerveja da Banda AC/DC – Beercast 106

By | 20 de maio de 2015
Cerveja da Banda AC/DC – Beercast 106

Cerveja da Banda AC/DC – Beercast 106

Para o episódio de hoje, Gustavo Passi escolheu a cerveja da banda AC/DC, vamos ver o que essa lata sensacional tem a nos oferecer de sabor e rock’n roll.

Confira o que achamos desta cerveja em nosso bate-papo.

Cerveja da banda AC/DC

Cervejaria: Karlsberg Brauerei
Estilo: German Pilsner
Álcool (%): 5% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Copo Ideal: Pilsner
Preço Varejo: R$20,99 (568 ml)
Preço com nosso cupom: R$17,84 (568 ml)

botao-comprar-cerveja (utilize o cupom: BEERCAST para 15% de desconto!)

Links comentados durante o episódio:

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Links comentados BeerNews e leitura de e-mails:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • ACDC – Back In Black
  • ACDC – For Those About To Rock (We Salute You)
  • ACDC – Hells Bells
  • ACDC – Highway To Hell
  • ACDC – If You Want Blood (You’ve Got It)
  • ACDC – Jailbreak
  • ACDC – Rock ‘n Roll Train
  • ACDC – T.N.T
  • ACDC – The Jack
  • ACDC – Thunderstruck
  • ACDC – You Shook me All Night Long

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (42:33 de duração) Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

21 thoughts on “Cerveja da Banda AC/DC – Beercast 106

  1. Claudio

    Desculpe pelo termo galera, mas AC/DC É DOOO KARALHOOOOOOOOOOO !!!
    KRL parabéns pelo pod ficou massa pacas. Vocês combinaram duas coisas muito F.O.D.A da vida: um bom rocking roll e Goró (só faltou umas pepekas pra ficar perfeito)
    HUAHUAHHUAHUAHUAHUHAUHAUHUA.

    Reply
  2. Flavio Yokooji

    Erba! Estava viajando e agora que voltei, vim comentar.
    Muito legal ter participado do episódio de aniversário! Tenho que agradecer o Renato pela edição que cortou as besteiras que falei e meus vícios de linguagem… rs. Preciso saber um modo de mandar/ entregar as cervejas que fiz para vocês. Talvez, seja melhor entregar ao Anselmo que também mora na ZO.
    Quanto ao episódio do AC/DC, o Angus Yong está mal de saúde. e não tem participado dos shows. Pelo jeito, o problema é grave e irreversível.

    Reply
  3. Fabrizio Guzzon

    Save Galera!
    Ótimo programa e otima trilha sonoro.
    Se o Anselmo esta triste por que não viu o AC/DC, se prepare, pois tudo indica que eles virão para o Brasil no final deste ano.
    E sobre o Monster que vocês citaram, foi um show fantástico… pena que o Motorhead que vocês tanto falaram acabaram não tocando… rsrs…. o Lemmy tava muito zoado e não subiu ao palco, vimos uma jam entre o Sepultura e o restante do Motorhead.
    A breja eu não provei, sempre achei o valor de desembolso muito alto para uma breja “padrão”…
    Eu já acho que o keg deles com um design ainda mais bacana.. é uma lata gigante.

    Abç
    Guzzon

    Reply
      1. Fabrizio Guzzon

        Renato, pode apostar que neste show eu vou… eu perdi a apresentação deles em 2009 e não vou perder a chance de assistir novamente estes caras.
        Abç
        Guzzon

        Reply
  4. Joao

    Muito bom esse episódio que teve Rock n roll como tema secundário.
    Não gostei dessa cerveja, me decepcionou. Mas achei a lata fantastica e guardei as duas que comprei, dou 3 tampinhas só por causa da lata que é linda.
    1 – Esse lance de perder quilos fazendo atividade física é pq a pessoa perde agua, qndo ela bebe recupera o peso todo, mas 7 quilos acho que é muito heim? Tem que ver isso ae.
    2 – Lemmy passou mal e nao tocou no show em sao paulo do monster of rock =( e eu acho qele tomava era Jack Daniels com Coca-cola, agora só Jack mesmo pq cocacola tem muita açucar.
    3 – Lei de puresa do Rock n Roll foi fantástico comentário! Eu ri muito
    4 – METALLICA é melhor banda do planeta! nao falem mal =/

    Reply
    1. Renato Martins

      HAhaha João, eu já fui em varios show do Metallica e iria novamente, também gosto pacaraca!

      Também achei babela perder 7 kilos… Gustavo perdeu minha credibilidade! kkkk

      Abração!

      Reply
  5. Luquita da Cerveja

    Fala pessoal, sensacional a trilha heim rs… mas a melhor parte foi a censurada que o Renato deu na hora de dar as referências para o próximo encontro da Confraria! Rs…

    Alias obrigado mais uma vez por compartilhar isso com os ouvintes e no Barley vai rolar Double Chope de Colorado Indica.

    Falando da cerveja, tomei ela em 2013 na Alemanha. Quando vi a latona fiquei muito empolgado pra tomar, cerveja de banda só tinha a do Sepultura e ai eu encontrar do AC/DC foi foda. A princípio desanimei pq só achava a cerveja vendida junto com o álbum que tem a capa igual, era lançamento simultâneo, e era muito caro… se não me engano uns 17 Euros.

    Mas no final das contas achei só a cerveja, num mercado só de bebidas (cervejas) e mesmo assim foi uma das mais caras. O pior de tudo que achei essa cerveja uma bosta rs… o álcool sobressaiu muito e realmente não achei ela com cara de German Pilsner, ta mais pra Malt Liquor.

    Enfim, valeu a pena só pra ter a lata mesmo.

    Sobre o manifesto do rock, eu também já procurei muito e lembro de ter achado um referência num site argentino que fala sobre mas já não me lembro o que era.

    Mas pesquisando hoje descobri que há uma falha na interpretação sobre o Manifesto de ’73 pois não é um manifesto daquele ano mas sim criado em 2013 em referência a música High Voltage da banda AC/DC que data daquele ano.

    http://www.acdcbrasil.net/blog/vocalista-do-pantera-recita-manifesto-do-rock-com-acdc/

    Então é isso, um abraço!

    Reply
  6. Vinicius Rodrigues

    AC/DC que é uma banda foda bagarai mas decepcionou tirando as músicas do Spotify.

    Essa cerveja foi a bônus track do workshop que fiz com o Celso. De última hora ele conseguiu algumas latas assim que tinham chegado no Brasil e pudemos experimentar.
    Acho que é sim uma boa representante do estilo, cerveja pra tomar no caneco de monte. O que atrapalha é o preço mesmo.
    Na foto que tenho dela no Facebook até que formou uma espuma legal, mas depois de um tempo some mesmo.

    E sem desculpas pra não ir no encontro Anselmo. É perto da sua casa e o jogo do Parmera é domingo.

    Abraço galera, valeu por divulgar o encontro, sucesso pra vocês.

    Reply
    1. Renato Martins

      Aeee Vinicius! O Celso é gente boa demais e manja muito de cerveja!

      Nessa vez não conseguirei ir no encontro… de novo! Espero conseguir na próxima.

      Abs!

      Reply
  7. Daniel Córdova

    E aí galera, tudo certo?
    Ótimo programa, bem rock’n’roll!

    Sou meio chato com a “lei de pureza do rock”, mas tento me policiar. Mesmo assim nunca mais escutei Metallica depois da bosta do St. Anger, estou há anos defasado em Iron Maiden e desde que o Mike Portnoy (batera) saiu do Dream Theater não tem sido a mesma coisa. Quantos problemas! hahaha

    Essa cerveja nunca tomei, talvez pelo preço, talvez pelo preconceito que tenho com cervejas de banda. Não sei por que, mas não me chamam atenção. Minha impressão é que esses rótulos são um golpe de marketing pra encarecer a cerveja botando o nome da banda na frente. Apesar que a Colorado Titãs achei bem gostosa.
    Mas se alguém tiver bons argumentos posso repensar minha opinião 😛

    Ah! E sobre revisitar estilos de cerveja depois de um tempo, tenho passado por isso com meu gosto musical ultimamente. Quando tinha meus 15, 18 anos ouvia muito metal: Helloween, Blind Guardian, Angra, Iron Maiden… Depois fui mudando, aprimorando meu gosto e curtindo mais Foo Fighters, blues e até coisas mais leves tipo John Mayer. Agora estou redescobrindo aquelas bandas novamente com os discos mais recentes do Helloween, do Blind Guardian e mesmo bandas mais novas como Red Fang e Truckfighters (que ando viciado).

    Aos poucos também estou voltando pras pilsners. Esse último fim de semana comprei uma Black Princess Gold e gostei. Compraria novamente, não fosse pelos conservantes e antioxidantes que eles põem na cerveja. Isso pra mim estraga tudo.

    Abraço!

    Reply
    1. Renato Martins

      Achei o St. Anger uma bosta pra falar a verdade… kkkk mas não vejo problema nenhum com todos os outros álbuns do Metallica. Sobre o DT tb concordo que depois que o Portnoy saiu perdeu bastante o encanto pra mim… não tenho mais acompanhado os ultimos trabalhos.

      Agora, sobre cerveja: pode ser qq estilo, acho que sempre é vem vinda e é sempre ótimo revisitar né Daniel.

      Abração!

      Reply
    2. Joao

      Cara, nada a ver parar de ouvir uma banda que ela gravou um disco ruim. St. Anger do Metallica é muito ruim mesmo. mas eu nao deixei de gostar dos primeiros. E o Death Magnetic é muito bom

      Reply
      1. Daniel Córdova

        João, também não deixei de gostar dos primeiros, mas depois de St. Anger eu deixei de acompanhar a banda. Não deixei de gostar dela, mas não ouvi as coisas mais recentes.

        Reply
  8. Thallis Machado

    Pessoal, eu não sei os preços pq ainda não tive a chance de parar pra ir beber lá, mas sempre passo na frente no caminho para a faculdade, então da pra ver as geladeiras cheias de cervejas! Aliás, fica no número 2550 da avenida Goiás, num canto bem escondido, mas acredito que vale a pena ir conhecer.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*