Cerveja Coruja Labareda Wander Wildner – Beercast #60

By | 2 de julho de 2014
Cerveja Coruja Labareda Wander Wildner – Beercast #60

Cerveja Coruja Labareda Wander Wildner – Beercast #60

Finalmente um programa com um toque apimentado, voltamos para o Rio Grande do Sul para provar mais um coruja e desta vez uma com fogo no rabo e com o Wander Wildner também sem o dentes.

Confira o que achamos desta cerveja que o Renato harmonizou com churros e que o Rica ficou super empolgadinho com a picância.

Cerveja Coruja Labareda

Cervejaria: Coruja
Estilo: Keller/Zwickel
Álcool (%): 6.7% ABV
Temperatura: 0-4 °C
Copo Ideal: Caneca
Preço Varejo: R$19,90 (300ml)

botao-comprar-cerveja
 (utilize o cupom: BEERCAST para 15% de desconto!)

Links comentados durante o episódio:

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Links comentados BeerNews e leitura de emails:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Os Replicantes – Astronauta
  • Os Replicantes – Boy do Subterrâneo
  • Os Replicantes – Festa Punk
  • Os Replicantes – Motel da Esquina
  • Os Replicantes – Nicotina
  • Os Replicantes – Surfista Calhorda
  • Wander Wildner – A Palo Seco
  • Wander Wildner – As Coisas Mudam
  • Wander Wildner – Bebendo Vinho
  • Wander Wildner – Mantra as Possibilidades
  • Wander Wildner – Mares de Cerveja
  • Wander Wildner – Quase Um Alcoolatra
  • Wander Wildner – Tenho Uma Camiseta Escrita Eu Te Amo

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (38:00 de duração) Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

43 thoughts on “Cerveja Coruja Labareda Wander Wildner – Beercast #60

  1. Pingback: Cerveja Coruja Doppelbock Coice – Beercast #199 - Beercast Brasil

  2. Luiz Felipe Maia

    Achei que teríamos uma entrevista com o wander, mas me contentei com o alo do Romário.

    Reply
  3. Fabrizio Guzzon

    Salve pessoal!
    Ótimo programa sobre a labareda! Ainda não provei, mas esta na minha lista.
    Em um momento do programa vocês falam que a cervejaria só produz lagers e depois falam que são cervejas do estilo alemão, então… dentro da escola alemã a maioria são lagers, mas tambem temos ales. Creio que o correto seria dizer que a Coruja (assim como a Bamberg) fazem cervejas da escola alemã.
    Sobre o hamburguer caseiro, uma dica, substituam a sopa de cebola por farinha de aveia para dar a liga. E usem cebola, alho, pimenta, bacon e curry para temperar, a farinha de aveia deixa a “massa” bem mais leve.
    E agora misturando o tema de pimenta com hamburguer uma curiosidade… tem um lanche vendido em San Antonio, EUA chamado “Four Horseman”, uma referencia aos 4 cavaleiros do apocalipse, pois o lanche leva 4 tipos de pimenta.
    Tendo como base que o molho tabasco tem cerca de 3500 SHU, o lanche tem as seguintes pimentas:
    Jalapeños: 5.000 SHU
    Molho de Habanero: 8.000 SHU
    Pimenta Serrana: 18.000 SHU
    Ghost Chiles: + de 500.000 SHU

    Rica, topa este lanche?
    Abç
    Guzzon

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Excelente como sempre, Guzzon!

      Está correto. Acho que é isso que queríamos falar mesmo: Coruja e Bamberg são cervejarias que procuram seguir a Escola Alemã.
      Fiquei com água na boca (sim! ultimamente estou muito fominha!) de vc falar desse hambúrger aí! hehe.
      E, é claro que eu toparia encarar o “Four Horseman” de San Antonio! hehehe…
      Com uma boa cerva, é claro!
      Vou até tentar uma versão tupiniquim!
      Abração!!

      Reply
        1. Ricardo Shimoishi

          Ah! Eu quero muito fazer, mas como minha habilidades culinárias são limitadas, vou ter de planejar com calma… hahaha…
          Não vai ser tão já não.
          Mas quando vc fizer posta sim!

          Abração!

          Reply
    2. Luquita da Galera

      Guzzon vou fazer esse lanche em casa malandro, deve ser bom demais!

      Lembrando que a Ghost (Bhut Jolokia) já foi a mais ardida do mundo e tem uma média de 1 milhão!

      Reply
      1. Guzzon

        Eu sabia que a Ghost é muito ardida, mas não achei ela na tabela Scoville que eu tenho, mas sabia que era pra cima de 500.000 SHU. No programa “Man vs Food” que ele come esse hamburguer ele usa luvas, e depois do primeiro 25% do lanche o cara já estava suando horrores.. rsrs
        Abç
        Guzzon

        Reply
        1. Lucas Zurwellen

          As pimentas mais ardidas necessitam de manuseio de luva mesmo quando In Natura. Pois como menciono na minha resposta a toxina está toda na casca!

          Reply
  4. Daniel Córdova

    Ae pessoal, to voltando de novo aqui pra deixar um comentário com mais sustância hehe

    Primeiramente, vou descarregar: AE PORRAAAA!!! FALARAM MEU NOME EM 2 DOS ÚLTIMOS 3 EPISÓDIOS!!! hahaha Vocês são foda, acho muito massa essa interação que vocês fazem com todos.

    Sobre o episódio da Palta, que ouvi na última 6a feira (estava meio atrasado até ontem quando ouvi os dois últimos), achei muito legal diferenciar o conceito de fábrica e cervejaria. Me deu várias ideias pros meus projetos futuros (será que é muito difícil conseguir um MAPA?).

    No episódio do IPA Day dei muita risada com a história do urso da Colorado. E digam pro Rafael que Floripa também merece uma festa cervejeira!!! Vamos acabar com essa ponte Porto Alegre/Curitiba que passa por cima de nós aqui e nem dá um tchauzinho hehe.
    Infelizmente não consegui participar da promoção. Mas mesmo que tivesse ganho, não teria como ir pra Ribeirão Preto. A grana foi-se toda em cerveja já =P

    Por fim, nesse último Beercast, por mais que sejam legais as entrevistas e façam a gente conhecer um pouco mais do mundo cervejeiro, nada como estar só entre amigos né? Dei muita risada nesse episódio e percebi vocês mais soltos e com menos responsabilidade de fazer o convidado se sentir bem, entrevistá-lo ou o que fosse. Só os parceiros dando risada, falando do “retogosto”, etc. Muito bom, gosto dessa mescla de estilos. Faz com que não fique repetitivo.
    Dessas séries da Coruja acho que só tomei essa Labareda mesmo. Lembro de ter sentido um apimentado, mas nada demais. Estou com uma ideia de fazer uma cerveja com as pimentas Jalapeño que planto em casa. Só não defini o estilo ainda. Sugestões?

    Comentário grande, mas espero que tenham gostado.

    Abraço galera!

    Reply
    1. Renato Martins

      Ta ai Daniel, eu adoro fazer episódios com convidados, mas acho que os que fazemos sozinhos também são muito legais, conseguimos focar mais na cerveja e informações diferentes… pode deixar que vamos falar pro Rafa providenciar um evento em SC….heheh

      Abração!!!

      Reply
    2. Ricardo Shimoishi

      Boa, Daniel!!

      A gente sabe que o Paraná tem um acordo com o Ministério da Agricultura que facilita a emissão dos MAPAS. Em SC não sei se existe uma facilidade. Mas deveria: Pô! Tb tem excelentes cervejas Catarinenses! E devemos incentivar quem faz cerveja boa!
      Como vc disse: entrevistar personalidades ajuda a gente (e não só vcs) a enriquecer nosso conhecimento cervejístico. E é muuito legal. Mas tb gosto de, de vez em quando, ficar batendo papo só com os “paiaços”… hehe. Clima de bar total!
      Quer uma sugestão de cerveja prá colocar pimenta?
      Pense num estilo que ninguém faria isso. E teria um produto completamente novo.
      Que tal, heim?!

      Abração!

      Reply
      1. Daniel Córdova

        Boa sugestão, Ricardo. Vou pensar com carinho no assunto =)
        Sobre o MAPA, também não sei como é aqui em SC. Quando souber compartilho aí com o pessoal.

        Renato, sempre bom ter mais eventos aqui em SC, mas também não posso reclamar muito porque em Blumenau já temos dois ótimos eventos anuais de cerveja com a Oktober e o Festival Brasileiro hehe

        Valeu pessoal, grande abraço!

        Reply
  5. Lucas Zurwellen

    Fala pessoal, acho que já fizeram o programa pensando no meu feedback né hahahaha…

    Eu já tomei essa Labareda mas como sou um apreciador de pimenta eu realmente achei ela muito fraquinha, como todas as outras de pimenta do mercado que tomei até hoje.

    Sinceramente não sei qual é o problema da cerveja pode arder? Tem que fazer cerveja pra quem gosta de pimenta, só lembrar dela não faz sentido pra mim! Rs…

    Aquela artesanal que vocês tomaram agora está mais redonda, com 50% a menos de pimenta e no aroma um mel bem evidente, você só vai sentir arder depois do gole!

    A propósito Keller tem o significado mais para Porão do que para Adega em alemão. Na vdd lá como os porões já bem gelados se guarda de tudo por lá, como fosse uma câmara fria.

    Na escala Scoville – SHU o que seria 0 é a pimenta Biquinho (alias ótimo aperitivo para a cerveja), o pimentão tem algo entre 0 e 5 se não me engano.

    A Jalapeño tem entre 5.000 – 15.000 SHU e o Tabasco com 30.000 – 50.000 SHU! Atualmente a comercial mais forte é a Trinidad Scorpion com 2 Milhões de SHU.

    A Carolina Reaper é atualmente a mais forte com 2,5 Milhões de SHU.

    A escala mostra na verdade a média, isto é o grau de ardência que permanece por mais tempo, mas o grau máximo pode variar pra muito mais. A Trinidad por exemplo tem um pico de 2.5 mi e a Carolina um pico de 3 mi.

    Enquanto 16bi é Capsaicina pura e ao contrário do que se imagina a substância que faz arder não está na semente mas sua concentração maior é na casca!

    Wasabi e Mostarda ardem no nariz e por isso não entram nessa categoria!

    No demais eu preciso de uma Eisbock bem alcoólica pra fazer pimenta na cerveja!

    Abraços

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Falaaa, Luquita!
      hahaha… Olha a soberba do cara:
      “acho que já fizeram o programa pensando no meu feedback né hahahaha…”
      Vou te falar, viu?! rsrsrs…
      Mas voltando às vaca frias, acho que a Pimenta Biquinho (q eu tb adoro) tem mais ardência do que Pimentão, não é não??
      Mas falando daquela artesanal fiquei com vontade de experimentar pra ver a evolução da danada!

      Forte abraço!

      Reply
      1. Fabrizio Guzzon

        Pelo que entendi… o Lucas tem que levar essa cerveja no próximo encontro… rsrs… eu tbm quero ver a evolução da cerveja, já achei bem saborosa da ultima vez, se ficou melhor quero ver.
        Abç
        Guzzon

        Reply
      2. Luquita da Galera

        Não é soberba mas fui citado é pq já pensaram na resposta rs… eu acho!

        Então a Biquinho só arde de leve dependendo do tipo de conversa que se faz mas ela pura e no vinagre tem absolutamente nd de ardência!

        Guzzon e Rica, fiquem tranquilos no próximo encontro teremos cerveja de Pimenta então!

        Reply
  6. Leonardo

    Pena que não temos acesso a dessas brejas por aqui, só comprando na net, ai fica difícil arriscar. Imagino que ficaria boa com uma moqueca bem temperada.

    Em tempo, obrigado pelo premiação, agora é me virar pra andar mais de 1500km, kkkk.

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Aí, Leo!

      Sim, sim! Acho q cairia bem com moqueca de peixe!
      Deu até água na boca agora… 🙂

      E quanto ao prêmio… Ah, coitado! hahaha…
      Se vira nos trinta e venha conhecer nossa equipe lá!
      Parabéns !

      Abração!

      Reply
  7. Flávio Yokooji

    Fala pessoal do Beercast!
    Das cervejas que têm pimenta, achei essa a mais equilibrada. Deveria ter nesses restaurantes tex-mex mesmo. Só um toque (não chega a ser garrafada): Si Señor, El Kabong e outros restaurantes que citaram, não são mexicanos. O estilo da comida deles é tex-mex. Comida mexicana for real é outra pegada – que eu não curto.
    Minha presença no IPA day está confirmada! Não vou com a caravana, mas nos encontramos lá.

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Fala, Flávio!

      Caramba, e eu nem conhecia esse termo: Tex-Mex! Mas acho q faz sentido sim. Uma comida mexicana “americanizada”. Ou melhor: “texanizada”. Pq essa comida não tem nada de muito estranho. É fácil de saborear.
      Comida tradicional mexicana realmente deve ser um pouco diferente. Vc sabe que restaurante faz o estilo tradicional mexicano? Agora fiquei curioso!
      Boa! Muita IPA prá nóis!

      Abraços!

      Reply
  8. Vinicius Rodrigues

    Fazia tempo que não era uma cerveja que já tinha tomado… Embora a Vixnu eu tomei e acabei não falando dela no comentário lol

    A labareda eu tomei uma vez no fim da noite… Inclusive direto na garrafa… Por aí vocês já imaginam que eu não lembro muita coisa. Mas a tal da picância eu lembro que ficou um bom tempo. Não foi fácil terminar a garrafa.
    Inclusive foi o mesmo dia que experimentei outros rótulos da coruja pela primeira vez, num bar, que na ocasião era novo, perto do metrô parada inglesa.

    Aeee manoooo ganhei o kit da palta…
    Ainda não chegou… Só pq o cep é ruim pessoal ficou com medo de extraviar e não mandou kkk
    Zuera, espero que chegue nos próximos dias.

    Agora um segundo pra pegar fôlego e…

    AEEEE CARAAAAI
    Ganhei o ingresso pro IPA Day
    Próxima vida o cacete, eu vou nessa parada.
    E põe outro concurso ae… Se eu não ganhar pelo menos vou dar trabalho kkkk
    Quase chorei de emoção no trabalho, tremia de excitação.
    Provei que até quem tem um QI abaixo de 50 pode atingir seus objetivos, você que tá lendo isso, não desista dos seus sonhos
    Hauahauhauaha
    GANHEI sapoha #vaiterummontedecopa

    Chupa mundo, chupa FIFA, chupa Anselmo…
    Não, Anselmo não que ele me zoa no programa depois kkk

    Grande abraço galera. Programa excelente.

    Reply
      1. Vinicius Rodrigues

        quem foi que criou essa cota? Independente de quem foi, tem meu voto esse ano.

        No IPA day eu preciso é de um segundo fígado. Pro inferno com o baço kkkk

        Reply
  9. Leandro Oliveira

    Sensacional o episódio dessa semana, deu água na boca de tanto o pessoal falar de comida mexicana. E realmente essa cerveja vai muito com mais pimenta ainda.
    Outra cerveja com pimenta interessante é a Barco Hot Lager, que apesar de ser bem leve tem uma picância bem legal.
    Só uma garrafada seria sobre as cervejas da Coruja e da Bamberg : elas fazem cervejas Ale sim! Os estilos Weizen e Weizenbock fazem parte da família Ale. E diga-se de passagem são estilos sensacionais!
    Parabéns pelo o episódio e boas cervejas lagers e ales para todos.
    Um abraço!

    Reply
  10. Derly de Lana Cordeiro

    Caraca muito bom!

    Já tive a oportunidade de tomar essa breja, mas vou confessar que amarelei. Preferi experimentar a Baca e não me arrependi em nada.
    Eu tenho uma pergunta para o monge, Monge você esta endemoniado? Pq essa voz ta mais para vocalista de black metal do que de monge, hauhauhauhauhau!

    Um abraço e já no aguardo do próximo cast.

    Reply
    1. Anselmo Mendo

      Derly. Essa breja é suave. A melhor com pimenta que já experimentei. E olha só, já vou adiantar que o monge deu pulinhos de alegria com tua pergunta.

      Reply
  11. Luís Loureiro

    Ó eu aparecendo por aqui de novo!
    Só pq o tempo passou e eu não consegui comentar no último episódio, não significa que eu esqueci de vocês!
    Tô doido pra ouvir esse episódio logo(vai ser na hora do almoço pra vocês me acompanharem) pra entender o motivo do Rica ter ficado TÃO empolgado com a picância! hahahahah
    Grande abraço nobre gente brasileira! Só vocês mesmo pra me dar algum entretenimento nesse dia sem jogo da Copa! Esses malditos viciaram a gente em bons jogos!

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Fala Luís!!

      Na verdade os caras ficam felizes com a Picância e ficam jogando a culpa em mim… 🙂
      Achei a proposta da cerveja interessante e bacana pra beber algo diferente sem assustar demais. Desde, é claro, que vc goste de pimenta.

      Abração!!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*