Cerveja Corleone com Alex Iunes e Pink Boots – Beercast 127

By | 14 de outubro de 2015

cerveja-corleone-com-alex-iunes-pink-boots-podcast-de-cerveja-beercast-temp03-ep-127

Bate papo divertido com a Alex Iunes, Cerveja Las Mafiosas Corleone e Pink Boots Society.

Confira como foi esse encontro.

Cerveja Las Mafiosas Corleone

Cervejaria: Cervejaria Backer
Estilo: Irish Red Ale
Álcool (%): 7.7% ABV
Temperatura: 8-12 °C
Copo Ideal: Pint
Preço Varejo: R$21,99 (355 ml)
Preço com nosso cupom 15%: R$18,70 (355 ml)

botao-comprar-cerveja

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Links comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Motorhead – Steal Your Face
  • Motorhead – Overkill
  • Motorhead – Please Don’t Touch
  • Motorhead – Motorhead
  • Motorhead – Jailbait
  • Motorhead – Too Late, Too Late
  • Motorhead – Killed By Death
  • Motorhead – Louie, Louie
  • Motorhead – Iron Fist
  • Motorhead – No Class
  • Motorhead – Iron Horse
  • Motorhead – Metropolis
  • Motorhead – Ace Of Spaces

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (47:37 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

19 thoughts on “Cerveja Corleone com Alex Iunes e Pink Boots – Beercast 127

  1. André Paiva (Itajubeer)

    Eu sempre fui apaixonado pelas cervejas da Bäker, mas estas Las Mafiosas são ainda melhores do que todas (incluindo as Três Lobos). E a Corleone é minha preferida. Ainda bem que conseguiram tomá-la depois do episódio. Pra mim são 4,5 tampinhas. Melhor ainda tomá-las em Minas Gerais, que saem bem mais baratas e se encontra no supermercado.

    Reply
    1. André Paiva (Itajubeer)

      Em tempo, já divulguei o Pink Boots Society para todas colegas que trabalham com cerveja também. Muitas não conheciam.

      Reply
    2. Ricardo Shimoishi

      Aí, André!

      A Corleone realmente ficou show de bola. Tb já estou com as outras da Linha Las Mafiosas e vou experimentá-las em breve.
      Como dissemos, com o aumento do número de amigos em Belo Horizonte, a gente ir à Minas é cada mais imperativo.

      Forte Abraço!

      Reply
  2. Luquita da Cerveja

    Fala galera, sensacional o programa. Inovaram, falando de uma breja sem tomar ela. Rs…

    Eu sempre fiquei na dúvida de beber ou não essas cervejas mas depois do programa não tenho mais essa questão em mente, ta na lista.

    Gostei muito da iniciativa das Pink Boots, é bem legal essa união mundial! Precisa realmente ser mais e mais divulgada para que tenha mais adeptas.

    Parabéns pela entrevista e que venham mais mulheres.

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Fala Luquita!

      hehe… Cada coisa q acontece com a gente…
      Realmente todo grupo precisa se unir para buscar objetivos em comum.

      Acho que a Pink Boots está no caminho certo e vai ajudar as mulheres a firmar sua presença no mercado cervejeiro.

      Forte Abraço!

      Reply
  3. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!
    A Corleone é a única da série mafiosas que eu não provei, assim como vocês… rsrsrs…. mas se manter a qualidade da Tommy Gun e da Diabolique tenho certeza que deve ser uma ótima cerveja.

    Não conhecia a Pink Boot Society, mas achei uma iniciativa muito bacana. Uma maneira de fortalecer a presença das mulheres no mercado cervejeiro, que querendo ou não é permeado por um certo machismo.

    Por sinal, seguindo a linha do programa desta semana vocês podem gravar sobre qualquer cerveja agora… rsrsrs

    Abç
    Guzzon

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      kkkkkk…

      Não deu pra colocar no programa, mas a cerveja chegou e a gente experimentou sim.
      hehe…
      Muito boa. A Alex comentou e eu concordo que é muito mais uma Black American IPA do que uma Irish Red Ale.
      É uma cerveja que nem tem o q a gente falar. É realmente muito especial.

      E acho que vc tem razão, Guzzon: Agora a gente pode fazer episódio de qualquer cerveja do mundo!!

      kkkkk…

      Abração!!

      Reply
  4. Flavio Yokooji

    Tem “degustação às cegas” e vocês acabaram de inventar o “degustação sem cervas”! Rs.
    Muito bom episódio. Realmente, há muita mulher competente nesse meio cervejeiro, mas falta mais mulheres. Apoio o Pink Boots Society. Espero que um dia eu não escute mais “cerveja de mulher é cerveja docinha” – sei que essa não é a maior preocupação do grupo, mas mostra que existe bastante machismo.

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      hahahaha…
      Eu “se” divirto com esses caras!

      De fato o machismo é inegável no meio cervejeiro. Mas (posso estar enganado) me parece que realmente a maior das das mulheres gostam mais de cervejas docinhas… Ok, ok! Que venham as pedras!
      Mas tb conheço um monte de homens que gostam de cervejas nesse estilo.
      Outro dia postei a Liefmann´s no untappd (e FB) e muita gente veio falar que gostam dela.
      Talvez o preconceito não seja contra as mulheres mas contra as “docinhas”…

      Será?

      Abração!

      Reply
      1. Flavio Yokooji

        Rica, realmente, a maioria dos homens e mulheres gostam de bebidas doces. A questão é que enfatizam como bebida doce como “bebida de mulher”. A minha teoria sobre esse fato é que muitas mulheres não foram educadas/ treinadas para bebidas com alto amargor. Já muitos homens tiveram que seguir aquela frase (machista) de que “bebida forte é coisa de macho”. Resumindo: Maioria das mulheres gostam de bebida doce não por uma questão fisiológica, mas por falta de oportunidade/ treinamento/ educação de paladar que muitos homens (nem todos) foram obrigados a passar para “provar que é homem”. Viajei? É possível! Rs

        Reply
        1. Ricardo Shimoishi

          kkkkkk…
          Sua teoria é bem… “tendenciosa”. Mas acho que pode fazer sentido: Agora que vc falou, lembrei que nos meus tempos de balada, era feio pedir bebida doce. Todos os caras nos olhavam com cara de reprovação…
          hahaha…

          Eita sociedade repressora!

          🙂

          Reply
  5. Alessandro Mateus

    Manda uma abraço ai pra mim cambada!! Depois de 3 meses consegui escutar todos os PodCast’s. Abraço!!

    Alessandro Ferreira
    Belo Horizonte/MG

    Reply
  6. Daniel Córdova

    Fala galera!

    Melhor programa sobre cerveja sem cerveja! hahaha
    Quando tava lendo o post e vi que o pessoal tinha dado 0 tampinhas e que só o Renato que deu nota cheguei a pensar que a cerveja estava estragada.

    Pena não terem conseguido provar a Corleone, mas de qualquer forma a entrevista com a Alex foi muito legal e interessante. Não conhecia a Pink Boots e apoio totalmente a iniciativa. É pela união que as coisas vão pra frente.

    Abraço!

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      hahaha…
      Até eu tomei um susto quando vi a minha nota da cerveja no blog…

      Tb gostei da iniciativa. Tenho certeza de que assim a causa cervejeira só tem a ganhar.

      Abração!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*