Cerveja Caseira for Dummies: Daniel Córdova – Beercast #229

Por | 11 de outubro de 2017
Cerveja Caseira for Dummies: Daniel Córdova – Beercast #229

Cerveja Caseira for Dummies: Daniel Córdova – Beercast #229

Direto de Floripa, recebemos o nosso medalhista olímpico: Daniel Cordóva.

Confira como foi esse bate-papo.

Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • Foo Fighters – Doll
  • Foo Fighters – Monkey Wrench
  • Foo Fighters – Hey, Johnny Park!
  • Foo Fighters – My Poor Brain
  • Foo Fighters – Wind Up
  • Foo Fighters – Up in Arms
  • Foo Fighters – My Hero
  • Foo Fighters – See You
  • Foo Fighters – Enough Space
  • Foo Fighters – February Stars
  • Foo Fighters – Everlong

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (42:51 de duração)

18 comentários para “Cerveja Caseira for Dummies: Daniel Córdova – Beercast #229

  1. Wilken Gandra

    FAla galera! Comecei a ouvir o cast recentemente justamente por ter que produzir uma Trippel pro meu tcc! E não é que surge o tema ?! Saberiam me dizer onde consigo materiais sobre as trippel?

    Responder
    1. Anselmo Mendo

      Wilken, tudo bem? Obrigado por acompanhar a gente. O Daniel e nós sempre recomendamos a filiação a Acerva local e a participação nos workshops e concursos. Dá pra aprender muito. Cursos e grupos nas redes sociais também ajudam. Vamos ver se o Daniel tem também mais alguma dica pra dar a você aqui. Abração!

      Responder
    2. Daniel Córdova

      Fala Wilken

      Cara, pra pesquisar sobre o estilo Tripel aconselho ler o BJCP do estilo e procurar receitas e notícias em fóruns de homebrewing.
      Dá pra encontrar dados interessantes e receitas de clones boas pra se inspirar e fazer uma própria.

      Valeu!

      Responder
  2. Fabrizio Guzzon

    Salve Galera!

    Muito bom o programa! E muito mais legal ver que a cerveja do Daniel como previsto, ou profetizado, pelo Beercast levou a medalha de ouro! E para nós que estávamos por lá é muito bacana poder ter provado essa breja.

    Agora vamos marcar a excursão para SC para quando esta biblioteca de sour começar a virar cerveja para consumo… rsrsrs

    Abç
    Guzzon

    Responder
    1. Daniel Córdova

      Opa, valeu Guzzon!
      Ontem tirei uma amostra das duas cervejas ácidas que já fiz. Estão bem encaminhadas. Mas é coisa pra mais alguns meses ou até anos.
      Enquanto isso vou fazendo mais algumas e bolando mais umas maluquices hehe
      Abraço!

      Responder
  3. Alexis

    Buenas, galera!
    Acabei de ouvir o programa, que como sempre está um barato!
    Como eu disse ao Daniel quando soubemos o resultado do concurso, muito merecido, diga-se de passagem. Foi que a sua rauchbier estava muito harmoniosa.
    Abraço a todos!

    Responder
  4. Flavio Yokooji

    Parabéns Daniel! Cerveja estava ótima mesmo.
    Muito bom conhecer você e a Taise! Voltem mais vezes.

    Responder
    1. Daniel Córdova

      Fala Carlos
      Cara, não sei de site nenhum sobre isso. Os concursos das ACervAs são sempre divulgados entre os participantes e os de cervejarias acabam sendo divulgados na imprensa especializada, pelas próprias cervejarias, etc.
      Valeu

      Responder
    2. Anselmo Mendo

      Obrigado, Carlos. Como o Daniel escreveu, acho que é legal ficar ligado na mídia e nas páginas e grupos nas redes sociais. Por lá essas coisas sempre são divulgadas. Abração.

      Responder
  5. Daniel Córdova

    Conforme prometido, a receita:

    Volans Rauchbier

    OG 1,050
    FG 1,011

    75% malte defumado Weyermann
    13% malte Munich II Weyermann
    6,5% malte Carahell Weyermann
    3% malte Carafa I Weyermann
    2,5% malte Melanoidina Weyermann
    Hallertau Magnum em 60 min de fervura para 25 IBU
    Fermentar com W-34/70

    Rampa única de temperatura a uns 68°C. Adicionar o malte Carafa I no mashout.
    Inocular a 8 ou 9°C, fermentar a 10,0°C até a densidade estar menor de 1,030 (50% da atenuação esperada) e ir aumentando a temperatura em 2,5°C a cada 12h até atingir 20,0°C. Depois de completada a fermentação e maturação, baixar lentamente (evita esterificação) para 0°C para clarificar e lagering pelo tempo que achar necessário.
    Carbonatar com 2,5 vol CO2 ou aprox. 6g/L de açúcar se for fazer por priming.

    Responder
  6. Daniel Córdova

    Fala pessoal!
    Poxa, foi muito legal participar da gravação, ver os amigos e dar umas risadas. E venham pra Floripa visitar que a gente dá umas voltas por aqui também!
    Anselmo, muito obrigado pela ótima companhia no EAP no dia seguinte também. Gostamos muito.

    Ah! e só atualizando pro pessoal aqui, como dá pra ver na vitrine do programa, a Rauchbier que a gente tomou no episódio ficou com medalha de Ouro na categoria Smoked and Wood. As fichas de avaliação já chegaram e tive a grande felicidade do Gordon Strong ter julgado essa mesma cerveja.

    Recomendo demais os caseiros a se filiarem na sua ACervA local e participarem dos workshops e concursos.

    Abraço!

    Responder
    1. Anselmo Mendo

      Foi muito legal mesmo Daniel. Vocês são ótimas companhias.
      E ser avaliado pelo Gordon Strong não é pouca coisa não, hein?
      Vamos aguardar novas oportunidades para nos encontrarmos.
      Abração!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*