Cerveja Baden Baden Weiss com Léo Lopes do Radiofobia – Beercast #32

Por | 18 de dezembro de 2013

Download deste episódio em “.zip” clique aqui.

032_beercast_vitrine_403x403_radiofobiaQual é a semelhança entre uma banheira de motel e a Dercy Gonçalves com ataque epilético? Onde comprar cervejas boas em Serra Negra? O que fazer com uma latinha da Faxe vazia? Qual é a importancia de Serra Negra para o mundo da cerveja? Porque a Baden Baden tem aditivos quimicos em algumas cervejas? No Japão se toma cerveja quente? O que é uma cerveja “cú de pinguin”?E o episódio de hoje está totalmente excelente! Conversamos com nada mais, nada menos, que Léo Lopes do canal Radiofobia!!! Vamos degustar uma Baden Baden Weiss em companhia desse figurassa e descobrir, ou relembrar, os sabores dessa representante de peso do mundo do trigo.

Aprenda a falar algumas palavras em Japonês e se divirta com esse episódio imperdível-lhes!

Cerveja Baden Baden Weiss

Cervejaria: Baden Baden
Estilo: German Weizen
Álcool (%): 5.2% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Preço Varejo: R$ 13,00 ~ 18,00

Avaliação da Cerveja Baden Baden Weiss na Comunidade Brejas
(Crie seu perfil e avalie também esta cerveja no brejas.)


História da Cervejaria Baden Baden

Uma cerveja especial em todos os sentidos.
Do sonho de quatro amigos de produzirem uma cerveja diferenciada, nasceu a microcervejaria Baden Baden. Mais do que apreciar uma cerveja preparada com ingredientes altamente selecionados, Baden Baden é uma experiência única de harmonização, amizade e celebração.

Mais sobre a história da Cervejaria Baden Baden

Links comentados durante o episódio:

BeerNews

A nota dos Beerquesteiros para a Cerveja Baden Baden Weiss:

Léo Lopes (5 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_ok
Anselmo Mendo (3,5 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_amassada
Gustavo Passi (4 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_ok
Renato Martins (3 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_ok
Rica Japa (4 de 5)
tampinha_oktampinha_oktampinha_oktampinha_ok

Trilha Sonora

  • Kool and the Gang – Get Down On It
  • Jackson Five – ABC
  • ABBA – Dancing Queen
  • Lets groove – Earth wind and fire
  • KC The Sunshine Band – Thats The Way I Like It
  • Donna Summer – Hot Stuff
  • Gloria Gaynor – I will survive
  • Le Chic – Freak Out
  • Bee Gees – Night Fever
  • The Trammps – Disco Inferno
  • Earth Wind and Fire – September

Acompanhe e Entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (33:17 de duração)

 

 

45 comentários para “Cerveja Baden Baden Weiss com Léo Lopes do Radiofobia – Beercast #32

  1. Leonardo Graton

    Ótimo podcast, parabéns!
    Nunca tomei essa Baden Baden, não por achar que ela tinha conservantes, etc. Não compro por achar as Baden Baden com frequência nos supermercados, costumo dar prioridade para as novidades das prateleiras, afinal não sei se elas estarão disponíveis outro dia, alias não só a Baden sofre esse “boicote” comigo, existe várias outras que quase todo mundo já tomou e ainda não provei (por exemplo St Gallen, Paulistânia, Petra, Paulaner, Weltenburger).

    Responder
  2. Luquita da Galera

    Fala galera, muito bom programa pra variar… chega a ser chato, SQN. Rs

    Acho que faz muito tempo que não tomo essa Weiss da Baden Baden, me lembro de não ter me agradado tanto assim. Ainda sigo com o Anselmo e prefiro a da Bamberg ou então mesmo uma boa alemã, já que as Erdingers, Weihenstephaner e as Schneiders estão ali quase no mesmo preço!

    O que mais curti mesmo foi o review do Leo sobre o programa de vocês, mostrando o diferencial e é exatamente a mesma percepção que tive.

    Abraços.

    Responder
    1. Renato Martins

      hahaha não tem essa de chato aqui não hein! Pode ter certeza que todas as críticas e sugestões a gente absorve para poder melhorar, devemos muito da qualidade atual a todos vocês.

      Uma coisa que me surpreendeu foi o fato de não ter conservantes nessa breja, realmente não era a minha lembrança… eu jurava que tinha! Lógico que o momento (calor infernal) e muitas outras coisas influenciam no momento, mas realmente ela trouxe boas percepções pra galera, acho que vale uma revisitada hein…

      Abração!
      Renato Martins

      Responder
      1. Guzzon

        Renato, acho que são uns dois ou três rótulos da baden que contem conservantes…. o resto dos rótulos são apresentam conservantes.

        Não me pergunte o motivo… se eu falar que sei é mentira… rsrsrs. Mas vou perguntar para o mestre cervejeiro da Baden.

        Abraços
        Guzzon

        Responder
          1. Guzzon

            Eu ouvi… rsrsrs… ainda bem que não falei nenhuma besteira no dia… rsrs… senão não poderia indicar o podcast para o pessoal do trabalho.

  3. Guzzon

    Salve Caros!

    Mais um ótimo programa.
    Eu gosto muito da Baden Weiss, ela se equipara em qualidade a muitas Weiss alemãs. A cor turva e a boa formação de espuma, o aroma e sabor que trazem um equilíbrio entre o dulçor do malte e as notas de banana e cravo, e refrescante como é de se esperar para uma cerveja do estilo.
    E notei que vocês tiveram problemas com a espuma devido ao dia quente… uma boa dica de serviço nestes casos é antes de servir colocar alguns cubos de gelo no copo e agitar, para resfriar e molhar o copo, depois você descarta o gelo e serve a cerveja, a formação de espuma será muito melhor.

    Sobre a questão da Baden é importante salientar que a principal diretriz da cervejaria é garantir a qualidade do produto para todos os clientes que irão provar e garantir que qualquer alteração como esta não afete as característica sensoriais. Afinal, seja em São Paulo, seja em Salvador ou qualquer outro local, a cerveja tem que garantir a mesma experiência sensorial que ela promove em Campos do Jordão. E esta alteração ocorre somente para alguns rótulos da Baden, vários outros não apresentam esta alteração.

    A Schloss Witbier da Dortmund que vocês comentaram no programa é uma ótima witbier, suave, refrescante, com as notas de laranja e coentro presentes e um retrogosto levemente amargo e cítrico que lembra casca de laranja, mas é muito bem inserido. Eu provei na 1ª cervejaria da Mooca em São Paulo mesmo, vale a pena provar esta cerveja.

    E desta vez nem vou comentar a parte da harmonização….. primeiro quero provar este panetone de cerveja com bacon acompanhado de uma rauchbier… rsrs

    Abraços
    Guzzon

    Responder
      1. Renato Martins

        No dia eu nem falei nada, mas a minha não fez tanta espuma assim… nos dias de calor eu tomo muito mais cuidado para colocar a cerveja no copo.

        Essa dica matou a pau hein!

        Abs.
        Renato Martins

        Responder
      1. Guzzon

        Também vale Anselmo, em bar o ideal é ter geladeira só para copos, para evitar a contaminação por outros aromas…

        Em casa vc tem que compartilhar espaço, então é só ter cuidado para ver e o copo não pegou cheiro de algum outro alimento da geladeira.

        Abraços
        Guzzon

        Responder
  4. Rafael Amaro

    As vezes tomo durante/depois do almoço/janta, mas nunca antes.
    Essa Weiss nunca tomei, mas deve lembrar a BadenBaden Golden que é de trigo, canela e frutas vermelhas que tem um sabor fantástico de canela!
    Seria legal fazer um episódio sobre outra pilsen premium, como Cerpa ou Paulistânia. Excelente episódio.

    Responder
    1. Guzzon

      Rafael,

      A Baden Golden é mais adocicada e a canela é muito presente. A Weiss tem o dulçor do malte equilibrado com as notas de banana e cravo e é mais refrescante.
      Quando puder, prove para ver as diferenças… vale a pena.

      Abraços
      Guzzon

      Responder
      1. Rafael Amaro

        Obrigado pela dica. Porém hoje a noite ganhei um pack com 4 colorados da namorada, vem a Cauim/Appia/Indica/Demoiselle, vocês podem comentar sobre ele no próximo episódio. Ela pagou R$ 44,00 por 4 garrafas de 600ml. Nesse caso a BB Weiss vai ter que esperar um pouco haha

        Responder
    2. Anselmo Mendo

      Rafael, valeu! Eu já tomo cerveja às vezes antes, às vezes durante e às vezes depois das refeições. Momentos diferentes trazem sensações distintas. Também gosto bastante da Golden. Por sinal, o Gustavo TAMBÉM e uma hora ele vai te explicar porque, hahaha.
      Pilsens Premium estão nos nossos planos, é só aguardar.

      Responder
  5. Rafaela Ivo

    Opa, rapaz, essa Weiss é uma delícia!
    Rapaz, delícia também tá essa trilha sonora, deu vontade de levantar da cadeira no trabalho e começar a dançar!
    Poxa, entendi tudo o que o Léo falou (SÓ QUE NÃO! HAHAHAHA)
    Cara, já pedi de Natal esse pannetone de cerveja com bacon, tô aceitando quem me der de presente 🙂

    Você comentando que o Guzzon trabalha na Kirin, fiquei lembrando de quando eu QUASE fui trabalhar na Brasil Kirin (mas de 4 “finalistas”, não fui escolhida =/) e cara, todo o tempo durante o processo fiquei imaginando como seria sensacional trabalhar em uma fábrica de cervejas, ainda mais uma que produz a Eisenbahn e a Baden Baden 🙂

    Falando em Eisenbahn, acho que essa é a cerveja que tá investindo mais em fazer o brasileiro conhecer outras cervejas, tanto com sua Websérie de Cerveja Feita em Casa, quanto o app deles, tanto pra Android quanto pra iOS, que explica sobre harmonização, qual cerveja é melhor com o que e etc.

    Falando em Colorado Indica, tomei esses dias e caraca, que porrada de cerveja, mas que delícia! Cada vez mais tô me apaixonando pelas IPA’s, tomei uma de 600ml antes de ir pra faculdade receber as notas, fiquei feliz pela faculdade hahaha

    Enfim, obrigada pelo programa, parabenizo vocês e também o Léo Lopes pelo excelente trabalho 🙂
    Um bom resto de fim de semana, pessoal \o/

    Responder
    1. Guzzon

      Rafaela,

      Quer dizer que você quase veio trabalhar em Itu? Não sabia dessa…

      E sobre o trabalho da Eisenbahn em divulgar a cultura cervejeira, este ano teve o concurso de mestre cervejeiro promovido por eles, houveram mais de 600 inscritos e o ganhador vai poder realizar a produção da sua receita na fábrica da Eisenbahn em Blumenau e receber 30 caixas do seu produto.

      Já houve a degustação de todas as cervejas enviadas e o no próximo ano haverá a produção, já adianto que será uma América IPA e pelo que os juízes disseram, a receita é fantástica!

      Abraços
      Guzzon

      Responder
      1. Rafaela Ivo

        Na verdade eu tava no processo seletivo da Brasil Kirin de Igrejinha – RS 🙂
        Caraca, pra trabalhar na Eisenbahn eu me mudaria fácil fácil pra Blumenau!

        E caso tu descole uma outra dessa cerveja, eu aceito, viu? (metida) Até agora não tomei nenhuma América IPA, mas é que tô indo devagar na degustação de cervejas, tô comprando só uma por mês haha

        Pois é, eu realmente tô curtindo as iniciativas da Eisenbahn, e cada dia mais e mais vejo gente conversando sobre cervejas gourmet. É fantástico!

        Um grande abraço o/

        Responder
    2. Anselmo Mendo

      Valeu Rafaela! O legal da Eisenbahn é que eles tem uma variedade boa de cervejas e um preço razoável. Excelente pra descobrir novos estilos. E boa ideia essa de tomar uma Indica antes de ir ver as notas, heim! Quem ficaria triste se tivesse ido mal?

      Responder
  6. Julio Cesar

    Fala Galera,

    Primeiro gostaria de parabenizar a todos, achei muito bom o postcast,
    Estou começando agora a degustar as cervejas gourmet e fico feliz por encontrar boas dicas aqui. Algumas que vocês colocaram ja conheço e outras vou experimentar por conhecer aqui. Hoje foi falado do circuito das águas, não sei se ja conhecem, mas em socorro é fabricado a cerveja Magnus, famosa em socorro e muito boa também, mas não achei em São Paulo,

    Abraço a todos

    Responder
    1. Anselmo Mendo

      E aí Julio? Obrigado por ouvir a gente. Já ouvi falar da Magnus, mas nunca provei. Ontem eu e o Gustavo tomamos uma cerveja também de Socorro chamada Ecobier, mas eu não daria muitas tampinhas pra ela.

      Responder
      1. Julio Cesar

        ja tomei essa ecobier também, achei padrão skol, essa magnus já é um pouco melhor, vocês poderiam dar dicas onde encontro os copos paras as cervejas, pq nos lugares q encontro só tem com kit.

        abraços

        Responder
  7. Julio Oliveira

    Galera!!

    A trilha sonora hoje está especial…..vale 5 tampinhas e 3 latinhas. Parabéns!!!!!!

    Uma informação geral que aprendi esta semana…a cerveja além de ficar no fundo da geladeira e não na porta, deve realmente ficar em pé, já que nesta posição mantém uma área de contato menor com o pouco oxigênio existente dentro da garrafa….. ainda mais nas artesanais. Assim ela mantém melhor a qualidade. Ao contrário, os vinhos devem ficar deitados pela condição da rolha que é mais crítica.

    Um abraço a todos

    Responder
    1. Renato Martins

      Fala Julio!

      O Leo realmente caprichou na trilha sonora hein…mandou muito bem!

      Esse lance do armazenamento correto da cerveja é realmente importante, existem algumas controvérsias em relação a melhor forma de armazenar… é unânime que garrafas com tampa de metal devem ser guardadas sempre de pé, já as com rolha existem algumas teorias que dividem opiniões.

      Vale a pena comentar sobre isso nos próximos episódios.

      Obrigado pela mensagem e um abraço.
      Renato Martins

      Responder
    2. Anselmo Mendo

      Tem razão Julio. A gente fala em porta de geladeira, mas acho que nenhum de nós guarda cerveja ali. Mas também as garrafas 600 ml não consigo deixar em pé na prateleira aqui.

      Responder
      1. Julio Oliveira

        Anselmo,

        São raras as geladeiras que tem algo específico para colocar garrafas maiores na parte das prateleiras. Lembro de um modelo antigo que em uma da prateleiras existia uma “portinhola” onde cabiam garrafas de 600 ml em pé.
        acretito que o mais importante no armazenamento “em pé” seria da fábrica até chegar na casa do consumidor. Se for guardar por muito tempo seria bom ficar de pé e deita-la na geladeira apenas para resfriar.
        Em casa não fica muito tempo na geladeira……se tá gelada tem que ser bebida…rsrsrs

        Um abraço

        Responder
  8. Luís Loureiro

    Sensafuckingnal! Léo Lopes é uma das pessoas que mais admiro no mundo dos Podcasts! Tive o prazer imenso de conhecê-lo aqui no Rio no dia do lançamento do livro do Eduardo Spohr! E a Baden Baden Weiss, como sigo o Léo no Untappd, sei que é uma das que ele mais bebe!
    Doido pra ouvir o programa, sempre comento antes pra manter meu posto por aqui! Hehehe
    Abraço galera!

    Responder
      1. Luís Loureiro

        hahahah Não duvido Lucas! Eles lançam normalmente na hora que estou voltando pra casa, às vezes consigo mandar a mensagem antes de chegar em casa, e às vezes só depois que chego o que já dá a brecha pra qualquer um comentar! hehehe
        Nunca fui ganhador de prêmio F5, se comento em primeiro, segundo, terceiro…pra mim na real não importa, gosto é de prestigiar o trabalho deles! Mas abracei a causa deles de eu comentar primeiro! kkkkk

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*