Cerveja Artesanal São Paulo – Beercast #141

By | 20 de janeiro de 2016
Cerveja Artesanal São Paulo – Beercast #141

Cerveja Artesanal São Paulo – Beercast #141

Para o episódio de hoje, trouxemos a Lisa Torrano e Marcelo Games para contar um pouco do grupo Cerveja Artesanal São Paulo.

Confira como foi esse bate-papo.

Cerveja Burgman Casanova

Cervejaria: Burgman
Estilo: Premium American Lager
Álcool (%): 5.2% ABV
Temperatura: 5-7 °C
Copo Ideal: Lager

Confira a nota dos Beerquesteiros para a Cerveja do episódio:

Comentados durante o episódio:

BeerGifts

Download

Trilha Sonora

  • VNV Nation – Joy
  • Boston – More Than A Feeling
  • Journey – Don’t Stop Believin
  • Men at Work – Down Under
  • Men At Work – Overkill
  • Rush – Time Stand Still
  • Scorpions – Rock You Like A Hurricane
  • Scorpions – Big city Nights
  • Steve Winwood – Valerie
  • Suvivor – Eye of the Tiger
  • Tears For Fears – Everybody Wants To Rule The World
  • Twisted Sisters – We’re Not Gonna Take It
  • Yes – Owner Of A Lonely Heart
  • Paranauê Paraná

Acompanhe e entre em contato com o Beercast:

Clique no play no inicio da página e escute nosso episódio. (56:27 de duração)
Avalie abaixo quantas tampinhas esta cerveja merece.

22 thoughts on “Cerveja Artesanal São Paulo – Beercast #141

  1. Luis Henrique Camargo

    Muito divertido este episódio,
    Alias vocês estão balanceando bem, episódios mais técnicos e mais sérios, com episódios informativos e mais zoeira.
    Também descobri que a Lisa é de Cajuru, uma cidade daqui da região da Grande Batatais. E fantástico o grupo que ela modera, inclusive estou aprendendo muito a fazer cerveja com amigos do grupo. Que iniciativa!
    Quanto a BURGMAN…
    Por coincidência eu conheci o bar esta semana e pude experimentar varias cervejas deles. Felizmente não haviam escadas e pude entrar sem dificuldades.
    Gostei da Lager Casanova, principalmente pelo Dry Hopping. Mas no dia dei apenas 3.25 tampinhas à ela, afinal haviam outras bem melhores.
    A IPA por exemplo, muito bem feita. E quem gosta do aroma do Amarillo bem presente, não irá se desapontar. E não se deve perder a oportunidade de deixar de lado a Brown Ale, também com Dry Hopping (Cascade).
    Agora a surpresa mais positiva sem duvida foi a Red Ale, muito saborosa e com “explosão de sabores”.
    Na cervejaria eles falaram com muito orgulho da Working Class (Oatmeal Stout) e da Saravá, que é uma Imperial Stout curtida em toneis de carvalho. Detalhe: vi os toneis e segundo informaram, foram trazidos dos USA e eram usados na maturação do Jack Daniel’s,
    Mas estas duas cervejas são sazonais e eles não tinham para tomar.

    De ponto negativo, o kit degustação foi servido em 5 calderetas de 200 ml aproximadamente.
    Dois estilos vieram totalmente sem espuma (Weiss e a IPA). Reclamei com um dos garçons e ele me disse que estas cervejas já vêm “cremadas” da fabrica e ele não poderia fazer nada. Tive que chamar outro garçon, que trocou os copos por cerveja com a espuma adequada.
    Esta é uma falha repetida em muitos bares especializados. Não treinam corretamente seu pessoal.
    Mas é um ponto pequeno perto da Qualidade das cervejas. A Burgman merece ser visitada.

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Boa Luis!
      Muito obrigado pelo relato!
      Vai incentivar o pessoal que está em dúvida a visitar o bar deles!
      Até eu vou me programar.
      Mas talvez vou ficar esperto com o kit degustação.

      Abs!

      Reply
    2. Lisa

      Luís Henriqu, muito obrigada !!!! 🙂
      Mas só pra deixar claro, o bar que ele se referiu é o bar da Cervejaria Burgman 🙂

      Reply
  2. Fabrizio Guzzon

    Salve galera!

    Ótimo programa. A Lisa e o Marcelo ajudaram a tornar o programa ainda mais descontraído. E pena que o bar deles é em SP, pq este dia nerd que eles promovem é muito bacana… poder jogar umas partidas de magic, jogos de tabuleiro ou jogar RPG enquanto te servem cerveja é sempre uma boa.

    Eu provei a casanova logo que ela foi lançada e acho que é uma bela iniciativa do pessoal da Bamberg, dar ao publico uma lager a um preço honesto, mas com um toque adicional… para que quem compre já possa comerçar a fazer uma transição para cervejas mais complexas.

    Abç
    Guzzon

    Reply
    1. Luis Henrique Camargo

      E soube que eu poderia ir neste dia Nerd! Afinal também vale Truco, e isto eu jogo.
      Também Pacman!

      Reply
    2. Ricardo Shimoishi

      Isso Guzzon!

      Tb gostei da iniciativa por causa disso. Excelente cerveja de transição.
      Se a Ambev lançasse um Brahma “dry hopping” imagino q ia ser um baita sucesso!
      Eu sei q foi um erro de digitação, mas essa cerva é da Burgman e não da Bamberg.
      Abração

      Reply
  3. Luquita

    Fala galera, ótimo programa.

    Essa dupla é muito gente boa e o QG deles realmente ficou muito agradável. Inclusive no dia que o Renato foi lá, e bebeu a cerveja do Rodrigo, eu também estivo por lá.

    Bom dessa vez não tenho muito o que comentar, só que este ano o BC vai ter que marcar presença em vários festivais heim rs.

    Abraços

    Reply
  4. Lisa Torrano

    meninos ! que prazer foi ter gravado este programa com vocês !!!  
    Sejam sempre muito bem vindos !!! E muito obrigada por apoiarem o setor artesanal com informação de qualidade e principalmente , acessível !
    Cheers !!!!!!!!!!! 🙂

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Boa Tarde Lisa.

      A gente é que agradece a oportunidade de poder mostrar um lugar tão bacana como o bar de vc pra Galera.

      Muito obrigado por nos receber tão bem!

      Beijo!

      Reply
    2. Luis Henrique Camargo

      E ainda não conheci o bar, pois moro em Batatais e não é tão fácil.
      Nada a ver com dificuldades com escadas conforme bulling do episódio.

      Reply
  5. Daniel Córdova

    Fala pessoal!

    Muito divertido o episódio hoje. A Lisa e o Marcelo parecem ser bem gente boas e são uma inspiração.

    Ainda não tomei essa cerveja, mas já provei algumas da Burgman e sempre bem boas.

    Mais um bar para colocar na lista do tour quando eu for novamente à São Paulo. Pelo jeito eu deveria tirar férias só pra conhecer todos os bares legais da cidade.

    Abraço!

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      hahaha…

      Verdade, Daniel!

      Graças a Deus estamos bem servidos de bares de cerveja legal aqui em Sampa.
      Quem sabe um dia a gente não chega no nível de Santa Catarina.
      Mas sempre que vier a sampa, vc será bem vindo.

      Abração!

      Reply
  6. Evair

    vocês sabem que essa historia de o palmeiras nasceu da costela do corinthians é pura lenda né. se não sabem deveriam pesquisar melhor antes de falar uma besteira dessa!

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      hahaha… Não fica bravo, Evair (Evair é um nome que eu respeito muuuito!).

      O Renato fala bobagem o tempo todo. Mas é só para tirar onda. Como o time dele está em ruínas, ele tentou buscar forças de onde não existe… kkkk

      Valeu!

      Forte Abraço.

      Reply
  7. Flavio Yokooji

    Logo que vi que a Lisa Torrano e o Marcelo Games do “Cerveja Artesanal São Paulo” estavam no programa, veio a mente exatamente o que eles disseram no início: Cervejas artesanais com preço acessível. Fui 2 vezes no bar e gostei bastante. Fui muito bem atendido apesar de não conhecê-los. Ou seja, mais um ponto pelo profissionalismo. Legal que é um local simples, mas muito aconchegante. Pedi comida delivery e foi bem bacana tomar cerveja boa descompromissadamente.

    Pretendo ir ao evento. Será minha única exceção em 2016 (caso o Beercast não resolva fazer o seu), pois ano passado me dei mal nos eventos cervejeiros que fui – até comentei isso no grupo.

    Reply
    1. Ricardo Shimoishi

      Legal, Flávio!

      Que legal que vc gostou do bar. A gente gravou durante a semana e o bar estava bastante cheio. E dava pra perceber que o pessoal que estava lá se sentia realmente em casa: descontraídos e tranquilos. Exatamente como vc descreveu. Um ouvinte comentou no FB que a Lisa e o Marcelo fazem as coisas de maneira tão natural que reforça essa sensação de “estar em casa”. Acho que acertaram na fórmula!
      Fico triste com sua decepção quanto aos Eventos Cervejeiros. Ainda estamos aprendendo. Tomara que todos aprendamos com os erros, e façamos eventos mais legais.

      Forte Abraço!

      Reply
    2. Daniel Córdova

      Se vc vier pro Festival da Cerveja em Blumenau garanto que não vai se arrepender!

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*