Oktoberfest, a história! – Parte 1

Por | 14 de outubro de 2014

A Oktoberfest é considerada a maior festa popular e, sem dúvida, cervejeira do mundo! Sozinha representa mais que o dobro de consumo da cerveja na Alemanha e se Munique fosse considerada como uma localidade independente seria o país com maior consumo per capita.

Oktoberfest

Vou aproveitar que estamos bem no meio das festividades da Oktoberfest, que já se finalizou na Alemanha mas está só começando aqui no Brasil, e contar um pouco da história e curiosidades envolvendo essa mega-festa. Irei falar sobre versões da história e alguns “símbolos” tradicionais envolvidos na festança, como as Leder-Hosen (calças de couro).

A cerveja do estilo Oktoberfest também é chamada de Märzen e possui uma ligação direta do nome com o evento. Produzida originalmente na primavera europeia, em março (März) que é o fim da temporada cervejeira, era então armazenada a frio em cavernas com gelo durante o verão para ser consumida no Outono.

BierO estilo Märzen nasceu através de Gabriel Sedlmayr e gerou a variação da Oktoberfest bier, sua inspiração para criar a cerveja veio das cervejas do estilo Vienna, criada em 1841 por Anton Dreher.

A história da Oktoberfest está ligada ao casamento do príncipe Ludwig I da Baviera com a princesa Tereza da Saxônia em 1810. O casamento ocorreu junto com as festividades da colheita e por este motivo o povo resolveu fazer uma festa ainda maior, que acabou se repetindo anualmente.

O local escolhido para a celebração ficou conhecido como o Theresienwiese (Campos de Tereza), inicialmente a cerveja não fazia parte da festa e somente em 1818 foi introduzida pela primeira vez. Muitos anos depois surgiram as primeiras tendas cervejeiras, onde o povo se reúne para tomar a bebida de uma cervejaria.Tendas

A festa que tem o nome de Outubro se inicia em Setembro na Alemanha, pois em 1872 os organizadores anteciparam o festival para aproveitar as noites mais longas e quentes do mês e assim ela finaliza sempre no primeiro domingo de Outubro.

OktoberfestA Oktoberfest deixou de realizar-se 24 vezes por causa da peste e de guerras onde a região da Baviera ou a Alemanha esteve envolvido.

A cerveja principal inicialmente era outra, passou a ser a Märzen e atualmente é uma versão de Helles. As seis maiores cervejarias locais participam da festa e seus mestre-cervejeiros iniciam a festa.

O’zapftO primeiro barril de madeira na Oktoberfest deve ser aberto, exatamente ao meio dia, engatando-se uma torneira própria dando se apenas 1 marretada perfeita, essa função fica a cargo do prefeito da cidade e que se não for bem executada pode manchar a carreira do próprio.

9 comentários para “Oktoberfest, a história! – Parte 1

  1. Borges

    Ótimo artigo, Luquita! Agora tem que vir pra Blumenau curtir a festa com a gente!!

    Lá no canal 1 2 3, Cerveja! estamos com a programação especial para o mês de Oktoberfest.

    Dá uma conferida, entrevistamos um dos responsáveis por trazer a festa pra Blumenau.

    http://bitly.com/1yqLaFv

    Responder
  2. Daniel Córdova

    Poxa, muito legal a coluna dessa semana.
    Gostei de saber da origem da festa e dei risada com a história da marretada do prefeito. O cara deve ficar 1 mês treinando em casa pra não fazer feio na festa.
    Ainda quero me programar pra ir na Oktoberfest alemã. Aqui a versão de Blumenau já está rolando… esse ano acho que não irei, mas já fui em outras edições e cada ida rende muita história.
    Além disso, fazendo um jabá catarinense (não confundam com gaúcho), SC tem várias festas em outubro como a Schützenfest (festa dos atiradores), Fenarreco, entre outras (http://turismo.sc.gov.br/atividade/festas-de-outubro/)
    Vale a pena a visita ao nosso estado.
    E se alguém vier, me avisa pra tentar tomarmos uma!

    Responder
    1. Luquita da Cerveja Autor

      Daniel o texto foi meio na correria mas espero nas próximas semanas (acompanhando a festa) fazer uns post mais bacanas e aprofundados.

      O prefeito costuma ir treinar nas grandes cervejarias participantes e fica por ai mesmo treinando, vale a carreira do cara rs.

      Não sabia que ai se fazia tb as Schuetzenfet, pois isso é mais de tradição do Norte da Alemanha, tanto é que aonde eu morava tinha várias por ano, dependendo da comunidade.

      O que eu sei que tem muito nas colônias são Peixadas, muito bom!

      Responder
      1. Daniel Córdova

        Sim, em Jaraguá do Sul tem alguns clubes tradicionais de tiro dos colonizadores alemães. A festa é tradicional na cidade e foi reestilizada nas últimas edições pra dar mais ênfase ao tiro e à gastronomia.
        Tinha virado só uma festa de zuera e tava ficando chato e perigoso.
        No litoral, onde foi colonizado por açorianos e tem muita pesca, tem as festas de peixe e frutos do mar sim.

        Responder
  3. Fabrizio Guzzon

    Grande Luquita!
    Oktoberfest é um assunto que rende várias colunas… inclusive com as festas nacionais que com exceção da Alemanha são as maiores do mundo (confirma ae… rs).
    E essa é uma festa que ainda preciso ir, não consegui adequar minha agenda até hoje para participar integralmente de uma.
    Abç
    Guzzon

    Responder
    1. Luquita da Cerveja Autor

      Fala Guzzon, acho que a comparação de maior festa popular é em relação a uma única localidade. Isto é, todos naquele mesmo campo da Tereza rs.

      Tb preciso ainda ir na real e fake Oktoberfest rs.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*