Boa Cerveja-Feira…. com Blue Dream

By | 24 de março de 2017

Esta semana vamos surfar nas ondas das tendências do mercado com a Blue Dream

Esta IPA é produzida pela Oskar Blues, uma cervejaria localizada nos EUA no estado do Colorado.

Esta cervejaria começou como brewpub e restaurante em 1997, e a produção de cerveja já era um foco desde o início da existência do local, um dos títulos que a Oskar Blues se apropria é de ser a primeira cervejaria artesanal a envasar seus produtos em lata.

Para ser mais exato, eles trabalham unicamente com o envase em latas de alumínio e é neste ponto que podemos ver que já em 2002 esta cervejaria conseguiu ver uma tendência que vemos de maneira muito mais forte hoje em dia, da produção de cervejas artesanais em lata.

E para não deixar dúvidas que a cervejaria soube focar em inovação e qualidade ela foi considerada uma das empresas de ascensão mais rápida no ano de 2010 e foi capa da revista “Market Watch” nos EUA.

Blue Dream

Dados Técnicos:

Cerveja: Blue Dream
Estilo: India Pale Ale
Teor: 6,4%
País de origem: EUA
Embalagem: 350 ml
Nota: 3,50

A Blue Dream é uma cerveja amarela intensa, translúcida e brilhante com espuma branca, duradoura e abundante.

No aroma encontramos malte, cítrico, notas de maracujá e lima da pérsia. Em segundo plano encontramos notas levemente resinosas e herbais.

Ao provarmos vemos que a Blue Dream apresenta tanto corpo quanto carbonatação médios, enquanto que no paladar encontramos notas equilibradas de malte e percepção cítrica de maracujá e herbal. Em segundo plano encontramos amargor mediano e percepção de lúpulo e suave resinoso.

No aftertaste temos notas herbais ganhando destaque juntamente com o amargor e a percepção resinosa, fechando seca e com amargor persistente.

A Blue Dream é uma cerveja com notas frescas de cítrico no inicio, mas com evolução para notas herbais e amargor muito persistente ao final. Acredito que boa parte destas notas frescas vem da opção de envase em lata, que mantêm a cerveja melhor acondicionada.

Para a harmonização vamos buscar algo que aproveite ao máximo as notas frescas e cítricas da cerveja.

Minha sugestão é harmonizar com medalhão de alcatra, enquanto as notas cítricas destacam o sabor do bacon que envolve o medalhão, as notas de malte e herbal salientam o sabor da carne.

Prost!

Fabrizio Guzzon

10 thoughts on “Boa Cerveja-Feira…. com Blue Dream

  1. Pingback: Boa Cerveja-Feira.... com G'Knight - Beercast Brasil

  2. Daniel Córdova

    Fala Guzzon!
    Essa parece ser uma bela cerveja. Tenho cada vez mais gostado de cervejas mais herbais, até mentoladas, acho legal.
    Isso somado ao cítrico deve ter ficado bacana.
    Abraço

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Daniel,

      As notas são bem frescas e destacadas, e cada vez mais eu vejo que o uso da lata preserva muito bem o aroma.

      Mesmo sabendo que você tem uma opinião sobre o uso das latas…. rsrs

      Abç
      Guzzon

      Reply
  3. Luquita do BeerCast

    Grande Guzzon, pelo visto a cerveja ainda chegou bem por aqui. Interessante que por lá tb deve rolar essa briga de ser a primeira a fazer tal coisa rs.

    Cheers

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Luquita,

      Aposto que devem ter mais de 10 cervejarias falando que são a cervejaria mais antiga dos EUA…. rsrsrs… igual aqui

      Abç
      Guzzon

      Reply
  4. Andre F

    Epa que tenho uma na geladeira desde segunda.

    Vou aproveitar e provar hoje, mas sem a harmonização. Já testei muitas harmonizações sugeridas mas nunca gosto muito do resultado. As únicas que me agradaram até hoje foram hambúrguer com ipa´s e stouts/imperial stouts com trufas.

    Não é minha praia tomar cerveja com comida então vou harmonizar a cerveja com o texto!

    Segundo a empresa a Dale Pale foi a primeira artesanal a ser enlatada e comercializada exclusivamente dessa forma. Há um episódio daquele programa com os caras da brewdog que eles visitam a oskar blues. Eu gosto muito das latas pela conservação de aroma, que explode ao abrir a lata. Sinto como se estivesse tomando uma cerveja muito fresca, o que nem sempre é verdade.

    Abs

    Reply
    1. Andre F

      Ahhh, já ia esquecendo…

      Como sempre uma bela coluna para “aguar” a gente logo na sexta de manhã.

      abs

      Reply
    2. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande André

      Eu já havia provado duas da Oskar antes desta e ainda tenho uma na geladeira.

      E o uso da lata tem preservado muito bem o aroma da cerveja, a gente acha o mesmo na Dogma e outras cervejarias que usam lata.

      E não desista das harmonizações, continue fazendo uns testes que vale a pena.

      Abç
      Guzzon

      Reply
      1. Andre F

        Fala Guzzon,

        Das Oskar já provei a G´Knight, a Beerito, a IPA e a Old Chub. Gostei de todas elas e ainda tenho outras três pra gelar.

        Gostei bastante dessa IPA e achei o Maracujá quase imperceptível, já a lima puxou bem o que me fez parecer ainda mais refrescante.

        Vou continuar tentando harmonizações pra ver se pego jeito/gosto.

        Não sei se chegou a ver que no fundo das latas além da data de envase há uma frase “divertida”. N ão sei se são iguais em todas as latas de um tipo, mas na minha Old Chub (Scotch Ale) tinha um No Kilt Required.

        Abs

        Reply
        1. Fabrizio Guzzon Post author

          Legal André, não tinha notado este detalhe das frases.
          Ainda tenho uma G’Knight na geladeira, vou dar uma olhada

          Abç
          Guzzon

          Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*