Boa Cerveja-Feira #350… Coffee for mama

Nesta semana iremos tirar o pó de nossa gaita e guitarra acústica para resgatar um blues com mais de meio século com a Coffee for mama.

A Coffee for mama é produzida pela cerveja Octopus, usando maple e café maturado em barril de Bourbon. Mas um ponto interessante é que a cervejaria atuou para manter as características próximas as clássicas Imperial Stout, evitando o dulçor excessivo das pastries.

Como estamos referenciando uma música do século passado ao falar do rótulo da cerveja, irei trazer uma série de HQ da década de noventa chamada “Raça das Trevas”. Esta revista é uma obra de Clive Barker, o mesmo criador da série Hellraiser e Candyman.

Nesta série acompanhamos um jovem atormentado por visões de um local misterioso com criaturas a margem da sociedade por conta de sua aparência, e no decorrer do enredo vamos descobrindo as relações entre o jovem Aaron, seu psicólogo e este local misterioso.

A série lançada no Brasil traz um pequeno problema muito comum a muitas das séries lançadas na década de 90. Ela possui 10 edições enquanto que a série lançada nos EUA possui 25 edições. Por algum motivo a editora nacional resolver lançar somente parte da série. E mesmo com estas 10 edições é possível entender todo o enredo.


Coffee for mama

Coffee for mamaDados Técnicos:

Cerveja: Coffee for mama
Estilo: Imperial Stout
Teor: 10,0 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 473 ml
Nota: 4,75

 


A Coffee for mama é completamente negra e opaca. A espuma se forma uniforme, cremosa e marrom escura, porem com baixa persistência.

No aroma as notas de café e tosta são destacadas, seguida pela presença de madeira, bordo e um toque licoroso. Em segundo plano encontramos notas de Bourbon suaves e amadeiradas.

Ao provarmos encontramos uma cerveja de corpo alto e baixa carbonatação e uma percepção densa e aveludada singular. Enquanto que no paladar temos notas de café expresso, tosta e madeira em primeiro plano acompanhada por um amargor de tosta equilibrado. Seguidos por uma percepção agradável de alcoólico, Bourbon e bordo em segundo plano.

O aftertaste surpreende pelo crescimento do amargor de notas de tosta, que passa a ocupar todo o palato e persiste agradavelmente por algum tempo. O final traz um aquecimento agradável e uma percepção residual de café.

A Coffee for mama é uma stout que, apesar dos adjuntos, traz um conjunto sensorial muito aderente as raízes do estilo Imperial Stout, focando nas notas de café, tosta e amargor de tosta. Mas que agrega com um corpo aveludado sedutor e envolvente.


Para a harmonização esta é uma das cervejas que poderiam abrir de um acompanhamento e sentir somente suas notas, mas iremos mesmo assim trazer uma opção, mas optarei por algo simples e que trabalhe a favor da cerveja.

Minha sugestão é harmonizarmos com uma porção de carne de sol e queijo coalho chapeados. Optamos por uma porção justamente para manter o foco na cerveja, e iremos usar uma carne e um queijo mais salgados que irão contrastar com o amargor da cerveja e abrir espaço para as notas de café e madeira ganharem ainda mais espaço.

Prost!

Fabrizio Guzzon