Boa Cerveja-Feira #250… No Grain No Gain

By | 14 de dezembro de 2018

Esta semana vamos tostar as coisas por aqui até ganharmos a oportunidade de provar uma bela stout, com a No Grain No Gain.

Estamos completamos 250 colunas consecutivas. Mas por hoje fica somente esta nota e vamos deixar algo especial para daqui a dois meses.

A No Grain No Gain é produzida pela Invicta e o nome da cerveja é uma referência ao termo “No Pain No Gain”.

O termo originalmente era usa no halterofilismo para indicar que sem dor não existe ganho. Com o tempo passou a ser usado para diversas outras atividades esportivas. Inclusive na dedicação em estudos e diversos cursos, onde o esforço é boa parte do sucesso.

Podemos entender que esse termo possa ser usado para os sommelieres também, afinal, não é sem esforço e dedicação que lapidamos nossos conhecimentos.

No Grain No Gain

No Grain No GainDados Técnicos:

Cerveja: No Grain No Gain
Estilo: Outmeal Stout
Teor: 5,0%
País de origem: Brasil
Embalagem: 500 ml
Nota: 3,50

Ao servirmos encontramos uma cerveja castanha escura, com reflexos rubi e levemente translúcida. A espuma se forma branca, com ótima formação e bastante duradoura.

O aroma de café, cappuccino e cacau são os mais evidentes que se desprendem da cerveja. No segundo plano temos notas de frutas escuras como passas e ameixas secas, malte torrado e pão preto.

Estas notas criam um pano de fundo que compõe, em conjunto com as notas mais evidentes, uma percepção de aroma complexo.

Ao provarmos a No Grain No Gain podemos notar uma cerveja de corpo baixo e média carbonatação. Enquanto que no paladar encontramos café e cappuccino bastante evidentes, percepção levemente aveludada ao paladar e com amargor de torra bastante presente. Em segundo plano temos percepção de casca de pão queimado e grãos torrados.

O aftertaste traz um amargor de torra e notas de café, o final seco é acompanhado por uma percepção de pó de café na língua um tanto quanto persistente, que chega a incomodar um pouco. Infelizmente essa percepção atrapalha o desfecho desta cerveja.

A cerveja traz notas destacadas de café, cacau e cappuccino, mas ainda se mantendo leve ao paladar. Mas com o final trazendo uma presença de pó de café que passa do ponto.

Para a harmonização vou me concentrar em duas características da cerveja, as notas de torra e a percepção de pó de café que encontrei ao final.

Minha sugestão é harmonizarmos a No Grain No Gain com escondidinho de carne seca. A proposta leva em consideração que o sabor de torra e café da cerveja contrastar o salgado da carne seca e com isso destacar as notas de cacau e da carne. Enquanto que fico com a aposta que o purê ajude a evitar a percepção do pó que encontramos ao final.

Prost!

Fabrizio Guzzon

2 thoughts on “Boa Cerveja-Feira #250… No Grain No Gain

  1. Anselmo Mendo

    Parabéns Guzzon! 250 análises não é pra qualquer um.
    A “No Grain No Gain” entra na categoria de “Mais Um Trocadilho em Nome de Cerveja” 😀
    A considero uma boa Outmeal Stout que funciona bem até no calor.
    Deu sede aqui!
    Abração.

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Valeu Anselmo!

      É uma Stout bem leve, funciona bem no calor tbm.
      E é mais uma cerveja com o selo Gustavo Passi de trocadilho… rsrsrsrs

      Abç
      Guzzon

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*