Cerveja Artesanal Caseira – Posso fazer cerveja de qualquer coisa?

Por | 1 de abril de 2014

 

Cerveja Artesanal Caseira - Posso fazer cerveja de qualquer coisa?

Cerveja Artesanal Caseira – Posso fazer cerveja de qualquer coisa?

Posso fazer cerveja de qualquer coisa?

Essa é uma pergunta frequente durante o curso e nas brassagens coletiva que fazemos.

Quando vamos fazer uma cerveja com ingredientes além dos básicos, sempre vamos pensando em sabores e aromas que queremos sentir, na cor  que queremos ver. Geralmente são duas linhas de raciocínio: em uma , pensamos em um estilo de cerveja que gostamos  e procuramos ingredientes ou sabores que podem deixar aquele estilo diferente e gostoso, único. Em outra,  pensamos em sabores e aromas que nos agradam e aí vamos atrás do estilo que mais combina.

Legal, é por aí, mas para que o resultado final não te desaponte, vamos pensar no processo de produçao de cerveja.

A produção de cerveja é dividida em algumas etapas: a mostura, a fervura, a fermentação,  a maturação, o envase.  Em cada uma delas, há transformações físicas e químicas. Ativação das enzimas, inativação de enzimas, evaporação de sub-produtos indesejados, produção do álcool e ésteres frutais, carbonatação, mudança de cor, mudança de aroma, mudança de sabor, de corpo…  um processo de mudanças!

Para escolher qual o melhor momento da produção para juntar sua idéia na sua cerveja , nao há regras. É indicado estudar o ingrediente, para saber como ele se comporta em cada etapa. E então escolher quando colocar, qual quantidade e preparação adequada de cada ingrediente.

Lembrando sempre que fazer cerveja é divertido, e que as possibilidades são infinitas, o legal mesmo é curtir o momento. Inventa, prova, chama os amigo pra participar… na alegria e na tristeza. Se ficar boa comemora, se ficar ruim.. aguenta a tiraço de sarro e bora fazer de novo, até ficar do jeito imaginado.

5 comentários para “Cerveja Artesanal Caseira – Posso fazer cerveja de qualquer coisa?

  1. Anselmo Mendo

    Flavia, ótimo texto. Imagino que alguns insumos sejam impraticáveis pra se produzir cerveja. Você já utilizou algo que definitivamente não serve pra fazer fermentado?

    Responder
    1. Flavia

      Anselmo

      Já fiz escolhas que não não tiveram o resultado muito bom. Por exemplo, coloquei calda de abacaxi na fermentaçao e não ficou nada legal. Já errei feio na pimenta em uma outra ocasião.. rs.
      Mas a maioria das vezes acertei.

      Sei que tem alguns ingredientes que não são bem vindos na fermentação, pois acabam interferindo no processo. Gengibre, canela… Sempre é bom pesquisar antes, para evitar surpresas.

      Responder
  2. Guzzon

    Flávia, boa dica.
    Apesar da escola belga ser conhecida por ficar inventando com uso de ingredientes adicionais para trazer novos sabores e aromas, temos no Brasil uma tendência (ou vários casos) de cervejarias que estão usando vários ingredientes para dar um toque particular as suas cervejas…. a Colorado sempre fez isso, a Amazon, mais recentemente a Wals e a Way com as recém lançadas Sour Ales.
    Mas isso não quer dizer que somente as cervejarias podem fazer essa jogada, e até diria que os caseiros com equipamentos pequenos (5 l) tem ainda mais flexibilidade para tentar coisas novas.

    Abç
    Guzzon

    Responder
    1. Flavia

      Guzzon,

      concordo com vc. Os cervejeiros caseiros tem grande flexibilidade para fazer invenções.
      Mesmo as grandes cervejarias, acredito que façam suas invenções em pequenas quantidades ate ajustarem a receita final e então produzem em larga escala.

      Abs
      Flavia

      Responder
    2. Julio Oliveira

      Guzzon

      Concordo plenamente com vcs….eu mesmo montei meu equipamento com a ideia inicial de ser nano para poder testar as receitas sem receio de perder tudo. Hoje faço 8L e estou partindo para produções maiores daquelas que achei ( e a família) que ficaram legais.
      A cada dia aprendo mais sobre o processo e seus detalhes e começo a explorar mais as possibilidades.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*