Boa Cerveja-Feira…. com Triporteur Full Moon 12

By | 1 de janeiro de 2016

Esta semana vamos curtir as festividades de ano novo admirando o luar com a Triporteur Full Moon 12.

A Triporteur Full Moon 12 é produzida pela BOM Brewery (Belgian Original Maltbakery & Brewery) uma cervejaria belga que se destaca por ter uma maltaria que garante a produção do malte para as cervejas de sua produção, e o mais interessante é que eles desenvolvem um malte único para cada cerveja que eles produzem. Para isso a cervejaria tem um equipamento modificado para torra de café e eles compram malte “branco” e usam desenvolver maltes únicos para suas cervejas.2016.01.01 Triporteur full moon 12 Rotulo

Outra curiosidade da Triporteur Full Moon 12 é seu rótulo, que conta com a presença das anjinhas, demônio e o padeiro comuns aos rótulos da Triporteur, mas tem um toque “nerd”dado pela cervejaria, que coloca o padeiro em uma referência ao filme E.T voando a frente de uma lua cheia.

Triporteur Full Moon 12

Dados Técnicos:

2016.01.01 Triporteur full moon 12Cerveja: Triporteur Full Moon 12
Estilo: Quadrupel
Teor: 10,2%
País de origem: Bélgica
Embalagem: 330 ml
Nota: 4

Quando servimos a Triporteur Full Moon 12 vemos um belo liquido castanho escuro com espuma branca, porem efêmera, que termina como uma fina camada de renda sobre a cerveja.

Quando partimos para o aroma vemos o quão complexa esta cerveja é. Encontramos notas malte, caramelo, frutas escuras como ameixa seca e passas, em segundo plano ainda podemos perceber notas licorosas e amadeiradas que remetem a whisky.

Quando provamos vemos que se trata de uma cerveja de corpo alto e média carbonatação, que no sabor apresenta notas de malte, caramelo, frutas escuras e passas, mas completa estas notas com a presença de um amadeirado que permeia todos os sabores e um toque licoroso.

E no aftertaste vemos estas notas licorosas e amadeiradas se tornarem mais presentes, colocando em segundo plano as notas de malte e caramelo. Trazendo o paladar residual do aftertaste muito mais próximo de um bourbon ou whisky.

A Triporteur Full Moon 12 é uma cerveja complexa e com personalidade. As notas de malte, caramelo e frutas escuras são bastantes presentes e as notas de madeira e licor surpreendem no aftertaste.

Para a harmonização vamos aproveitar toda a 2016.01.01 Triporteur full moon 12 harmoniza 1complexidade da cerveja e o momento festivo do réveillon e vamos buscar um prato que consiga aproveitar as qualidades desta cerveja.

.

.

Eu proponho harmonizar 2016.01.01 Triporteur full moon 12 harmoniza 2com um lombo suíno na manteiga com calda agridoce de amora, assim teremos o sabor mais pronunciado e salgado da carne contrastando com o dulçor e as notas maltadas da cerveja enquanto que a calda irá ajudar a destacar as notas de frutas escuras da cerveja.

 

 

 

2016.01.01 Triporteur full moon 12 harmoniza 3

lombo suíno na manteiga acompanhado por molho de amora agridoce

Prost!

Fabrizio Guzzon

9 thoughts on “Boa Cerveja-Feira…. com Triporteur Full Moon 12

  1. Pingback: Boa Cerveja-Feira.... com Triporteur from Heaven - Beercast Brasil

  2. Anselmo Mendo

    Guzzon, estou esperando chegar meu pedido da Cerveja Store pra provar a Triporteur! Ficou lindona a foto do lombo suíno na manteiga acompanhado por molho de amora agridoce!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Anselmo,

      Aproveite essa cerveja, vale muito a pena. É daquelas cervejas complexas que a gente fica descobrindo novos aromas e sabores a cada gole.
      E o lombo foi muito bem nas festas de final de ano… não sobrou um pedaço…. hehehe

      Abç
      Guzzon

      Reply
  3. Luquita

    Show, essa breja eu tive o prazer de tomar no lançamento dela aqui no Brasil pois foi parceira no lançamento do Brewce e é um espetáculo. Essas harmonizações só de vê já me deram água na boca!

    Feliz ano novo Guzzon!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Luquita,

      Eu achei a cerveja muito boa… fiz a harmonização e a degustação no meio da festa, então minha atenção estava dividida e mesmo assim ela marcou toda a complexidade que trás.

      Feliz 2016 Luquita!!

      Abç
      Guzzon

      Reply
  4. Daniel Córdova

    Grande Guzzon!
    Estava com essa cerveja na geladeira e abri ela agora especialmente para provar após ter lido tua descrição dela.
    Concordo com tudo o que você descreveu: malte, caramelo, frutas escuras, whisky, licor… Sinto também um leve aquecimento alcoólico e aromas de mel e levemente defumado, talvez pela madeira. Sabor equilibrado, sem nenhum sabor básico predominante.
    O corpo médio-alto faz dela uma cerveja mais lenta de se beber, o que é ótimo, pois dá tempo de ela ir esquentando aos poucos e liberando aromas diferentes a cada gole.
    O aftertaste dela me lembra mais conhaque que whisky, mas este também está bem perceptível.
    Adorei o rótulo, inclusive o demônio está fantasiado de Jason.
    Minha nota também é 4.
    Abraço!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Daniel,

      Eu gostei bastante desta cerveja, complexa e com notas bem marcantes… final alcoólico dela é muito bom… por conta das notas de madeira eu acho que essa percepção de whisky / conhaque fica bem evidente, mas sem atrapalhar as outras notas.

      Uma ótima cerveja para uma festa de reveillon

      Abç
      Guzzon

      Reply
  5. Marcus Metal

    Fala Guzzon,

    Tenho acompanhado sua coluna, aprendendo a degustar as sutilezas da cerveja, tem valido muito.

    Recentemente tomei uma dessas seguido da Wahls Quadrupel, para tentar achar semelhanças e diferenças. Você acha que vale essa comparação? E como você colocaria a Triporteur com a famosa La Trape Quadrupel , disponível por aqui?

    Grande abraço e parabéns pela coluna.

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Marcus,

      Muito obrigado pelo comentário e fico feliz em saber que tenho lhe ajudado a conhecer mais sobre cerveja, esse é um dos objetivos da coluna e é legal ter esse retorno.

      Fazer uma degustação de diferentes rótulos de um mesmo estilo é legal, justamente pelo motivo que você citou, realizar comparações e ver semelhanças e diferenças entre os rótulos.

      Comparar com a La Trappe é um pouco mais difícil, pois faz tempo que tomei a La Trappe. Mas buscando minhas anotações vi que a La Trappe me apresentou notas de frutas vermelhas bem presentes e um alcoólico mais suave, enquanto que a Full Moon apresentou notas de frutas secas e o alcoólico remete mais a whisky. No untaapd a La Trappe ganhou 0,25 a mais que a Full Moon… rs

      Abç
      Guzzon

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*