Boa Cerveja-Feira…. com Rebel Rouser

By | 12 de agosto de 2016

Esta semana vamos colocar nosso chapéu confederado e provar a Rebel Rouser.

Esta Double IPA é produzida pela norte americana Samuel Adams e segue a mesma linha da “Micro Cervejaria 10 galões” que falamos na coluna da Rebel IPA, mas agora trazendo um IBU superior a 80.

Desta vez a Samuel Adams abusa na adição dos lúpulos com Bravo, Galaxy, Zeus, Simcoe, Centennial, Cascade e Amarillo com resultados bastante interessantes.

O nome da cerveja tem várias referências, uma delas é a música de Duane Eddy da década de 50 ou o chapéu confederado com as espingardas cruzadas, mas na minha opinião o nome refere ao termo “Rabble Rouser” que pode ser traduzido, de maneira livre, como aquele que incita, agita, inflama e reúne um grupo principalmente pelo seu discurso, e vindo de uma Double IPA criada em um sistema inovador de desenvolvimento de receitas é bem pertinente.

Rebel Rouser

2016.08.12 Rebel RouserDados Técnicos:

Cerveja: Rebel Rouser
Estilo: Double IPA
Teor: 8,4%
País de origem: EUA
Embalagem: 355 ml
Nota: 3,50

Ao servimos a Rebel Rouser vemos uma cerveja âmbar, levemente opaca e com espuma cremosa e duradoura.

A cerveja apresenta aroma intenso, resinoso e cítrico com notas de maracujá e grapefruit em segundo plano encontramos notas herbais e um toque isovalérico bem discreto.

Ao provarmos a cerveja encontramos um líquido de corpo médio alto e média carbonatação, enquanto que no paladar temos notas herbais marcantes, as notas cítricas surgem com a percepção de casca de laranja e lima, o lúpulo é presente durante toda a degustação se mantendo pungente e duradouro e trazendo notas herbais e resinosas.

O aftertaste da Rebel Rouser é marcado pelas notas herbais, pelo amargor e percepção resinosa. O final é persistente tanto no amargor quanto na percepção resinosa da cerveja.

A Rebel Rouser é uma cerveja amarga, cítrica e resinosa, com final amargo e herbal persistente e ainda assim equilibrado.

Para a harmonização vamos buscar um prato que traga além das notas que realcem a cerveja, algo que traga o espírito da inovação e simplicidade que este projeto da Samuel Adams tem.

Minha sugestão é um cheeseburger com queijo pepper jack. Este queijo é bem comum lá nos EUA e aqui pode ser tranquilamente substituído por estes queijos meia cura temperados com pimenta. Assim usamos o amargor e as notas cítricas para contrastar com a picancia do queijo e deixamos o sabor do hambúrguer ganhar destaque com as demais notas da cerveja.

Prost!

Fabrizio Guzzon

4 thoughts on “Boa Cerveja-Feira…. com Rebel Rouser

  1. Daniel Córdova

    Fala Guzzon!
    Demorei mas cheguei.
    Tive que jogar “isovalérico” no google. É chulé mesmo? hehehe
    Mais uma cerveja que vou ter que viajar pra beber, mas tá valendo =)
    Abraço!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Daniel,

      Sim.. é cheiro de chulé ou queijo tipo aquele cheetos bolinha…. algum problema na garrafa que peguei. Mas tirando esse defeito a cerveja é bem bacana.

      Abç
      Guzzon

      Reply
  2. Luquita da Cerveja

    Fala Guzzon, parece ótima essa versão ai, do jeito que eu curto uma DIPA.

    Eu ia sugerir exatamente o que vc falou sobre o queijo, usar os queijos temperados com pimenta. Fica show!

    Abraços

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Luquita!

      A breja é muito sim, vale a pena provar quando você tiver chance.
      E estes queijos temperados ficam muito bons com DIPAs, assim como comida mexicana.

      Abç
      Guzzon

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*