Boa Cerveja-Feira…. com Glutenberg Golden

By | 26 de fevereiro de 2016

Esta semana vamos provar que uma dieta restritiva ainda pode ter sabor com a Glutenberg Blonde.

Produzida pela cervejaria canadense Glutenberg que empresta o nome a cerveja, temos um exemplar do que um espírito empreendedor (e a vontade de beber cerveja) podem fazer.

A cervejaria foi fundada pelos amigos David Cayer e Julien Niquet, este segundo com intolerância a glúten. A ideia de criar uma cervejaria focada em cervejas livres de glúten começou em 2011 e com o apoio da família e amigos eles compraram os equipamentos e entraram em contato com o mestre cervejeiros Gabriel Charbonneau e após mais de uma dúzia de testes eles conseguiram produzir uma cerveja com 0% de glúten e com sabor e aroma de uma cerveja de qualidade, a Glutenberg Blonde.

Após esta cerveja eles não se conformaram com somente um rótulo, hoje eles tem mais 4 rótulos (APA, IPA, Red e White).

Apesar de produtos como este, ou da Side Lake (Beercast 112), não serem encontrados facilmente no mercado, existem empresas que trabalham para tornar a vida dos celíacos mais fácil e prazerosa. Esta cerveja eu recebi da Natue, uma empresa e-commerce de produtos naturais e bem estar que apresenta uma variedade muito grande de produtos, que vão desde esta cerveja, snacks, chocolates e outros itens livres de glutén até produtos de nutrição esportiva e cosméticos naturais.

Glutenberg Blonde

2016.02.26 Glutenberg BlondeDados Técnicos:

Cerveja: Glutenberg Blonde
Estilo: Gluten Free
Teor: 4,5%
País de origem: Canadá
Embalagem: 473 ml
Nota: 3,5

Ao servirmos a Glutenberg vemos um líquido amarelo palha, cristalino e brilhante, com espuma baixa e de bolhas pequenas.

O aroma surge suave, com notas cítricas de limão, herbal e um fundo floral e delicado enquanto que as notas de frutas amarelas surgem em segundo plano de maneira discreta juntamente com uma leve percepção de pimenta branca.

Ao provarmos encontramos uma cerveja de corpo médio baixo e alta carbonatação enquanto que no paladar o toque cítrico com notas de limão surge em primeiro plano seguido pelas notas frutadas que remetem a ameixas e um suave herbal ao fim.

No aftertaste a cerveja segue mantendo sua suavidade com toque levemente cítrico e condimentado remetendo a pimenta branca e uma presença floral delicada e agradável.

A Glutenberg Blonde é uma cerveja leve, com notas cítricas e florais delicadas e que surpreende justamente por apresentam um conjunto que trás várias notas aromáticas combinadas sem perder esta suavidade e delicadeza.

Para a harmonização vamos manter o contexto e buscar uma dica para os celíacos, e realizar um preparo com ausência de glúten.

Eu proponho macarrão de abobrinha com molho de ricota e alho acompanhado de frango grelhado acebolado. Vamos usar as notas herbais da cerveja para realçar o sabor da abobrinha e da ricota enquanto deixamos as notas cítricas acompanharem o frango.

E é importante lembrar que por ser uma cerveja leve e delicada optamos por um prato com sabores mais leves também.

2016.02.26 Glutenberg Blonde Harmoniza

Macarrão de abobrinha com molho de ricota com alho e frango acebolado

Prost!

Fabrizio Guzzon

6 thoughts on “Boa Cerveja-Feira…. com Glutenberg Golden

  1. Luquita

    Grande Guzzon,

    Não tomei nenhuma sem glúten ainda e sinceramente não sei o que esperar de diferente, acredito que nada se ela for boa, né.

    Abraços

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Luquita,

      A ideia é essa mesmo… se não falar que é sem glúten você vai avaliar como se fosse uma cerveja normal, com características próprias dela. Acho que o único ponto que o uso de milho e painço trás de mais evidente é o corpo leve da cerveja.

      Abç
      Guzzon

      Reply
  2. Anselmo Mendo

    E aí Guzzon? As únicas que provei até agora foram as da Lake Side. Gostei especialmente da que leva centeio.
    Glutenberg é um trocadilho interessante, apesar que berg é montanha em alemão, né. Montanha de Gluten, isso seria um problema para os celíacos :D. Mas acho que faz mais sentido se for uma homenagem aos judeus, está cheio de famílias “berg” por aí, rs.
    Outro dia a Marisa fez “macarrão” de abobrinha aqui em casa, primeiro fiquei sismado, mas sabe que ficou bem gostoso. É uma ótima opção e deve ficar excelente com uma cerveja leve como essa aí.

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Anselmo,
      O nome da cervejaria tem cara de ser uma zoeira mesmo, meio que um sobrenome inventado.
      E esse ralador de fazer macarrão de abobrinha eh muito legal. Serve para fazer caponata e antepasto também, eh só deixar na conserva um tempo.
      A cerveja eh bem bacana, nesta se não me engano eles usam milho e painço. Fica bem leve e refrescante.

      Abç
      Guzzon

      Reply
  3. Daniel Córdova

    Fala Guzzon!
    Legal a coluna de hoje, bem interessante, principalmente para quem tem intolerância ao glúten.
    Acho que ainda não provei nenhuma cerveja sem glúten, mas quem sabe eu não pegue uma qualquer hora dessas.
    Tenho um conhecido que estava todo empolgado com cervejas especiais e de repente descobriu que era celíaco. E mais, ele é formado em gastronomia. Imagina o dilema do cara!
    Felizmente tem gente pensando nessas pessoas e fazendo produtos de qualidade.
    Essa harmonização deve ter ficado bem legal hein.
    Abraço!

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Grande Daniel,
      Eu ainda acho que este mercado tem um espaço enorme a ser desenvolvido. Quando você procura uma dieta com restrição de glúten ainda são poucos os fabricantes, não exclusivos, que tem uma opção sem glúten.

      Essa cerveja eh levinha, de corpo lembra nossas mainstream, mas no sabor e aroma eh muito melhor.

      Abç
      Guzzon

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*