Boa Cerveja-Feira…. com Bodebrown & HNB Witbier

By | 24 de outubro de 2014

Esta semana vamos falar de mais uma criação nacional, uma edição especial feita pela Bodebrown para atender o Have a Nice Beer, a Bodebrown Witbier.

Enquanto escrevia esta introdução notei ainda não havia feito uma única resenha sobre as cervejas da Bodebrown, e não foi por falta de consumo, pois a marca tem ótimas cervejas.

Talvez não seja necessário falar muito sobre a cervejaria, pois a grande maioria das pessoas já provou alguma cerveja deles, mas não podemos deixar de falar que o Samuel Cavalcanti, fundador e mestre cervejeiro da Bodebrown, é um apaixonado pelo que faz, desde o inicio de sua carreira ele busca colocar em sua cervejaria este sentimento, e isso pode ser visto no lema da cervejaria “A gente não gosta de cerveja. A gente é louco por cerveja, Aliás, louco  não. Alucinado”.

Um ponto interessante é que o Samuel se interessou por este mundo no final de sua faculdade de química, quando teve uma matéria sobre fermentação, e isso o aproximou não somente da cerveja, mas todo o tipo de fermentação, inclusive aquela que gera vinhos, queijos e embutidos e por isso mesmo ele tem uma afinidade tão grande com a harmonização das cervejas. Nas palavras do próprio Samuel quando questionado a respeito da experiência gastronômica com cervejas “É a imersão completa. A forma como você combina determinada cerveja com determinado prato”.

Bodebrown & HNB Witbier Dados Técnicos:

2014.10.24 Bodebrown & HNB WitbierCerveja: Bodebrown & HNB Witbier
Estilo: Witbier
Teor: 5,2%
País de origem: Brasil
Embalagem: 300 ml

Ao servir encontramos um líquido amarelo claro, opaco e com espuma branca, cremosa e uniforme.

No aroma encontramos notas cítricas de casca de laranja, notas de fermento que lembram massa de pão e suaves notas condimentadas de coentro.

Quando provamos temos uma cerveja leve e com boa carbonatação, enquanto que no paladar as notas cítricas de laranja se misturam com as notas de pão vindas do fermento, mas sem perder o equilíbrio, e em segundo plano encontramos as notas condimentadas que remetem a coentro e até mesmo a pimenta branca, o amargor é baixo que serve somente para compor o conjunto sem ser protagonista.

No aftertaste as notas condimentadas ganhando mais importância e trazendo a percepção da semente de coentro para o primeiro plano, que é acompanhada por um amargor levemente ácido das notas de casca de laranja.

Temos neste rótulo uma cerveja leve e refrescante que prima pelo equilíbrio entre as notas cítricas e de fermento.

Para harmonizar com esta cerveja temos que buscar um prato leve, que não sobrepuje as notas suaves que encontramos. Neste caso usarei uma opção simples, um lanche de queijo quente feito com pão integral, muzzarella de búfala e tomates cereja fatiados.

Todo o conjunto busca assemelhar e completar a cerveja, enquanto o pão irá reforçar as notas de fermento, a muzzarela de búfala e o tomate cereja são suaves e irão destacar as notas cítricas e condimentadas.

Prost!

Fabrizio Guzzon

8 thoughts on “Boa Cerveja-Feira…. com Bodebrown & HNB Witbier

    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Luquita, dessa eu não sabia… mas se ele tomar um gole de cada brassagem já esta numa quantidade boa… rsrs

      Reply
  1. Anselmo Mendo

    Ah… Bodebrow, uma de minhas cervejarias prediletas. Também gostei muito dessa Wit. Boa harmonização também Guzzon, mas achei o lanche meio levinho. Eu preferiria partir para o contraste com algo que fosse talvez um pouco picante, como alguns tipos de salames.

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Anselmo, a cerveja é leve também, por iso o lanche leve.
      Mas para dar contraste um queijo picante deve funcionar bem, ou algo mais salgado…
      Abç
      Guzzon

      Reply
  2. Daniel Córdova

    Fala Guzzon!
    Caramba, esse lanche me chamou mais atenção que a cerveja… deve ser fome hehehe
    Tomei essa Wit e lembro de ter curtido. Queria ter mais uma garrafa em casa pra tentar sentir o aroma e sabor de pão que você descreveu.
    Estou devendo nas Bodebrown. As únicas que provei até hoje são essas 4 que eles fizeram pro HNB.
    Abraço

    Reply
    1. Fabrizio Guzzon Post author

      Daniel, eu recomento fortemente a Cacau IPA e a Wee Heavy deles… são muito boas.
      E quanto eu provei senti as notas de fermento mais pronunciadas, nada que atrapalhasse, mas me chamou a atenção.

      Abç
      Guzzon

      Reply
      1. Daniel Córdova

        Ah! Lembrei agora que a Cacau IPA eu tomei já.
        Pessoalmente não achei tão boa quanto todo mundo fala, mas gosto é gosto né…
        Além do que, quem sabe tomando mais vezes eu goste mais hehe
        Abraço

        Reply
        1. Fabrizio Guzzon Post author

          Daniel, eu gostei da Cacau IPA, mas só percebi as notas de cacau mesmo no final, quando a cerveja estava mais quente. Acho que se já tivesse começado a beber com ela perto dos 10ºc teria aproveitado bem mais.
          Quem sabe a temperatura não afetou um pouco sua degustação..

          Abç
          Guzzon

          Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*