Boa Cerveja-Feira…. com Baden American IPA

Por | 1 de maio de 2015

Vamos aproveitar que o feriado do dia do trabalho para curtir um trabalho recém realizado de uma cervejaria. Vamos relaxar um pouco provando a Baden American IPA.

Nos últimos anos a Baden tem lançado algumas novidades em seus rótulos, como a Chocolate, 15 anos e Witbier, e desta vez o lançamento é de algo que eu sempre acreditei ser um dos rótulos que mais fazia falta ao portfólio da marca, uma American IPA.

Quando falamos de American IPA hoje em dia vemos que as cervejarias não se contentam mais em se manter em um padrão fixo. As pequenas mudanças e inovações são constantes, e isso não é diferente na Baden American IPA.

Esta cerveja tem dois detalhes que a tiram do lugar comum das American IPA, o primeiro é o uso de suco de maracujá para salientar ainda mais as notas comuns a este estilo e o outro é o uso de um processo chamado Dip Hoppping ao invés do Dry Hopping. Como no Japão não se insere o lúpulo após a fermentação da cerveja a Kirin criou um processo onde o lúpulo é inserido pouco antes do processo de fermentação e com o controle da rampa de temperatura temos os aromas de lúpulo ainda presentes no final do processo, e sem afetar a qualidade do amargor.

No caso Baden American IPA foram usados os lúpulos Cascade, Chinook, Centenial,Mandarina Bavaria e Tradittion. O Cascade e Chinook foram usados tanto para aroma quanto para amargor.

Baden American IPA

2015.05.01 Baden American IPADados Técnicos:

Cerveja: Baden American IPA
Estilo: American IPA
Teor: 6,4 %
País de origem: Brasil
Embalagem: 600 ml

Temos um líquido cristalino e dourado intenso com nuances acobreados quando observado no copo, a espuma se apresenta branca, cremosa e com boa duração.

No aroma as notas cítricas e frutadas se destacam trazendo a percepção de maracujá com notas frescas da polpa da fruta, notas cítricas e um leve resinoso enquanto que em segundo plano notamos o suave dulçor do malte.

Ao beber encontramos um líquido de corpo média e carbonatação médio alta, enquanto que no sabor temos inicialmente um equilíbrio entre o dulçor do malte e as notas cítricas da Baden American IPA. O amargor se mantêm mediano, um pouco abaixo das demais American IPA, mas é compensando pelo frescor das notas cítricas e frutadas.

No aftertaste todo o conjunto da Baden American IPA ganha força. O amargor ganha mais destaque, as notas cítricas salientam o frescor da cerveja e o final resinoso segura o amargor cítrico no paladar de maneira equilibrada e agradável.

A Baden American IPA é uma cerveja que se destaca pelas notas frescas e pelo final com amargor equilibrado e resinoso.

Materia Prima: Hambúerguer caseiro, guacamole e queijo meia cura artesanal

Materia Prima: Hambúerguer caseiro, guacamole e queijo meia cura artesanal

Para a harmonização vamos usar uma combinação clássica do estilo, mas com uma alteração, coisa que já se tornou comum ao estilo.

Vamos harmonizar a Baden American IPA com hambúrguer caseiro com queijo meia cura artesanal e guacamole.

Esta combinação nos permite brincar com dois aspectos da cerveja, pois enquanto temos o dulçor mais suave da cerveja contrastando com o também suave salgado do queijo, temos as notas cítricas e frutadas da cerveja sendo destacadas pela guacamole. Neste caso temperei a guacamole com limão siciliano e pimenta chilli, que tornou a sensação de frescor cítrico ainda mais evidente.

2015.05.01 Baden American IPA - harmoniza

Hambúrguer com Baden American IPA.

Prost!

Fabrizio Guzzon

9 comentários para “Boa Cerveja-Feira…. com Baden American IPA

  1. Fellipy

    E aí Guzzon!

    Gostei muito dua sua avaliação a respeito da American IPA da Baden. E confesso que estava aguardando uma avaliação desta cerveja ao saber que ela foi lançada há poucos dias.
    Quando você fala que sentiu um aspecto resinoso, o que significa? Tem alguma cerveja que você recomenda que apresenta este mesmo tipo de aspecto?

    Abraço,
    Fellipy

    Responder
    1. Fabrizio Guzzon Autor

      Grande Fellipy!
      Fiz questão de avaliar essa breja assim que foi aberta a venda ao mercado… acho bacana poder colocar no site que foi lançado na mesma semana.
      E a nota resinosa, bem, é meio dificil explicar… rsrs… mas lembra resina vegetal mesmo, um herbal mais neutro ou seiva de árvore… isso é relativamente comum nas cervejas que usam lúpulos americanos.
      Se você procurar a IPAs americanas deve encontrar estas notas… a Frosty Bison, Ballast Point IPA, Brewdog (Punk IPA e Clown King) são alguns exemplos.
      Mas podemos caçar umas IPAs no próximo encontro que tenham estas notas.

      Abç
      Guzzon

      Responder
  2. Luquita da Cerveja

    Ai sim Guzzon, saindo na frente sempre rs. Estou bem curioso para experimentar essa cerveja mesmo sabendo que ela é uma adaptação par ao mercado mas tem uma questão a analisar em comparação com a Therezópolis Jade.

    Responder
    1. Fabrizio Guzzon Autor

      Grande Luquita,
      Vale a pena provar, mas eu não diria que ela é uma adaptação… na verdade ela trabalha com 40 e poucos IBU, e a faixa de uma American IPA é de 40 a 70, então ela esta dentro da especificação. Mas sabemos que a maioria esmagadora das cervejarias, principalmente norte americanas optam por trabalhar no limite superior.
      Por isso que saliento que o amargor não é alto para o estilo, e ainda é “suavizado” pelas notas frutaas, e estas sim me surpreenderam bastante…
      Mas é uma cerveja que vale muito a pena provar

      Abç
      Guzzon

      Responder
  3. Rafael

    Muito legal o post. Parabéns Fabrício. Fiquei interessado em experimentar esta IPA com maracujá. Interessante.
    Valeu!!

    Rafael
    welivewebeerwedie.com

    Responder
    1. Fabrizio Guzzon Autor

      Grande Rafael,
      Fico feliz que tenha gostado do post, achei a breja muito saborosa, vale a pena provar sim.

      Abç
      Guzzon

      Responder
  4. Daniel Córdova

    Fala Guzzon!
    Parabéns pelas 60 semanas de análises espetaculares e que deixa a gente com água na boca sempre.
    Essa Baden Baden nova estou doido pra experimentar. Vou comprar assim que chegar aqui no mercado.
    E esse hamburger é sacanagem, viu. Sorte que acabei de almoçar hehe
    Abraço!

    Responder
    1. Fabrizio Guzzon Autor

      Grande Daniel,
      Valeu!! Foram 60 semanas de harmonizações que faço com prazer, é muito legal ver o retorno deste trabalho nos comentários.
      E a cerveja vale a pena provar, apesar de ser uma American IPA, o amargor não é o carro chefe, achei que as notas de frescor dela são o diferencial, depois que esquenta um pouco parece que vc cortou um maracujá e esta com ele na mão.

      E o hamburguer com guacamole ficou bom… rsrs… e harmoniza muito bem, na verdade, até separados iriam harmonizar bem…

      Abç
      Guzzon

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*