Bebendo e Comendo na Vila St. Gallen, por Luís Loureiro

Por | 11 de junho de 2015

Antes de qualquer coisa, gostaria de agradecer a oportunidade que os amigos do Beercast me deram de estar aqui escrevendo para vocês.

Nessa nova sessão irei visitar locais, restaurantes, festas e o que mais tiver ao meu alcance na região do Rio de Janeiro e com sorte em algum outro lugar no mundo, e trazer para vocês minhas dicas e opiniões sobre a cerveja, os pratos e o ambiente.

Mas antes irei me apresentar. Meu nome é Luís Loureiro, tenho 29 anos e moro em Niterói – RJ, arquiteto de profissão e amante da cerveja por natureza. Não sou gabaritado como muitos aqui do site, não tenho curso de sommelier, não sei fazer cerveja em casa (isso, na verdade, já está sendo programado), sou apenas um cara que gosta de beber, comer e, se puder fazer os dois juntos, melhor ainda!

Para estrear esse Comendo e Bebendo fui fazer uma visita longe de casa, visitei a Vila St. Gallen, na cidade de Teresópolis, região serrana do estado. A vila é uma reprodução de uma pequena vila do sul da Alemanha, onde tudo é tematizado, inclusive os atendentes, que se vestem a caráter.

Logo St. Gallen

Como foi minha primeira visita ao local, não fui preparado, então não sabia da existência de um Bier Tour, onde poderia visitar a fábrica, ouvir dicas de degustação do sommelier deles e degustar as cervejas produzidas lá, com direito a um brinde no final (vale taça da Therezópolis ou Sant Gallen), tudo isso pelo preço de R$40,00. Você pode fazer aos sábados, domingos e feriados, exceto no último sábado de cada mês, devido ao curso de cerveja artesanal que ocorre no local. Vai ficar para uma próxima vez, mas se você for lá é só marcar diretamente pelo site deles: BIER TOUR

A vila em si abre 12h, então ao chegar fiquei em uma pequena fila esperando abrir. Assim que abriu fui diretamente ao Harlekin Pub. Além deste existe o Bistrô 1912, que possui uma gastronomia mais sofisticada, e a Abadia Anno 613, que só abre à noite, onde tem fondues e raclettes servidos por “Monges Beneditinos”.

DICA: Chegue cedo, pois o restaurante encheu rapidamente.

Além de oferecer os chopps tradicionais da casa, eles também têm os sazonais, cada estação do ano existe um diferente. O de outono é o Harlekin J. Brown, uma Brown Ale de Canela e Cacau. Para minha tristeza, esse estava em falta, a atendente me disse que estavam maturando mais e que em breve voltaria às torneiras. Mas me disseram que toda estação acaba rápido. Então ponto negativo para a Therezópolis que não prepara quantidade suficiente para a suprir a demanda.

Pedi então uma Jade (para saber mais sobre a cerveja, ouça o episódio 100 do Beercast) que estava substituindo a sazonal (normalmente eles não têm On Tap). A Jade é uma India Pale Ale com 50 de IBU e 6,5% de teor alcoólico.

Chopp Therezópolis Jade

Chopp Therezópolis Jade

Enquanto tomava um chopp e aguardava meu almoço, fiquei observando os detalhes do restaurante, e cada detalhe foi pensado para te botar em um mundinho a parte. Me senti em um parque temático de Orlando onde se percebe o esmero ao se fazer algo bem feito.

Decoração bem trabalhada e detalhada.

Decoração bem trabalhada e detalhada.

Sede matada, hora de matar a fome. Escolhi um Steak de Angus com Manteiga de Ervas, acompanhado de Batata Frita da casa e Salada Mista. Minha segunda decepção veio quando chegou o prato. O steak estava ruim? Não, estava delicioso! As batatas estavam cruas? Não, estavam perfeitas! Então qual o problema? O problema, meus amigos, foi chamar essas duas folhinhas de alface de “Salada Mista”. Não consegui chamar isso de uma refeição, pois faltam elementos nesse prato para chegar a esse patamar. Talvez um prato menor me desse uma impressão melhor, pois estaria visualmente mais cheio. Talvez devesse ter pedido uma entrada antes do prato principal. Lição para as próximas visitas.

Cadê o resto?

Cadê o resto?

Pedi então mais uma Caesar Salad ao chegar o prato para complementar o almoço. Para harmonizar com esse Steak, bebi um Chopp Rubine, uma Bock com 20 de IBU e 6,5% de teor alcoólico. Não quis arriscar uma sobremesa, vai ficar para uma próxima vez. Os preços dos pratos são meio caros, nada absurdo ou que já não tenha visto em outros restaurantes, mas poderiam melhorar aquela salada. Os chopps estavam muito bons e na temperatura certa. As opções de tamanho são de 200ml, 400ml, 1000ml e a famosa Bota. Eu já conhecia as cervejas da Therezópolis, mas se você não conhece pode pedir a Ripa, que vem 4 mini chopps, Gold, Ebenholz, Rubine e Elfenbein, na ordem Premium Lager, Dunkel, Bock e Weissbier, e eles vem com uma mini harmonização para cada um. Se quiser, eles também possuem algumas cervejas importadas, mas se estou em uma cervejaria, tenho que beber a cerveja local. Outra dica é o Bolinho Confrade Cervejeiro, que me foi muito bem recomendado, mas não experimentei, vai ficar também para outra ida. Depois vale uma visita no resto do local, onde existe uma loja de souvenir, uma loja de doces e uma loja de especiarias locais. Além de uma pequena capela e um ambiente muito agradável.

Local muito agradável.

Local muito agradável.

Resumindo, a visita vale muito a pena, o local é muito agradável, de fácil acesso, a comida saborosa e o chopp muito bom.

Mais informações do local, horários de funcionamento e preços, você pode visitar o site oficial – VILA ST. GALLEN.

Se tiver alguma indicação de lugar que você acha que eu deva visitar, deixa aí nos comentários que com certeza tentarei ir lá!

8 comentários para “Bebendo e Comendo na Vila St. Gallen, por Luís Loureiro

    1. Luquita da Cerveja

      Só pra constar, fui a uns 4 anos atrás e nessa altura a cervejaria estava começando a crescer e tomei a Irish Red ainda em fase de teste. Hoje tem muita coisa boa pra beber e sobre o texto… os atendentes se vestem de forma tradicional da cabeça dos Brasileiros, hahahaha.

      Responder
      1. Luís Loureiro

        Hahahaha
        Lógico que a indumentária é da nossa cabeça! Como imaginamos que era! É só pra entrar no clima mesmo do local!
        Valeu Luquita!

        Responder
  1. Fabrizio Guzzon

    Luis,
    Muito bom o texto, acho as cervejas da St gallen boas e com um ótimo custo benefício.
    Ainda preciso conhecer alguns rótulos… mas aqueles que já provei eram bons e valeram a pena.
    Achei a vila deles muito bacana, acho que cervejarias que tem essa iniciativa de valorizar a cultura cervejeira estão sempre um passo a frente.

    Abç
    Guzzon

    Responder
    1. Luís Loureiro

      Guzzon,
      Com certeza cervejarias que incentivam essa cultura estão um passo a frente, e acho que sempre merecem o nosso reconhecimento. Foi um dos motivos principais que me fez ir lá conhecer!
      Corre atrás dos rótulos que faltam que valem a pena!
      Abração!

      Responder
  2. Daniel Córdova

    Fala Luís, bem vindo!
    Ótimo texto, gostei bastante. Tenho muita curiosidade de conhecer a vila, mas morando em SC fica meio complicado. Nem o Rio conheço, então tenho algumas coisas na fila antes da vila hehe
    Sacanagem essa salada mesmo, talvez o objetivo deles era fazer vc pedir uma salada separada e deu certo.
    Só tenho uma correção pequena pra fazer: sommelière é o feminino de sommelier. Faz parte, até pouco tempo eu não sabia que tinha diferença tbm.
    Fora isso, perfeito texto e estou no aguardo pra novos relatos!
    Abraço

    Responder
    1. Luís Loureiro

      Fala Daniel!
      Muito obrigado pelas boas vindas! É muito bom poder fazer parte dessa família do Beercast! Obrigado pela correção, já atualizei o texto!
      Na semana que vem já tem um novo relato!
      E obrigado pelas suas dicas de turista! Final do ano estou indo Amsterdam, Bruxelas, Paris, Barcelona e metade da viagem já está sendo programada baseado nos seus relatos! hehehehe
      Abração!

      Responder
      1. Daniel Córdova

        Que legal, fico feliz em estar ajudando!
        Qualquer coisa se precisar de mais uns toques me chama no facebook que conversamos melhor =)
        Abraço

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*