Bebendo e Comendo na Feira Planetária

Por | 14 de julho de 2015

Essa semana deixei os restaurantes de lado e fui atrás dos Food Trucks. Aproveitei que estava rolando o evento Água na Boca em Niterói, e eles trouxeram a Feira Planetária, que costuma ser no Planetário da Gávea, atravessou a ponte e veio parar no Teatro Popular Oscar Niemeyer. Como é de praxe nesses eventos, estava cheio, não tinha lugar para todos sentarem, e os preços estavam nas alturas, mas deveria ter algo ali que valesse a pena, então dei uma volta em toda a feira antes de escolher o que comer.

FEIRA

Dada a primeira rodada, foram escolhidos alguns pratos que me pareceram interessante. Mas antes de qualquer refeição, tive que experimentar um chopp que estava em um trailer bem charmoso, o ThePubTruck, nele tinham 3 chopps, comecei pelo Magic Trap da Hocus Pocus. Uma Belgian Strong Golden Ale, com 9% de teor alcoólico que ficam bem escondidos. Para acompanhar, fui na barraca do Praia Brasa e pedi um sanduíche na ciabatta com fatias finas de carne com molho de ervas finas, alho e salsinha, chamado por eles de Arpoador. Achei o sanduíche gostoso, mas um pouco seco. Faltou o molho de ervas finas, que acabou se mostrando somente um azeite aromatizado pelas ervas que ficavam em cima da carne. Não deu para tirar fotos melhores pois como disse mais acima, não tinha lugar para sentar.

PRAIABRASA

Ao lado, me chamou atenção o Burgertopia, que estava no Bacon Day, e bacon é comigo mesmo!

BACONDAY

Pedi um Classic Bacon, um hambúrguer com maionese artesanal de alho assado, mozzarella gratinada e barbecue artesanal com bacon bits, espera clássica de 20 minutos nesse tipo de evento, e hora de saborear essa maravilha. E a suculência da carne estava algo impressionante, a maionese bem presente, e o barbecue estava de outro mundo! E assim como o anterior, a foto não ficou das melhores, mas catei essa foto no Facebook dos caras mostrando que eles gratinam o queijo no maçarico!

BURGERTOPIA

Dando mais uma volta achei a barraca do Hanna Beer, uma loja de cervejas do Rio de Janeiro que me trouxe algumas novidades antes desconhecidas por mim. Como já era final do evento, sobraram poucas cervejas, e eram cervejas da Perro Libre, nunca tinha ouvido falar dessa cervejaria, e o rótulo era bem chamativo, pedi uma Dog Save The Queen, uma IPA deliciosa, feita com 5 lúpulos, e que caiu muito bem nesse fim de noite!

PERROLIBREDOG

Mas antes de ir embora, já com quase todos os trucks fechados, fui atrás do croquete de carne com massa de cerveja, que vi assim que cheguei, servido no Belgo Food & Drink. Ele ainda foi servido com uma mostarda escura, não senti tanta diferença assim na massa por causa da cerveja, mas não deixou nada a desejar em relação ao croquete servido na Casa do Alemão, que pra mim é o melhor croquete de carne que já comi.

CROQUETEBELGO

Achei uma mesa para sentar, e vi um carrinho que não tinha me chamado a atenção antes, eles estavam servindo cervejas da Dead Dog, pedi a Dead Dog American IPA, boa cerveja, mas estava quente, fui falar com a menina, que me disse que a máquina poderia estar com problemas, e pediu para eu voltar em meia hora, quando voltei, já tinha fechado. E saí sem poder degustar de verdade essa cerveja.

PERROLIBREVIVA

Pra fechar a noite voltei ao Hanna Beer e as poucas cervejas que sobraram, virou uma só, a Perro Libre Viva la Revolución, uma pilsen bem lúpulada, mas que também não estava na temperatura ideal, mais quente do que deveria, mas ainda assim uma boa cerveja, só não deu para sentir todo o seu potencial.

No total:

-o Chopp Magic Trap: R$14

-o Sanduíche Arpoador: R$21

-o Classic Bacon: R$23

-o Croquete: R$15

-as Perro Libre: R$25 cada

-o Chopp Dead Dog American IPA: R$12

Semana que vem estarei de volta com mais um Bebendo e Comendo!

E se tiver alguma indicação de lugar que você acha que eu deva visitar, escreve aí nos comentários que com certeza tentarei ir lá!

6 comentários para “Bebendo e Comendo na Feira Planetária

  1. Pingback: Bebendo e Comendo na Bräun & Bräun - Beercast Brasil

  2. Fabrizio Guzzon

    Grande Luis!
    Eu curto muito eventos de food truck, acho que é um ramo que tem muito potencial.
    Para mim, o problema é que em eventos como este vc tem que garimpar onde comer, por conta de preço x qualidade… tem lugar que tem uma qualidade mediana e coloca o preço lá em cima só por que é um food truck. Ainda assim, acho que são eventos muito legais principalmente pela inovação que alguns trucks trazem.

    As opções que você escolheu foram bem bacanas, pena o primeiro lanche não ter agradado, mas o segundo com queijo gratinado esta muito bonito, em ambas as fotos… E achei os preços bem adequados… ainda mais quando a comida vale a pena.

    As brejas da Perro Libre são muito bem cotadas, ainda não tive o prazer de experimentar… vou colocar na minha lista de curto prazo… rs

    Abç
    Guzzon

    Responder
    1. Luís Loureiro

      Fala Guzzon!
      É exatamente isso do preço, alguns preços são compatíveis, como no caso do hambúrguer ou o sanduíche. Mas alguns pratos chegam com micro porções e preços exorbitantes, o que acaba afastando grande parte do público! E vá atrás das cervejas do Perro Libre que vale a pena! Eu mesmo já estou atrás delas novamente!
      Abração!

      Responder
  3. Daniel Córdova

    Fala Luis!

    Muito legal o relato. Por ser um evento food truck, acho até que você esperou pouco pelo hambúrguer, e por sorte ele não veio cru dessa vez, igual no outro evento. Aliás, esse foi o que me pareceu mais apetitoso de tudo que você comeu.

    Como estavam as filas, muito demoradas?

    Uma pena o chope e a cerveja estarem quente. A Perro Libre ganhou medalha de ouro com essa Viva la Revolución em Blumenau (Experimental Beer) desse ano e bronze com a Dog Save the Queen (to com a Revista da Cerveja aqui do meu lado fornecendo a informação, não foi de cabeça não hehe).

    Valeu!

    Responder
    1. Luís Loureiro

      Fala Daniel!
      As filas não achei tão grande comparado a outros eventos que fui, o problema era ter que, como é de costume nesse tipo de evento, ter que enfrentar uma fila pra poder comprar as fichas, e depois ter que enfrentar outra fila pra poder comprar, e novamente uma terceira pra esperar seu lanche ficar pronto! Mas já enfrentei filas mais demoradas, nesse dia o pessoal estava bem ágil!
      Não sabia dessas informações sobre a Perro Libre, bom saber! Mas às vezes eu vejo tanta cerveja ganhar tantas medalhas, que fico imaginando se não tem eventos que para dar prêmios demais! Todo dia descubro uma cerveja que ganhou uma medalha em alguma competição que nunca nem tinha ouvido falar! Não que essas não merecessem! Só um pensamento aleatório…ahahha
      Abração!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*